Governistas fecham acordo para reajuste de 7% a aposentados | Fábio Campana

Governistas fecham acordo para reajuste
de 7% a aposentados

Da Folha Online

Governistas fecharam acordo nesta terça-feira para reajustar em 7% as aposentadorias acima de um salário mínimo. Esse índice é menor que os 7,71% defendidos inicialmente pelo líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), mas fica acima dos 6,14% propostos pelo governo.

Jucá, o líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vacarezza (PT-SP), os ministros Guido Mantega (Fazenda), Alexandre Padilha (Relações Institucionais) e Carlos Gabas (Previdência) se reuniram na tarde desta terça-feira com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo Jucá, o presidente sinalizou que se houver entendimento da base aliada nas duas Casas em torno do reajuste de 7%, não haverá veto à proposta. O reajuste é retroativo a janeiro e deverá custar R$ 7,8 bilhões.

Mais cauteloso, Vacarezza afirmou que o veto ou sanção presidencial é uma segunda etapa.

Agora, afirmou, o trabalho dele e de Jucá é pelo acordo entre deputados e senadores da base pelo teto de reajuste em 7%.

A previsão é que a MP seja votada na Câmara nesta quarta-feira.

Jucá e Vacarezza consideraram que qualquer aumento superior aos 6,14% é um “ganho a mais” para os aposentados. O líder na Câmara disse que esse percentual é “robusto” e que também é considerado limite pela equipe econômica. Mas com base na reunião desta tarde, acredita que Lula poderá ceder.

“Garantia total [de que o presidente Lula irá sancionar o reajuste de 7%] ainda não. Mas a política é a arte da construção e a palavra do relator e líder do governo na Câmara e do líder do governo no Senado garantindo os 7% dentro do acordo sem dúvida nenhuma essa proposta será sancionada pelo presidente”, disse Jucá.

O reajuste de 6,14% custaria R$ 6,7 bilhões à União. O aumento de 7% teria um impacto adicional de R$ 1,1 bilhão, enquanto um aumento de 7,71% geraria mais R$ 600 milhões em despesas para o governo além desse R$ 1,1 bilhão. Os dados são do próprio governo.

Na foto,aposentados voltaram ao plenário da Câmara para pressionar pelo reajuste de 7,7%. Foto de Rodolfo Stuckert, Agência Câmara.


5 comentários

  1. TUKU NARE
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 21:48 hs

    Vai sobrar mais boro, para que os aposentados engordem mais o caixa das farmaceuticas.

  2. terça-feira, 27 de abril de 2010 – 22:10 hs

    MUITO OBRIGADO SENHORES PARLAMENTARES PELO SUOR DERRAMADO PARA CONSEGUIR ESSE AUMENTO,,,,,,Á LUZ SUBIU 17% REMÉDIOS 18%,,,,,,Á AGUA 16% TELEFONE 13.% ONIBUS 10% ALIMENTOS 12%……NÃO TEM PROBLEMA TÁ TUDO BEM…….Á GENTE VIVE NÉ………………………………………………………

  3. justiceiro
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 22:23 hs

    Os bons brasileiros aposentados, bem que, poderiam abrir mão do reajuste, pode fazer falta ao governo.
    Se o vencimento, e tantas denominações (…) dos deputados, juízes, senadores … fossem atrelados ao salário mínimo; eu apostaria a cabeça que a esmola seria maior, o suficiente para que o aposentado pagasse um plano funeral … Aliviando os filhos desempregados…

  4. salete cesconeto de arruda
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 11:02 hs

    Parece que neste governo não somos os APOSENTADOS VAGABUNDOS – do PSDB/FHC/SERRA.

  5. Pedro Vigário Neto
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 12:18 hs

    – Esta discussão se o reajuste dos aposentados seria 7% , 7,71% ou 6,14, é para Inglês ver;

    – Lança na mídia que o reajuste não poderia ser maior que 6,14%, pois quebraria o País e depois dá 7% para que os aposentados fiquem satisfeitos de não ter sido 6,14%. Caras de paú. Assassinos !!

    – É uma miséria em cima de outra miséria. Este é o reconhecimento pelos bons serviços prestados ao País.

    – Governozinho de merd………

    – Continuem votando na quadrilha. Toma bobo.

    – Se você está satisfeito com a Segurança Pública, Educação e Saúde neste País, continue reelegendo os mesmos…..Seu burro !!

    Tô de saco cheio.

    Obs.: O Campana, cadê as notícias da nossa Assembléia Legislativa ?

    Abraço.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*