Há 3 anos caso das TVs "laranjas" se arrasta | Fábio Campana

Há 3 anos caso das TVs “laranjas” se arrasta

Do Bem Paraná

No início de 2010, completou aniversário de três anos a investigação do Ministério Público do Paraná (MP/PR) sobre as denúncias, apresentadas pela bancada de oposição na Assembleia, de superfaturamento na compra de 22 mil televisores na cor laranja pela Secretaria de Estado da Educação em 2006.

Em relação a este procedimento o MP informa que continua investigando e que o “Setor de Auditoria da área de combate à sonegação fiscal concluiu levantamento fiscal e tributário que havia sido determinado pela Procuradoria-Geral de Justiça e aguarda-se agora a conclusão de auditoria bancária pela Auditoria da Promotoria de Justiça de Proteção ao Patrimônio Público”.

O MP diz que trabalha ainda para obter a quebra do sigilo telefônico de suspeitos. “Também foi postulada à 2ª Vara da Fazenda Pública a reiteração na requisição de informações relativas a quebras de sigilos telefônicos, uma vez que algumas companhias telefônicas não remeteram as informações solicitadas ou o fizeram de forma incompleta”, informa a Promotoria.

Para finalizar, o MP garante que “já foram ouvidas dezenas de testemunhas, inclusive por meio da expedição de cartas precatórias; requisitados documentos; realizadas inspeções e quebras de sigilos bancários, entre outras diligências”.

Os 22 mil televisores foram comprados por R$ 18,9 milhões pelo então secretário de Educação, Maurício Requião, junto a empresa Cequipel, maior doadora da campanha do ex-governador Roberto Requião (PMDB) em
2006.

Segundo a oposição, a TVs poderiam ter sido adquiridas por um valor inferior. Para demonstrar o suposto superfaturamento, em dezembro de 2007, o então líder da oposição, deputado Valdir Rossoni (PSDB),
comprou pela internet, por R$ 739,00, uma TV com as mesmas características dos adquiridos pelo governo. Segundo o tucano seu aparelho seria ainda mais completo, pois ainda é equipado com leitor de DVD.

Na época, Requião e a empresa fornecedora reagiram garantindo que o televisor de Rossoni não contava com os mesmos recursos. O parlamentar garantiu ainda que, caso tivesse os 18% de desconto de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) como o governo, o preço do aparelho cairia para R$ 606,00. Ou seja, a economia neste caso seria de R$ 5,6 milhões.


23 comentários

  1. Emerson
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 11:09 hs

    Que burocracia… Que vergonha…

  2. BEVERVANSO
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 11:34 hs

    porque a Gazeta do Povo não bate nisso, falta capilé

  3. Silvano Andrade
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 11:41 hs

    lerner, rossoni, richa…o que estes caras fizeram pela educação???.

  4. Marcos Cordeiro
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 11:46 hs

    ISSO É UMA VERGONHA, A MOROSIDADE NA INVESTIGAÇÃO E A OMISSÃO DE AUSTERIDADE DO PODER PÚBLICO, CONTRIBUI COM A CORRUPÇÃO QUE VEM CRESCENDO A CADA DIA, QUEM SABE DAQUI UNS 20 ANOS QUANDO TODOS OS ENVOLVIDOS JÁ TIVEREM ENCERRADO SUAS VIDAS PÚBLICAS E ALGUNS JÁ FALECIDOS, SÓ ENTÃO SERÁ DADA A SENTENÇA FINAL!?!?!?

  5. Dagmar Servia
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 11:51 hs

    Me engana que eu gosto MP.

    Justiça é só para pobre neste país.

  6. MANDAGUAÇÚ
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 12:02 hs

    Em resposta ao Sr. Silvano. Só tenho a dizer, que foi o mesmo que o Requião fez?

  7. Calunga
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 12:25 hs

    Silvano de Andrade, o pior governador que o Paraná já teve em sua história foi essa coisa chamada Requião. Antes de falar dos governantes anteriores que deixaram várias coisas boas para o desenvolvimento do Paraná, entre elas as montadoras de veículos que estão dando emprego e pagando ICMS, diz que legado deixou esse governador mamona que atende pelo nome de Requião.

  8. Ary Kara
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 12:42 hs

    Pelo que verifiquei no Cartório de São José dos Pinhais, ninguém pediu cópias das procurações de Airton e Leandro Opptiz, o qual comprovaria a maior formação de Cartel do Estado do Paraná. Sete empresas do mesmo dono, participando de uma única licitação! Inclusive mantém conta no mesmo banco e adivinhe quem assina pelas contas!

  9. Rock
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 12:58 hs

    O Requião deve ter contrariado muitos interesses dessa turminha do quanto pior melhor, porque mesmo ele não sendo mais Governo eles ainda teimam em persegui-lo,, vai em frente Requião que os votos nos temos para lhe oferecer. Agora alguém citar o Rossoni como base é não conhecer o seu passado, pois se o conhecessem jamais dariiam ele como prova de alguma coisa seria.

  10. Zangado
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 13:27 hs

    Só um novo cometa extraviado no universo para acabar com esses dinossauros públicos que se alimentam dos mais régios salários pagos pela sociedade e de calhamaços de códigos, leis e normas, mas cuja atuação contra atos emandos dos centros dos poderes públicos é tão lerda, complicada e cheia de idas e vindas que quando chegam a alguma conclusão os malversadores já estão longe, longe, longe … e o dinheiro público malversado simplesmente sumiu, sumiu, sumiou …

  11. CWB
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 14:13 hs

    O HOMEM NÃO ESTÁ SEM MANDATO ATUALMENTE? POR QUE NÃO APROVEITAM E ESCANCARAM TODOS OS PROCESSOS QUE EXISTEM CONTRA ELE?
    SUA EX-EXCELÊNCIA ESTÁ NU!!!!

  12. Professor Paulo
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 14:46 hs

    Este Governo Requiao eh uma vergonha, banca o inocente, mas no fundo o maio ladrao…ainda por cima com programas como estes da TV faz caixa 2 e ganha votos de professores mal informados… eh brincadeira…

  13. Geraldo
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 14:55 hs

    Campana, ontem dei muita risada. Estava eu com minha esposa chegando em Curitiba, perto da hora do almoço, e próximo ao parque Barigui,na minha fente uma caminhonetona utilitária, acho que uma Hyundai, com um adesivo discreto, não muito grande no vidro traseiro: REQUIÃO Comentei com minha mulher, deve ser algum puxa-saco de plantão; quando parei ao lado adivinhe quem era? O irmão caçula Maurício, o melhor secretário da Educação que o país já teve, pai dessa tv’s laranjas, conselheiro frustrado do TCE. Alguém para, principalmente agora que o despotazinho do Canguiri caiu fora, ter coragem de exibir esse sobrenome no vidro do carro, só podia ser irmão né…

  14. Pizza
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 15:40 hs

    Mais uma grande Pizza…

  15. Geraldo
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 17:12 hs

    Em tempo, não era desses adesivos prontos, porque só fabricam de cento ou milheiro, e não teria o que fazer com os 99, ou 999 restantes. Era daquelas letrinhas que compra-se avulsas em papelaria “V E N D E – SE”. O bananinha desempregado comprou R E Q U I A O

  16. Beto
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 17:12 hs

    Semelhanças com TCE e AL do Paraná?

    Deputada Estadual Cidinha Campos fala sobre os ladrões da ALERJ, principalmente do Jose Nader em:

    http://www.youtube.com/watch?v=G-SHAak_stc&feature=player_embedded

  17. jofre cabral
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 17:46 hs

    Peraí Silvano.

    O José Richa foi um bom governador. O Rossoni, tá certo, é um zero à esquerda, não conta. Mas o Lerner, tudo bem, quis matar a Copel e acabou com o Paraná.

    Além de uma TV em cada sala de aula, o próprio CQC flagrou centenas de ônibus escolares sendo entregues.

    Quem fez mais que isso?

  18. Tiozão
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 17:57 hs

    Se aparecer na RPC estas denuncias o MP daí eles tiram da gaveta e seguem no processo , PF e JUSTIÇA !!

  19. Não Pessutão!!!!!
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 18:13 hs

    Fabio, requenta, mexe e joga de volta tudo no ar. Assim o Pessuti se encoraja e não indica o mano. Mais, retira da SEED o Ricardo B…….., que é cupincha do mano.

  20. Cap. Nascimento
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 18:30 hs

    Para que serve mesmo o Ministério Público e o Tribunal faz de Contas? Estão muito “ocupados” com os escândalos da Assembléia?

  21. ELOHIN
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 20:16 hs

    O grande problema não e o super-faturamento e sim as tv´s que não funcionam e só ir no deposito da secretaria da educação do estado, em Curitiba e ver a pilha de tv´s que estão amontoadas sem uso, não funcionam e não precisa ser muito inteligente para saber que as tv´s laranjas vão apodrecer no deposito igual a caixas de merenda e livros queimados ou vendidos como papel em peso.

  22. ELOHIN
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 20:19 hs

    Se não deixarem um cidadão comum entrar no deposito da secretaria de educação estadual para verificar e mais simples ainda vá a uma escola estadual mais próxima da sua casa e veja se existe alguma TV funcionando!

  23. Conde Edmundo Dantas
    terça-feira, 6 de abril de 2010 – 9:47 hs

    Falando em Ministério Público e dúvidas que pairam sobre esta instituição, pergunto: que fim levou aquela história das aposentadorias dos Promotores contado como tempo de efetiva advocacia o mero registro na OAB? Se bem me lembro foi instaurada auditoria na Paraná Previdência, auditoria por parte do Tribunal de Contas e, até agora, nós, contribuintes nada sabemos sobre o nosso dinheiro que poderia estar engordando estes “benefícios” com forte probabilidade de estarem eivados de ilegalidade. Quem denunciou o fato foi o Advogado Alpendre, então Diretor da Paraná Previdência.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*