Ciro divulga nota para negar desistência na corrida presidencial | Fábio Campana

Ciro divulga nota para negar desistência na corrida presidencial

Em meio a articulações de seu próprio partido para unir a base aliada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em torno da candidatura de Dilma Rousseff (PT), o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) divulgou nota nesta quinta-feira (22) para negar que tenha desistido da corrida ao Palácio do Planalto.

No texto, o candidato derrotado nas eleições presidenciais de 1998 e 2002 diz que foi “claro na disposição de ser candidato”, mas ao mesmo tempo “a decisão do partido terá a solidariedade” do parlamentar. A definição sobre o papel de Ciro na disputa deve sair no dia 27, quando se reúne a Executiva nacional do partido.

“Ciro afirma que continua candidato, que considera sua postulação importante para o PSB e para o País e que jamais desistirá de concorrer à Presidência. Se o seu Partido decidir por não apresentar candidatura própria que assuma o ônus da decisão, a qual ele aceitará e respeitará como filiado”, diz o texto divulgado por sua assessoria de imprensa.

Pouco depois, o presidente do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, afirmou que Ciro ouviu dele que a ideia é “colocar todos os Estados nesse debate, para ter unidade partidária”. Recentemente surgiu a possibilidade de o pré-candidato abrir mão da disputa para coordenar disputas onde o PSB tem candidatos fortes, como Pernambuco e Ceará.

O vice-presidente do partido, Roberto Amaral, também relativizou a importância da presença do deputado na campanha presidencial. “Hoje o partido tem condições de ter candidato próprio e de não ter. A questão é que vamos avaliar todos os fatores e chegar a uma decisão consensual. Não tem nenhuma chance de adiarmos nada, a decisão sai na terça-feira”, disse Amaral.

Caso deixe a disputa presidencial, Ciro, hoje empatado com a senadora Marina Silva (PV-AC) em terceiro lugar nas intenções de voto, realizaria a disposição do presidente Lula, que quer ver Dilma em uma eleição polarizada contra o tucano José Serra, líder nas sondagens até agora.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*