Mercado prevê juros em alta na campanha | Fábio Campana

Mercado prevê juros em alta na campanha

Do Lauro Jardim:

Parece inevitável nas avaliações de mercado que o BC de Henrique Meirelles suba os juros entre 0,75 e 1 ponto porcentual na próxima semana. Vai ser a chiadeira de sempre. Mas a amargura já foi contabilizada politicamente por Lula. Duro será metabolizar as decisões de subida de juros, também dadas como inevitáveis, a ser tomadas nas duas reuniões do Copom, marcadas para 31 de agosto e 20 de outubro. A primeira será realizada quando o primeiro turno estiver pegando fogo. A outra, entre o primeiro e o segundo turnos. Se assim for e Dilma estiver na corda bamba, Lula estará sendo submetido à derradeira prova de fogo de seu compromisso, mantido intacto por 7 anos e meio, com a independência do Banco Central. A tentação de fazer um agrado populista e segurar os juros será grande.


6 comentários

  1. TUKU NARE
    sábado, 24 de abril de 2010 – 19:28 hs

    preçao de banqueiros chupa cabra, verdadeiros vampiros voluptuosos, que vivem sangrando os bens da naçao, praticando juros escandalosos, quando emprestam
    e pagando juros humilhantes sobre a poupança do povo, sempre com o devido respaldo dos poderes constituidos. os maiores beneficiarios da riqueza desse pais, sem nada produzir, e correndo risco zero.

  2. TO LIGADO!
    sábado, 24 de abril de 2010 – 19:37 hs

    Imaginem, quanto vão mamar nestes aumento de juros. Ainda mais sabendo que vão perder as eleições. Vai ser um arrega bofe. O bancos já ganharam mais nestes ultimos sete anos do que em toda a sua historia. Que maravilha! Por isso que o machão ai foto não saiu.

  3. ILDO BALDO
    sábado, 24 de abril de 2010 – 21:18 hs

    o lula vai ficar no lucro quando ele asumiu em 2003 os juros eram 28%hoje é somente 8.25%
    esta exelente

  4. sábado, 24 de abril de 2010 – 22:22 hs

    De um governo safado, irresponsável e corrupto não poderíamos esperar outra coisa.

  5. josé
    domingo, 25 de abril de 2010 – 11:46 hs

    Fábio, acho que vale esclarecer um ponto:

    A taxa SELIC, que é o que é reajustado, é baseada, ou melhor lastreada em TÍTULOS PÚBLICOS FEDERAIS, ou seja, o governo federal tem a maior culpa por ela.

    É, a grosso modo, o quanto o governo paga para ser financiado. Assim, é lógico que um assunto que praticamente ninguém toca, tem grande peso neste item: a explosão da dívida pública. Ela é o maior motivo para esta taxa não cair. O resto é conversa.

    E este governo, a exemplo dos anteriores, deixou a desejar em reforma fundamentais, austeridade fiscal e responsabilidade orçamentária certamente não fazem parte deste governo também.

    A má notícia, a meu ver, é que independente de quem seja eleito, esta farra continuará.

  6. salete cesconeto de arruda
    domingo, 25 de abril de 2010 – 14:22 hs

    Para entendidos em TSUNAMI, o atual aumento de juros é MAROLINHA
    Se Serra for o eleito vai saber – com seus eleitores CULTOS – como baixar o dólar. Opa! O real. Pois é.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*