ALEP divulga nota oficial | Fábio Campana

ALEP divulga nota oficial

A Assembleia Legislativa do Estado do Paraná divulgou nota sobre as investigações na casa. Na nota, a mesa executiva da ALEP afirma sua colaboração com a justiça. Leia a nota:

A Assembleia Legislativa do Estado do Paraná tem colaborado incansavelmente com todas as investigações em andamento no Ministério Público. Todos os pedidos de informação e entrega de documentos foram atendidos antes do prazo determinado. A celeridade na entrega das informações foi fundamental para que o Ministério Público pudesse dar andamento às suas investigações.

Decisões da Justiça tem que ser respeitadas, acatadas e cumpridas. A Assembleia Legislativa do Estado do Paraná continuará cumprindo seu papel e colaborando com as investigações.

Curitiba, 24 de abril de 2010.

Diretoria de Comunicação da Assembleia Legislativa do Paraná


29 comentários

  1. Geraldo
    sábado, 24 de abril de 2010 – 21:03 hs

    Noooossaaaaa, não sei se devo ter um orgasmo ou chorar com essa Nota…

  2. Carlos Imperial
    sábado, 24 de abril de 2010 – 21:10 hs

    Vamos fingir que acreditamos? Vamos!!!

  3. TUKU NARE
    sábado, 24 de abril de 2010 – 21:16 hs

    Bem explicadinho, decisoes da justiça tem que ser respeitada, acatadas e cumpridas, por quem nao tem dinheiro para se defender.
    nao acatamos a inocencia de nem um dos 54 ilustres deputados da casa,
    nao sao os aspones que devem pagar pelas insignificantes INCORREÇOES.

  4. ZE
    sábado, 24 de abril de 2010 – 21:17 hs

    ha ta….
    falando isso na nota so para nao sair preventiva dos deputados da mesa firetora..
    foram instruidos pelos advogados..
    hehehheheh
    vamos ver se vao pegar so os peixinhos e os tubaroes, como fica..
    alguem assinou todo esse dinheiro neh.

  5. Senivaldo Santana
    sábado, 24 de abril de 2010 – 21:21 hs

    Qual é o nome do deputado que falou na tribuna para se defender dos escandalo da casa do povo?
    Eles estao ali fazendo o que mesmo?
    Estao ali a serviço de quem?
    O Jocelito falou do vereador Derroso presidente da Camara Municipal de Curitiba ,ele queria deviar atençao deu um tiro no pè ,sendo noticia em todo o Brasil ,falou com bastante detalhes caixa dois na casa do povo do Paraná
    Os deputados do Paraná perderam …
    Só tem que cuidar para nao por fogo na predio, tempo atras pegou fogo misteriosamente , mas nao se fala mas neste assunto
    Faço uma sugestao colocar um painél de transparencia, iqual aquele dsa 40 horas que estava na boca maldita ,estes dias, em todas as cidades polo do Paraná ,com o nome dos palamentares para o povo votar certo este ano eleitoral
    Estes povo que faz leis para nos ou para quem mesmo…

  6. JUSTIÇA JÁ!!
    sábado, 24 de abril de 2010 – 22:01 hs

    SENHORES DO MINISTÉRIO PÚBLICO, FAÇAM A PARTE DE VOCES. A ASSEMBLEIA DO PR ESTÁ ENLAMEADA.
    CADEIA PARA QUE ASSINOU OS ATOS SECRETOS, JÁ!!!!

  7. alzimarlima
    sábado, 24 de abril de 2010 – 22:25 hs

    Esta diretoria de imprensa é impessoal, pois ninguem assina.
    E quanto aos deputados, quando serão levados para esclarecimentos ?
    Achar que é só o Bibinho é demais!!!!!!!!!!!!!!!

  8. BISPO PARAGUAYO
    sábado, 24 de abril de 2010 – 22:35 hs

    O interessante é que vamos eleger esses larápios novamente. Eta povinho o nosso.

  9. Perplexiano
    sábado, 24 de abril de 2010 – 22:38 hs

    Não vi manifestação de nenhum parlamentar da Assemblaia Legislativa do Paraná acerca destas graves denuncias que foram veinculadas pelos orgãos e imprensa nacional. Será que a transparencia, lizura e bom trato com o dinheiro público na Paraná pode servir a beneces de alguns que comandam o Legislativo paranaese a década possa suplantar a imágem do povo paranaense trabalhador e honrado. Com a palavra nossos nobres parlamentares.

  10. jaimenativo
    sábado, 24 de abril de 2010 – 22:40 hs

    mas acho que apos todas estas prisoes,esta na hora de afastar nelsom justos e alexandre curi da assembleia.senao isso nao anda nao,eles tem culpa no cartorio,eles sabem de tudo isso,o povo do parana nao pode votar nas corja de ladroes do nosso dinheiro publico,vamos la povo do parana,vamos para as ruas pedir o afastamento deste deputados que permitiram toda esta vergonha para o nosso parana

  11. Geraldo
    sábado, 24 de abril de 2010 – 22:59 hs

    Sem trocadilhos, muito menos fazer alusão a sobrenomes, muito Justa e Branda essa Nota…

  12. ZÉ LELÉ
    sábado, 24 de abril de 2010 – 23:22 hs

    NAO VAO COSEGUIR TAPAR SOL COM PENEIRA!!!! FALANDO O QUE IRAO FAZER AGORA PARA O POVO ESQUECER O QUE PASSOU? NUNCA !! A MESA E A MAIORIA DOS DEPUTADOS SÃO CONIVENTES SIM…. AGORA DEVEM PAGAR PELO QUE FIZERAM, TODOS DEPUTADOS E FUNCIONÁRIOS DEVEM SER INVESTIGADOS

  13. Da Poltrona
    sábado, 24 de abril de 2010 – 23:58 hs

    Eles – precisa dizer quem ? – fazem de conta que não tem nada a ver com este escândalo gigantesco. Eles – precisa dizer quem ? – são mestres da prestidigitação pública, usam de todas as manhas que só eles – precisa dizer quem ? – sabem elaborar. Parquet – você que surpreendentemente já chegou ao segundo escalão e a alguns laranjas, agora, sobe ao primeiro escalão, lá de onde emanou todo este crime de lesão ao dinheiro público. Vai Parquet ! Vai !

  14. Paula Amaro
    domingo, 25 de abril de 2010 – 0:08 hs

    Pelo menos ao emitir notas oficiais a RPC não tenta ficar inventando mais coisa além daquilo que existe e que todo mundo já sabia (e ninguém nunca fez nada)…

    Invistigação, punição e correção dos erros sim.

    Caça às bruxas é coisa para jornaleco de bairro, o que a Gazeta tá virando…

  15. Carlos Toledo
    domingo, 25 de abril de 2010 – 8:50 hs

    A Promotoria de Justiça de Proteção do Patrimônio Público de Prudentópolis apresentou hoje uma ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o ex-secretário municipal de Esportes e Recreação, Jemerson Cavali da Luz. De acordo com o Ministério Público, ele teria acumulado as funções na Secretaria com a de professor de Educação Física – à época, ministrava aulas durante horário de expediente. A notícia da irregularidade chegou ao Ministério Público via ASAPRU (Associação dos Atletas de Prudentópolis e Região Centro Sul do Estado do Paraná).
    Na ação, que é assinada pelo promotor de Justiça Eduardo Cambi, o Ministério Público cobra o ressarcimento integral do dano causado aos cofres públicos com a cumulação de funções: no caso, a devolução de todos os vencimentos e vantagens financeiras que Jemerson teria recebido como secretário. Ele deixou o cargo em 4 de março desse ano. Além disso, uma eventual condenação por improbidade administrativa pode levar a sanções como a perda da função pública, suspensão dos direitos políticos e multa.

    Assessoria MP-PR

  16. Carlos Toledo
    domingo, 25 de abril de 2010 – 8:52 hs

    Prudentópolis terá quer fazer nova licitação para transporte escolar
    Sexta-feira, 16 de Abril de 2010

    O juiz substituto da seção judiciária de Irati, Leonardo Souza, concedeu liminares em seis ações civis públicas ajuizadas pelo Ministério Público do Estado, declarando nula a contratação dos serviços de transporte escolar na cidade de Prudentópolis. A decisão obriga ainda o município a realizar uma nova licitação para o sistema, no prazo de 90 dias, mas em forma de concorrência pública, como determina a lei.

    Até lá a prefeitura poderá fazer a contratação emergencial para a realização do serviço, sendo vedada, no entanto, a participação das empresas que vinham prestando o serviço até aqui, também acionadas judicialmente pelo MP-PR. O eventual descumprimento da decisão judicial, pela prefeitura, importará em multa diária de mil reais.

    Segundo alegações da Promotoria de Justiça de Prudentópolis, a prefeitura licitou a execução dos serviços por meio de “pregão presencial”, modalidade ilícita para o caso, que envolve valores que alcançam quase R$ 3 milhões anuais. Além disso, o promotor Eduardo Cambi sustentou que o contrato não vinha sendo cumprido regularmente, pois a prefeitura o assinou sem exigir documentação prevista no próprio edital como condição para a concessão do serviço. Os veículos das empresas, com motoristas sem curso de especialização para transporte escolar, além disso, não estariam sendo vistoriados para averiguação de existência de equipamentos obrigatórios de segurança.

    De acordo com o magistrado que acatou o pedido do Ministério Público, os documentos juntados aos autos comprovam a argumentação da Promotoria, inclusive quanto à falta de publicação do edital de licitação em jornais de grande circulação. Além do mais, segundo o juiz, as crianças do município estão submetidas a risco, ante a falta de comprovação de que as empresas estejam tecnicamente preparadas para o transporte escolar. “Sequer houve apresentação de documentos – previstos no edital licitatório – que comprovem que os veículos utilizados no transporte possuam condições de segurança para conduzir as crianças às escolas da cidade”, destacou.
    Responder

  17. Marcos Cordeiro
    domingo, 25 de abril de 2010 – 8:58 hs

    Tem muita gente grauda envolvida que tem que ser presa, principalmente os ” DEPURÕES “(espécie de tubarão encontrado desde os tempos do Império), que sumiram e nem se encontram em lugar algum!?!?!?Mas brincadeira a parte, a sociedade espera uma prova maior de seriedade, moralidade, ética e transparência, por parte do MP; que não fique prendendo só os pequenos. Precisamos ver os DEPUTADOS LADRÕES, sendo presos e punidos com percas de direito político e privado. precisa também investigação e punição para alguns procuradores, promotores e juízes, que recebem oriundos dessa lavagem de dinheiro e outros benefícios desconhecidos, como disse o Faraj, Já que tem que punir!?!?!?

  18. domingo, 25 de abril de 2010 – 9:53 hs

    Na Assembléia do Paraná talvez todos de lá são associados nas maracutaias, demorô

  19. Dagmar Servia
    domingo, 25 de abril de 2010 – 10:07 hs

    É muita cara de pau mesmo.

    As decisões não estão na mão do MP não, estão nas nossas mãos, mandando esta corja de políticos sem exceção para casa ou para arranjar emprego e trabalhar, coisa que eles nunca fizeram.

    Mamam alto na Alep, e na hora do vamos ver, se escondem como se isso fosse livrar a cara deles.

    Povo do Paraná, PAU NELES nas eleições.

  20. Dagmar Servia
    domingo, 25 de abril de 2010 – 10:18 hs

    Viram a cara de deboche do cara sendo preso, aquele de camisinha vermelha, isso é um acinte e uma ofensa sem limites a toda a sociedade paranaense.

    Ele sabe que ficará preso apenas cinco dias, depois responderá em liberdade, e não dará em nada, é muita gente de rabo preso com ele.

    Infelizmente nós só temos uma arma na mão, O VOTO, e espero com sinceridade que elementos que compõem a mesa diretora da ALEP sejam banidos da política, senão teremos a eterna sensação de que fomos ridicularizados e principalmente enganados por esta corja de deputados SEM VERGONHA na cara.

  21. Austragésilo
    domingo, 25 de abril de 2010 – 10:42 hs

    Primeiro: à Assembléia que se diz Casa do Povo, não faz mais do que obrigação tornar tudo transparente para às autoridades e muito mais para a sociedade paranaense. É obrigação moral e ética dos parlamentares.

    Segundo: Todos ali são funcionários públicos, inclusive os nobres – mais nem tanto – deputados eleitos pelo voto do cidadão, têm o dever de fazer política séria, competente, eficiente para a melhoria da qualidade de vida da população. Não fazem nenhum favor. São pagos regiamente por isso, além das mordomias e dos abusos, como confirmou Jocelito Campos.

    Terceiro: moralmente, a presidência da Casa e a Mesa Diretora já deveriam ter pedido afastamento dos cargos para que as investigações sejam feitas com neutralidade e sem espertezas políticas, como de praxe.

    É claro que os funcionários de carreira presos não são os únicos culpados pelos abusos da Assembléia Legislativa do Paraná. Tem muito figurão nesse imbróglio.

    O afastamento dos cargos de direção, o mais urgentemente possível, é fundamental. Doa a quem doer. Ou será necessário um panelaço – no estilo argentino, em frente a Casa Rosada – para exigir o afastamento?

    Assim não dá. Assim não pode!

  22. salete cesconeto de arruda
    domingo, 25 de abril de 2010 – 10:59 hs

    Fábio.
    Seria interessante – para a DEMOCRACIA – que a nota emitida pelos estudantes – estivesse pertinho desta.
    Bom domingo!

  23. SYLVIO SEBASTIANI
    domingo, 25 de abril de 2010 – 11:13 hs

    SOMENTE AGORA! No Inquérito 041/04, contra a Assembléia Legislativa, a Procuradoria em 06 de maio de 2004 enviou o Oficio n°1262/04/GAB ao Presidente Hermas Brandão, reclamando do Oficio 338/2004 enviados em 30 de abril, para instruir o Inquérito , acima descrito, foi respondido somente em 6 de outurbo , pelo Oficio154/04 pelo Diretor Geral Abib Miguel. UMA DEMORA DE 5 (CINCO) MESES !
    NAQUELA ÉPOCA NÃO COLABOROU NADA !

  24. nazareno da silva
    domingo, 25 de abril de 2010 – 12:34 hs

    SYLVIO SEBASTIANE, nao se cale, voce e o arquivo vivo e a decencia que certamente vai faltar nas apuracoes, nao se intimide.

  25. TETECO DE AMPERE
    domingo, 25 de abril de 2010 – 15:33 hs

    Vou fazer de contas, que estou acreditando na nota oficial divulgada pela Asembléia Legislativa. O mínimo que teriam que fazer ,seria a mesa diretora se licenciar…….mas sabe quando vai acontecer…….dia de SÃO NUNCA. Tá pronto o samba enredo dos nobres edis…Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão. O povo do Paraná não merece a maioria desses edis, abra o olho eleitor, a maioria vai ser candidato a reeleição, e vão vir com um papinho de enganar bobo, que eu não estava envolvido, eu não sabia, sempre foi assim mesmo………Pense bem eleitor, observe os atuais deputados, separe o joio do trigo……tem muito safado se fazendo de anjinho e se escondendo………

  26. rock
    domingo, 25 de abril de 2010 – 18:45 hs

    O Paraná precisaria de mais uma meia dúzia de Sylvio Sebastiani, dai esses politicos melecas pensariam duas vezes antes de cometerem inlicitos, parabens Sr. Sylvio, sou seu admirador pela sua persistencia e coragem pela luta de um Paraná mais digno e justo.

  27. jucelino de almeida neves
    domingo, 25 de abril de 2010 – 21:05 hs

    pois é como é que fica os cargos que os senhores promotores e juizes tem na AL…são filhos,esposas,amantes,cunhadas,cunhados mãe,enfim essa poca vergonha desses falsos moralista vai ser investigado????..eu particularmente acho que o bibinho deveria abrir a boca.ia ser m…pra todo lado.

  28. jucelino de almeida neves
    domingo, 25 de abril de 2010 – 21:07 hs

    do jeito que tá a coisa todos os dep devem ser investigado…..

  29. Estatística
    segunda-feira, 26 de abril de 2010 – 17:25 hs

    Como sempre, fala, fala e não diz coisa com coisa.
    Que não esquentem: tem impunidade parlamentar garantida.

    FAÇA UM POLÍTICO TRABALHAR: NÃO O REELEJA (nem pular de galho em galho de cargos eletivos).

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*