Morre ex-primeira dama do Paraná, Nice Braga | Fábio Campana

Morre ex-primeira dama do Paraná, Nice Braga

Morreu nesta segunda-feira, em Curitiba, a viúva do ex-governador do Paraná e ex-senador Ney Braga, Nice Braga. Ela tinha 82 anos e estava internada há uma semana, por causa de problemas circulatórios.

Segundo a família, ela morreu às 20h30, devido a complicações renais. O velório está sendo na capela 3 do Cemitério Municipal São Francisco de Paula, em Curitiba, e o enterro será às 16 horas, no mesmo
cemitério.

O Governador Orlando Pessuti lamentou a morte de Nice Braga na abertura da Escola de Governo. “Em nome do povo do Paraná faço uma manifestação de sentimento e pesar à família. Ney Braga foi prefeito de Curitiba, governador do Paraná por duas vezes e ministro das pastas
da Agricultura e da educação, e muito contribuiu para o
desenvolvimento do estado. Nossos sentimentos em nome do governo do
Paraná”, disse.

Nice Camargo Riesemberg Braga nasceu em 20 de abril de 1928, em Guarapuava, na região central do estado. Casou com Ney Braga em 1949, que era viúvo e tinha quatro filhos do primeiro casamento. Ele tinha 32 anos,
era major do Exército e havia voltado recentemente a Curitiba depois de estudar na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, no Rio de Janeiro, onde fez o curso de aperfeiçoamento de oficiais.

O casal teve três filhas, Nice Maria, Denise e Nylcea, além de 19 netos e 24 bisnetos. Nice Braga se dedicou à filantropia e colaborou com a Legião Brasileira de Assistência (LBA).


Ney Braga começou na política em 1953. Foi eleito prefeito de Curitiba
em 1954, pelo Partido Social Progressista (PSP). Elegeu-se deputado
federal em 1958, pelo Partido Democrata Cristão (PDC). Sua eleição
para o primeiro mandato como governador do Paraná foi em 1961. Em 1963
chegou ao posto de general do Exército. Foi ministro da Agricultura,
entre 1965 e 1966, e em 1967 foi eleito senador pela Arena (Aliança
Renovadora Nacional). Ocupou o cargo de ministro da Educação, de 1974
a 1978, e foi novamente governador do Paraná entre 1979 e 1982. Também
foi diretor-geral da Itaipu Binacional, de 1985 a 1990. Ney Braga
morreu em outubro de 2000.


4 comentários

  1. salete cesconeto de arruda
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 11:01 hs

    Vai deixar saudades.
    Conheci Nice quando fui estagiária do projeto PROVOPAR junto com a querida Silva Braga Alves.
    Meu sentimentos e saudades.

  2. Austragésilo
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 12:21 hs

    Grande personalidade. Mulher de fibra, sempre atuante ao lado do marido e com atenção especial aos menos favorecidos. Elegante, discreta, culta e respeitada pela sociedade paranaense. Meus sentimentos à família.

  3. OSSOBUCO
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 13:47 hs

    Que descanse em paz essa mulher de muitos predicados!

  4. maria aparecida
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 20:38 hs

    cadeia para todos os envolvidos não perdem por esperar a
    assembleia está uma verdadeira bomba atômica MESA EXECUTIVA FORA JÁ.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*