Fernanda Richa e Marry Ducci na Assesplam | Fábio Campana

Fernanda Richa e Marry Ducci na Assesplam


Foto: À esquerda Marry Ducci em frente à Fernanda Richa

A presidente da Fundação de Ação Social (FAS), Fernanda Richa, e a primeira-dama de Curitiba, Marry Ducci, participaram nesta terça-feira (27), em São José dos Pinhais, do encontro da Associação das Esposas de Prefeitos do Litoral, Sudeste e Região Metropolitana (Assesplam). O encontro reuniu representantes de 23 municípios paranaenses.

Durante o encontro, a presidente da FAS destacou a importância da troca de experiências entre os municípios. “É fundamental abrir espaço para discutir ações, atendimentos e programas no objetivo de melhorar a aplicação das políticas públicas e, dessa forma, combater as desigualdades sociais”, disse Fernanda Richa, que aproveitou a ocasião para apresentar aos participantes do encontro a nova primeira-dama de Curitiba, Marry Ducci, esposa de Luciano Ducci.

Fernanda e Marry foram recebidas com carinho pela anfitriã do encontro, a primeira-dama de São José dos Pinhais, Léa Rodrigues, e pela presidente da Assesplam, Jozaine Baka, que prestou homenagem a Fernanda Richa, que deixa o cargo de tesoureira fiscal da associação e para Marry Ducci que passará a representar Curitiba na associação.


14 comentários

  1. bico doce
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 17:33 hs

    Alto índice de nulidade por metro quadrado. Chazinho, biscoitinho, corte de cabelo, último Big Brother …………

  2. Faca Amolada
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 17:44 hs

    QUE MAL TE PERGUNTE FABIO, A PRESIDENTE DESSA ENTIDADE NÃO É A PRIMEIRA-DAMA PARNANGUARA JOZAINE BAKA??? E POR QUAL RAZÃO A NOTA OMITE O NOME DELA??

  3. terça-feira, 27 de abril de 2010 – 19:05 hs

    É isso aí…coloca a mulherada pra trabalhar…ou ao menos para pensar no que vai gastar o rico dinheirinho público……………

  4. Interior
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 19:13 hs

    Diante de inúmeras oportunidades de adquirir conhecimento orçadas pelo suado dinheiro do contribuinte!
    Concordo, devem ter cultura e inteligência, mas não possuem função social nenhuma!
    Visualiza-se o imperativo da futilidade em cada palavra e ato esboçado pelas figuras expostas.

  5. ILDO BALDO
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 19:47 hs

    E VÂO TRABALHAR PRO LITRO LA EM DOIS VIZINHOS

  6. j.k.lott
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 20:10 hs

    Quer estragar uma criança ? De uma mãe pra ela !

  7. bico doce
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 20:45 hs

    Babaca, numa boa, se alguma delas tiver dois doutorados, dois mestrados e meia penca de especializações, sim é melhor do que eu.
    Trabalho com uma delas, que é bem grossinha, sei do que estou falando. Eu quem me “colocou” foi uma das minhas especializações. Contrato lícito. abs.

  8. TUKU NARE
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 21:44 hs

    babaca concordo co vc, o trabalho dessas mulheres, que muitas vezes nao sao
    levados ao conhecimento do publico e mais importante do que o trabalho de muitos deputados, que so pensam como embrumar o eleitor,para se manterem
    no poder.

  9. salete cesconeto de arruda
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 21:58 hs

    Boa sorte Marry Salette.
    Sei que tens capacidade para fazer um excelente trabalho junto aos curitibanos. Sugiro que envolva todas as MULHERES numa mesma luta. Assim as mais pobres terão mais RESPEITO em todas as classes sociais. O sul ainda separa as pessoas – de um forma bem cruel – por classes sociais. O que só demonstra a nossa ignorância.
    Sabiam que em certos locais – como mercado e shopings os guardas ficam de olho só nos mais pobres? Inclusive nas mulheres?
    Como se eles fossem roubar alguma coisa.
    Enquanto isso na Assembléia – as raposas fazem a festa.
    Camila Pitanga falou disso num encontro com um grupo de mulheres em Curitiba. Impressionada com a inteligência, conhecimento e sabedoria de todas – dizia ela que não entendia esse preconceito do sul que se acha “culto” com tanta gente mais pobre que vive na região.
    As COMUNIDADES POBRES precisam urgentemente de REPRESENTANTES POLÍTICOS da sua própria comunidade.
    O que será que IMPEDE o crescimento de líderes em Curitiba?
    Quase sempre se tornam apenas cabos eleitores.
    Quantos chegam a vereadores?
    Pense nisso.

  10. Dieter
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 22:32 hs

    O bico doce deve ser o típico machão de cozinha.
    Salete, o que os pobre precisam antes de tudo é de estudo, pois com isso conseguem almejar um trabalho e a partir disto ter renda e por conseguinte vão deixar de ser “pobres” de espirito. Mas será que realmente interessa aos nossos politicos, TODOS, que isto aconteça?

  11. HAVENGAR
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 10:10 hs

    Senhor colunista: Contra fatos não ha argumentos.E o fato é que a senhora Joseane Baka esta na foto e ela é sim pré-candidata, quanto a sua atuação politica digamos que é inexpressiva, mas é claro que a mesma tem todo o direito de postular um cargo seja qual for.Da mesma forma que penso que esse espaço seja democrático para todos os o que fazem seus comentários e esperam que no minimo sejam publicados.O que de certa forma pode ajudar em muito o debate politico, através dessa feerramenta de comunicação que em muito tem democratizado as informações e opinões.Cordialmente um abraço.

  12. quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 13:29 hs

    As esposas conseguem muitos votos são importantíssimas nas campanhas; respondendo a Salete S/A. Vários vereadores de Curitiba foram presidentes de associações de moradores ou fazem parte da diretoria e foram eleitos pela sua comunidade com o objetivo de representar suas próprias regiões; Dona Lurdes, Roberto HInça, Denílson Pires, Dirceu Moreira, …. são vários Bom se os participantes deste meio de comunicação respeitassem uns aos outros, serviria para uma melhor integração entre as pessoas.

  13. salete cesconeto de arruda
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 19:02 hs

    Dieter
    E O QUE FEZ O PARANÁ “CULTO” que até agora não GARANTIU O ESTUDO que por de fato – quando aliado à SABEDORIA – mudar MUITO?!
    Quanto aos VEREADORES – representantes das comunidades – tenho algumas perguntas a eles que encaminho num outro dia. Agora tenho um encontro de POESIAS na comunidade do Cantagalo onde meu tio foi o FREI querido de todos. Só ele ficava com a comunidade nas noites de tiroteio. Acho que já contei isso aqui no fábio.
    E mais uma vez parabéns à Marry que deve ser parente dos meus amigos Dal Prá.
    Quanto a Fernanda…
    LAMENTO MUITO QUE NÃO SEJA ELA A CANDIDATA A GOVERNADORA. Queria ela e ESTRELA GLEISI.
    Acho a Fernanda bem mais competente do que o Beto. Pode ser impressão. Mas algo me diz que Fernanda está no mesmo nível de Ruth Cardoso a quem o Fernando deve tudo.
    O Beto que me desculpe.
    De qualquer forma – se for ele o eleito – veremos como governará o PR – no que se refere às áreas verdes e tudo o que está faltando!

  14. salete cesconeto de arruda
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 19:05 hs

    Fernando deve tudo o que de BOM FEZ NA VIDA a querida e saudosa Dona Ruth. Quem a conheceu sabe disso. Sem ela o Fernando fica só no nhem…nhem…nhem… e vira sapo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*