Ducci discute com o ministro do Turismo novos projetos para Curitiba | Fábio Campana

Ducci discute com o ministro do Turismo novos projetos para Curitiba

O prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, apresentou ao ministro do Turismo, Luiz Barretto, hoje (27), em Brasília, uma série de projetos para fortalecer a atividade turística em Curitiba. As ações serão detalhadas na carta-consulta que será elaborada pela Prefeitura de Curitiba para conseguir recursos de 120 milhões de dólares do Prodetur Nacional (Programa do Desenvolvimento do Turismo).

“Saímos com boas perspectivas de conseguir os recursos, até porque somos um dos primeiros municípios do país a apresentar os projetos para o Ministério”, disse Luciano Ducci, que também conversou com o ministro sobre os preparativos da cidade para a Copa de 2014 e também para receber a Seleção Brasileira, que fará pré-temporada em Curitiba em maio, na preparação para a Copa da África do Sul.

O ministro assegurou que vai marcar uma reunião com técnicos da Prefeitura nos próximos dias para discutir as obras. Barretto sinalizou que, após a aprovação dos projetos, a liberação da primeira parcela dos recursos deve ocorrer em novembro.

“Curitiba pode ocupar um espaço importante na área de business, como São Paulo. Além da proximidade com a fronteira do Paraguai e Argentina, a cidade pode ser uma porta de entrada importante e deve mesmo investir no turismo de lazer”, disse Barretto. “Vamos tentar agilizar ao máximo o processo de liberação desses recursos.”

O Prodetur Nacional é uma iniciativa do Ministério, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e com a Corporação Andina de Fomento (CAF), para financiar obras de infraestrutura, qualificação profissional e apoio institucional em Estados e municípios brasileiros com mais de um milhão de habitantes. Curitiba tem 1,8 milhão de habitantes e recebe anualmente mais de três milhões de turistas.

Do valor de 120 milhões de dólares previstos na carta-consulta de Curitiba, 60 milhões devem vir do financiamento do BID. A outra metade corresponde à contrapartida do município, valor que deverá ser bancado pelo Ministério, que irá destinar, em 2010, R$ 400 milhões para cobrir a parte que caberia a estados e municípios participantes do programa.

No encontro com o ministro, Luciano Ducci apresentou ações em cinco áreas consideradas estratégicas para o turismo na cidade, Infraestrutura e Serviços Básicos; Qualificação do Produto Turístico; Fortalecimento Institucional; Promoção e Comercialização; e Gestão Ambiental.

Os investimentos serão direcionados para os seguintes projetos: o bonde turístico, que irá usar bondes elétricos para transportar turistas pela cidade; obras no Zoológico de Curitiba para transformá-lo em um complexo turístico, com melhorias no acesso ao parque e ampliação do estacionamento; a conclusão do parque em homenagem ao centenário da imigração japonesa; no Uberaba; a capacitação de profissionais do turismo para a Copa do Mundo de 2014; a criação de um circuito turístico para pedestres no entorno do Paço Municipal e Setor Histórico; a implementação de ciclovias ligando os parques da cidade; plano de marketing para a promoção do turismo na cidade; melhorias na sinalização turística e revitalização do Passeio Público.

A reunião contou com a participação do secretário chefe de gabinete do prefeito, David Campos, e do presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Clever de Almeida. O resultado da reunião com o ministro servirá de diretriz para o detalhamento dos projetos na carta-consulta, que deverá ficar pronta em um mês para ser apresentada ao Ministério do Planejamento. Em seguida, o documento será analisado pela Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex).


5 comentários

  1. ILDO BALDO
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 19:56 hs

    AGORA NÂO DÁ PARA APOIAR O TURISMO DE CURITIBA SE FOR PARA DAR DINHEIRO QUE ELE VAI GASTAR TUDO NA CAMPANHA
    ESSE FALA MOLE

  2. TUKU NARE
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 22:31 hs

    DUCCI, CONVERSANDO, BUSCANDO, COBRANDO grata surpresa, o Parana
    merece, desejo ao prefeito da capital muito sucesso nessa sua empreitada de
    administrar os bens do povo.

  3. Silvano Andrade
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 9:15 hs

    QNDO É QUE O TAMPÃO VAI COMEÇAR A SOLUCIONAR O PROBLEMA DAS RUAS CHEIAS DE CRATERAS…

    Vou começar a filmar esta vergonha e jogar tudo na web.

  4. salete cesconeto de arruda
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 11:04 hs

    Pelo menos estamos sendo ouvidos e respeitados!
    Bem mais do que antes.

  5. Jorge Luiz
    quinta-feira, 5 de agosto de 2010 – 14:30 hs

    Parabéns ao “IPPUC” através do Presidente Clevér Ubiratan Almeida e a “PREFEITURA” através do Prefeito Luciano Ducci, pela continuidade de projetos tão relevantes a “NOSSA” querida Curitiba; principalmente para nós Curitibanos nascidos nestas paragens ou adotados de coração, pois não caímos de caminhão de mudança de outras localidades!. Aprendi na matéria “Educação Moral e Cívica”, hoje Filosofia, nos idos anos da década de 60 quando cursava o primário, que é feio cuspir no prato aonde comemos!!!. Lamentavelmente, aqui nestes comentários, podemos perceber a ignorância e a ingratidão das pessoas. Infelizmente nem todos estamos em sintonia com ideias, pois a evolução e inerente em todas as camadas e a todos os seres sejam, animais, minerais ou vegetais; existem pessoas que pensam como “mamonas”, as mesmas que o ex-governador comeu em rede nacional!.Santos, cidade litorânea do estado de São Paulo, já implantaram estes veículos fabulosos como meio de transporte aos turistas e a renda e os serviços prestados pela municipalidade, vão muito bem, obrigado!. Vamos evoluir “povo” e vamos apoiar ideias, que embora pareçam retrogradas para muitos, não são nada mais e nada menos do que ideias inovadoras?!?; ademais, estamos na era do “retrô”, alguém precisa de esclarecimentos do que vem a ser esta tendência “mundial”?!?!.Parabéns pela criatividade desta equipe deste conceituado instituto (IPPUC), graças a DEUS estamos como nos velhos tempos, criando e inovando nossa CURITIBA que por natureza, já tem ares clássicos como as boas e belas cidades europeias. O que estraga, é essa “tigrada”, defensores do “funck” e dos “bondes” de cachorros, tigres e cadelas; dos “borra-botas” oriundos das invasões do “mst”.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*