Aliados de Serra voltam a discutir nome de Aécio como vice | Fábio Campana

Aliados de Serra voltam
a discutir nome de Aécio como vice

Do Último Segundo, no Ig

Líderes do PSDB, PPS e DEM voltaram a discutir a possibilidade de Aécio Neves ser candidato a vice na chapa encabeçada por José Serra. De forma reservada, o assunto tomou força no fim de semana após a postura do ex-governador mineiro no lançamento da pré-candidatura tucana. Aos gritos de “vice, vice, vice”, ele fez um discurso de forte teor oposicionista.

“Combinamos que ninguém vai falar disso agora. Vai ficar para a segunda quinzena de maio”, disse o presidente nacional do DEM, Rodrigo Maia. “Mas todos sabemos que nenhum outro nome tem mais impacto que o do Aécio. Só o tempo é que vai resolver isso. Se ele tiver convencido, ele será o vice”, disse Maia.

O presidente do PPS, Roberto Freire, já defendeu publicamente, por diversas vezes, o nome de Aécio como vice.  “Sempre fui otimista, mas agora sou realista. Eu acredito, mas isso só será definido mais adiante. Agora não é um bom momento”, disse. “De qualquer forma, o discurso dele [no sábado] foi muito importante”, completou.

Em dezembro passado, Aécio anunciou publicamente que disputaria ao Senado, retirando-se da disputa com Serra pela vaga de candidato a presidente. Na oportunidade, ele ressaltou que não tinha intenção de integrar a chapa como vice. De lá para cá, os partidos aliados a Serra deixaram o assunto de lado. Mas ao mesmo tempo não lançaram nenhum outro nome.

O coordenador–geral da campanha de Serra, senador Sérgio Guerra (PE), prefere trabalhar em silêncio em relação às discussões sobre vaga de vice. A ordem é não tocar no assunto.  “No entanto, eu sempre soube que, de uma forma ou de outra, Aécio quer ajudar muito o Serra. O discurso dele mostrou isso”, disse.

Em silêncio, os tucanos traçam estratégias para preparar o ingresso de Aécio na chapa. Em primeiro lugar, Serra tem de subir mais nas pesquisas para que o mineiro se sinta seguro. A ideia é retardar a escolha do vice na chapa de Serra.

O prazo final é junho, quando os partidos são obrigados por lei a realizar suas convenções. Se der tudo certo, os tucanos querem transformar o ingresso de Aécio na chapa “um grande fato político”.

No sábado, Aécio chegou ao local do evento do PSDB enquanto o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso discursava. FHC teve de interromper sua fala diante dos aplausos para o ex-governador mineiro. O ex-presidente disse que Aécio “era o futuro do Brasil”.

O ex-governador foi muito aplaudido principalmente quando disse que ajudaria Serra em Minas ou “onde fosse convocado”. Por ora, pelo menos publicamente, Aécio tem mantido firma a intenção de disputar o Senado. Ele viajará para fora do país por duas semanas.

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), afirmou que seu partido não deve reivindicar a vaga de vice.  “Essa escolha tem de ser discutida. Não precisa ser feita agora”, disse Kassab. “Os partidos saberão encontrar um perfil adequado, com experiência, credibilidade e potencial eleitoral”, completou o prefeito.

Pré-candidato a vice na chapa de Geraldo Alckimin (PSDB) em São Paulo, o ex-deputado Afif Domingos (DEM) afirma que a chapa paulista com a presença dos dois partidos não precisa ser reproduzida em nível nacional. “É outra coisa. Ainda está começando e depende de outros fatores”, disse.


13 comentários

  1. Borduna
    segunda-feira, 12 de abril de 2010 – 9:27 hs

    Essa foto revela o que? Uuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuiiiii.

  2. Duval Simões Araújo-Londrina
    segunda-feira, 12 de abril de 2010 – 9:33 hs

    Se o Aécio aceitar a eleição se resolve no 1º turno em favor de Serra e a esperada pela Democracia Alternância no Poder” ocorrerá. Mas acho difícil pois questões locais farão com que Aécio saia candidato ao senado por MG.

  3. rst
    segunda-feira, 12 de abril de 2010 – 10:18 hs

    E Deus mandou Abraão matar Isaac
    (Página 3 do Globo de hoje)

    Lembram de uma crônica que escrevi aqui, em que me referia ao governador de Minas, Aécio Neves, como um cordeiro de sacrifício? Nela, citei a famosa história bíblica de Isaac e seu pai, Abraão. O Senhor mandou Abraaão levar seu filho único até o alto de uma montanha e sacrificá-lo em Seu nome. O velho, com dor no coração, prontificou-se a cumprir fielmente o mandado do Senhor e subiu à montanha e por um triz não degola o menino. Na hora em que ergueu o punhal para matá-lo, um Anjo segura-lhe o braço e diz que tudo não passara de um teste de fé.

    Pois bem, desta vez, o Senhor midiático não está brincando. Ele quer mesmo que Aécio sacrifique seu futuro em Seu nome. E não pediu para nenhum Anjo interromper-lhe o gesto.

    Aqui entre nós, essa obsessão para Aécio ser vice me parece desespero puro. Sugere que Serra é um candidato fraco, sem capacidade para avançar com as próprias pernas.

    A mídia e alguns próceres da oposição encasquetaram que a única chance de vitória de Serra é ter o bonitão mineiro a seu lado. Ontem Merval lembrou que a foto do vice aparecerá na urna. Pronto, está dada a senha. Os brasileiros, ou melhor, as brasileiras, não hesitarão em apertar o botãozinho sobre o rosto jovial e atraente de Aécio Neves. O problema é esquecer o feioso ao lado.

    Eu até acredito que Aécio pode trazer votos, sobretudo em Minas, para José Serra. Mas não creio que serão suficientes para dar a vitória ao tucano. Nem é nada que Aécio não possa trazer do mesmo jeito simplesmente participando da campanha.

    O problema que se impõe é: Aécio jogará fora a chance de ocupar uma cadeira no Senado brasileiro e ser o líder inconteste da bancada de seu partido em troca de uma posição subalterna na chapa tucana? Como senador, por outro lado, Aécio pode ganhar musculatura nacional e preparar-se para, daqui a oito anos, suceder Dilma Rousseff.

    No Velho Testamento, temos um final que satisfaz a todos. Isaac sobrevive, Deus fica satisfeito, e Abraão recebe a graça divina. Na vida real do Brasil de hoje, alguém sairá perdendo. Ou o Abraão mineiro deixa de ser considerado leal ao Senhor midiático. Ou o filho de Aécio (seu futuro político) morre por suas próprias mãos. Ou o Senhor midiático leva um beiço de Aécio e fica tristinho.

    Se eu fosse Aécio dava um beiço na mídia. Do blog Oleo do Diabo.

  4. Marcos Pop
    segunda-feira, 12 de abril de 2010 – 10:55 hs

    É isso que vai acontecer. Pelo beijo de Serra Aécio deve aceitar essa grande missão de conseguir livrar o Brasil dos kPTas Zé Dirceu, Gushiken, Palocci e outros, que afanam o Brasil a luz do dia e nada acontece. E nos livrar da candidata despreparada, que nem vereadora ainda foi e que gostava de assaltar e matar na juventude. Chega dos petistas. O Brasil e a Democracia precisam de alternância no Poder. Chega de PT no Brasil e de PMDB do Rei Quião no Paraná.
    Se Serra não for bem, mas será, Lula volta em 2.014.
    E Requião e PMDB do atraso no Paraná, nunca mais!

  5. Senado não é vitrine Presidenc
    segunda-feira, 12 de abril de 2010 – 11:06 hs

    Um simples Senador não alavanca do Congresso Nacional uma campanha presidencial. Sem um Ministério ou a Vice-Presidência para lhe dar visibilidade, Aécio cairá no esquecimento da nação. Nos dois cenários, PT jamais lhe permitirá visibilidade, e tampouco Serra irá lhe estender a mão quando este negou colaboração.

    Vice-presidente ou ministro por 8 anos é muito melhor que oposição no Senado por todo este período.

  6. Rio Negro
    segunda-feira, 12 de abril de 2010 – 11:10 hs

    Dilma é mais homem.

  7. ildo baldo
    segunda-feira, 12 de abril de 2010 – 11:19 hs

    SE O AECIO FOR BICHA TAMBEM DA UMA BOA DUPLA
    PORQUE O SERRA SE ENTREGOU
    SÓ PORQUE O CLODOVIL MORREU ELE ESTA TÂO DESESPERADO ASSIM AI AI UI UIUI
    LARGOU DO CARECA NA CADEIA PRA PEGAR UM MINERINHO
    COME QUIETO

  8. segunda-feira, 12 de abril de 2010 – 11:29 hs

    pois é..talves o Aécio deva pensar melhor a situação..Senador não tem muita utilidade e o senado é um “lugar” onde a corrupção impéra…muito, mas muito mais importante é estar num executivo, mesmo como vice…o país é muito mais importante que supostas pretensões pessoais….Serra/Aécio em 2010…vamos nos livrar do PT de uma vez…e que o mineirinho não tenha medo das eleições….

  9. OSSOBUCO
    segunda-feira, 12 de abril de 2010 – 12:21 hs

    É o famoso beijo de Judas!

  10. AOS CHULOS DE PLANTÃO
    segunda-feira, 12 de abril de 2010 – 12:27 hs

    PELOS COMENTÁRIOS CHULOS, PRESUME-SE O NÍVEL DOS AUTORES…

    O NOSSO PAÍS REALMENTE PRECISA MUDAR…
    VAMOS COMEÇAR SERRANDO O PT E SUA CORJA!!!!

  11. Polêmico
    segunda-feira, 12 de abril de 2010 – 12:39 hs

    Cuidado Aécio foi com um beijo que Judas traiu Jesus Cristo.

  12. OSSOBUCO
    segunda-feira, 12 de abril de 2010 – 16:16 hs

    “Compostura, Serra, compostura”

    do Augusto da Fonseca, no seu imperdível Festival de Besteiras da Imprensa (FBI)

    Ontem [10/04] , no lançamento da pré-candidatura Serra à Presidência da República, vimos a que ponto chega o cinismo e a demagogia do Serra em relação a Aécio Neves.

    Após ter detonado, da forma mais baixa e humilhante possível, o pleito legítimo do Aécio de realizar prévias no PSDB para escolha do pré-candidato, tratando o adversário interno como um cão sarnento, Serra protagonizou uma cena insólita: o beijo de Judas, o beijo do traíra!

    Os mineiros devem estar se contorcendo de raiva diante dessa cena.

    Com certeza, darão o troco nas eleições, votando na mineira Dilma Roussef para Presidenta do Brasil.

    Reparem o esforço do Aécio para sair da cilada e o esforço ainda maior do Serra para concretizá-la.

    Se o Serra faz isso com um aliado, o que não fará com a sua adversária Dilma Roussef???

  13. marcio xaxim
    segunda-feira, 12 de abril de 2010 – 20:47 hs

    serra vc e um carra muito carismatico ainda com aecio nosso pais vai voutar a ter dignidade novamente vai aecio aceita logo e vamos acabar com essa loca dilma

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*