"Aloprado" do PT vira fazendeiro no sul da Bahia | Fábio Campana

“Aloprado” do PT vira fazendeiro no sul da Bahia

De Hudson Correa e Leonardo Souza na Folha de S. Paulo

Apontado pela Polícia Federal como o homem da mala de dinheiro que seria usado na compra de um dossiê contra tucanos, o empresário petista Hamilton Lacerda virou fazendeiro no sul da Bahia.

De assessor parlamentar do senador Aloizio Mercadante (PT-SP), com salário de cerca de R$ 5.000, Lacerda passou a tocar há dois anos uma fazenda com plantação de eucalipto e uma revenda de produtos agrícolas -negócios com capital social de R$ 1,5 milhão.

Na propriedade, Lacerda tem como sócio Juscelino Dourado, ex-assessor de Antonio Palocci envolvido com um suposto negociador de propina para o PT. Foi Lacerda quem entregou a mala com R$ 1,7 milhão de origem ilícita para emissários petistas comprarem o dossiê que tentava ligar José Serra, então candidato a governador, a um esquema de venda fraudulenta de ambulâncias a prefeitos.

O caso ficou conhecido como o escândalo dos “aloprados” -termo usado por Lula para classificar os petistas envolvidos- e contribuiu para que a eleição presidencial entre ele e o tucano Geraldo Alckmin fosse levada para o 2º turno.

A PF indiciou Lacerda sob acusação de lavagem de dinheiro, mas não descobriu de onde veio o R$ 1,7 milhão -apreendido com dois emissários petistas num hotel em São Paulo. O petista nunca revelou a origem dos recursos. Na época, Lacerda era um dos coordenadores da campanha de Mercadante a governador. Com o escândalo, perdeu o cargo e deixou o PT.

Em fevereiro deste ano, voltou ao partido. Em São Caetano do Sul, onde mora, é conhecido pelos companheiros petistas apenas como professor universitário de vida social discreta.

Seus vizinhos desconhecem seu lado empresarial. Ele é fundador e um dos sócios da Bahia Reflorestamento, que mantém plantações de eucalipto na fazenda Olho d’Água, no município de Encruzilhada (BA).

Com 247 hectares de área, a propriedade está avaliada em aproximadamente R$ 500 mil.

Dourado, seu sócio mais ilustre, foi chefe de gabinete de Palocci até setembro de 2005. Ele deixou o cargo devido às suas ligações com um advogado que afirmou ter negociado propina de R$ 6 milhões para o PT em troca da renovação de um contrato da Caixa Econômica.

O ex-assessor de Palocci entrou na empresa sete meses após ela ter sido criada por Lacerda. É o “aloprado” quem está registrado na Junta Comercial como administrador do negócio, com poder para movimentar a sua conta bancária.

Os dois também foram sócios na empresa de revenda de produtos agrícolas, a Destak Agrícola. Dourado deixou essa sociedade há um ano.

Para atuar na Bahia, Lacerda usa uma empresa de consultoria aberta logo após o caso do dossiê e que tem como endereço sua casa em São Caetano do Sul. Outro artifício é utilizar um preposto na Bahia, Breno Macedo Santos, 27. Com profissão de estudante declarada à Junta Comercial, ele serve tanto como atual sócio na revenda de produtos agrícolas como para manter a fazenda registrada em seu nome no cartório, como se a área estivesse apenas arrendada a Lacerda.

Uma visita à propriedade, porém, entrega a manobra. Na porteira há uma placa onde está escrito que a dona do imóvel é a Bahia Reflorestamento, comandada por Lacerda.

A fazenda está às margens da BR-116, próximo a um posto da Polícia Rodoviária Federal e à divisa com Minas Gerais. A área possui uma trilha de 200 metros de comprimento, com plantações de eucalipto. As árvores estão em fase de crescimento -serão necessários mais cinco anos para cortá-las.


11 comentários

  1. TUKU NARE
    domingo, 4 de abril de 2010 – 11:39 hs

    CAMPANA E OS ALOPRADOS DA NOSSA ASSEMBLEIA. QUE SAO DONOS
    DE EMISSORA DE RADIO, E TANTAS COISITAS MAIS,QUE NOS ENGANAO
    E SAO ENCOBERTADOS PELOS MAIORIA DA NOSSA IMPRENSAFALADA E
    ESCRITA.
    ============= O POVO ESTA VASSINADO CONTRS ESSES FALSOS DO
    MADORES DE ALOPRADOS.

  2. Calunga
    domingo, 4 de abril de 2010 – 11:45 hs

    Essa notícia não traz nenhuma novidade, só poderia vir de alguém ligado ao PT.

  3. PABUFE
    domingo, 4 de abril de 2010 – 16:15 hs

    ESSE PT, ESSE PT. QUE TRISTE FIM . QUANTO ROUBARAM DA NAÇÃO ? DEPOIS ERA O TAL DE PC FARIAS E O COLLOR QUE ERAM CORRPTOS, NÉ LULA ?

    A QUE PONTO CEHGARAM ESSES PETISTAS ?

    VERGONHA PARA A NAÇÃO. O PT AINDA VAI PAGAR CARO POR TUDO ISTO. ENGARAM TODO O POVO .

  4. domingo, 4 de abril de 2010 – 16:32 hs

    Os Alopardos são todos laranja do lula. Não é a toa que o presimente vai sair milionário do poder. Delúbio com fazenda em Goiás, Lacerda na Bahia, Teixeira em S.Paulo e Zeca com fazendaS no Mato Grosso, entre outros alopradinhos.

  5. LEONEL TUCUNARÉ
    domingo, 4 de abril de 2010 – 17:33 hs

    Pabufe, o Pc Farias e o Collor são debutantes perto desta turma do PT. Nunca neste país se roubou tanto.

  6. Borduna
    domingo, 4 de abril de 2010 – 19:16 hs

    No passado roubou-se mais sim. O governo Sarney foi o mais corrupto da história brasileira e do planta terra.

  7. Jango
    domingo, 4 de abril de 2010 – 19:18 hs

    Experimente voce se enganar num centavo perante a Receita Federal – voce cai na malha fina. Enquanto os aloprados nadam de braçada … são os novos pintos no grande lixo nacional …

  8. Kaiser Sose
    domingo, 4 de abril de 2010 – 19:50 hs

    Eu me pergunta quando é que vcs, recalcados da direita, vão fazer um jornalismo sério neste país?

  9. FILET MIGNON
    domingo, 4 de abril de 2010 – 20:11 hs

    O “ALOPRADO” do filho do Kula tournou-se um grande fazendeiro no OESTE de São Paulo e ninguém fala nada????

  10. Duval Simões Araújo-Londrina
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 9:50 hs

    É o PT está acabando com a pobreza de muitos companheiros!

  11. LEONEL TUCUNARÉ
    segunda-feira, 5 de abril de 2010 – 10:08 hs

    Borduna, até posso concordar contigo quanto a roubalheira do governo Sarney. Agora veja com quem ele está?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*