Tribunal defende derrubada de veto de Requião | Fábio Campana

Tribunal defende derrubada de veto de Requião

Do Bem Paraná

O Tribunal de Contas divulgou ontem nota na qual defende a manutençã do texto aprovado pela Assembleia Legislativa e a derrubada dos vetos à lei que trata do plano de cargos e carreira de seus funcionários.

Segundo o TC, a verba de representação é adotada no serviço público brasileiro “há mais de 20 anos”, e no caso do órgão, tem origem em uma lei de 1989, que assegurou aos técnicos de controle o direito a recebê-la, na base de 80% sobre os vencimentos, e a eles incorporada para todos os efeitos legais.


9 comentários

  1. fausto thomaz
    quinta-feira, 25 de março de 2010 – 11:01 hs

    O tio Bob, se o teu irmãozinho estivesse lá no TC você estaria quietinho né…..babacão.

  2. Dagmar Servia
    quinta-feira, 25 de março de 2010 – 11:30 hs

    Que vergonha.

    Onde é que isso tudo vai parar. É um saco sem fundo, todo mundo quer levar algum e o povo Oh!

    Verba de representação de 80% do salário.

    Alguém pode me explicar que representação é esta?

    Que eu saiba verba de representação são despesas eventuais feitas pelo funcionário púbico ao recepcionar alguma autoridade, para se apresentar condignamente em algum evento. E o negócio é bom demais tem que incorporar.

    Agora tornar isso permanente só no Brasil, se não representar o TC o mês todo em alguma lugar recebe do mesmo jeito?

    É verba de representação, verba de viagem, verba paletó, verba hotel, porra quero verba puta. Só dizendo assim.

  3. TUKU NARE
    quinta-feira, 25 de março de 2010 – 12:55 hs

    alem de alojar os politicos desgastados, e dar emprego para a BURGEZIA, legitimar as contas do puder publico, o que e mais que es tribunal faz.

  4. JR.
    quinta-feira, 25 de março de 2010 – 14:04 hs

    O POVINHO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  5. THEMIS
    quinta-feira, 25 de março de 2010 – 14:07 hs

    Se forem cruzados os sobrenomes dos conselheiros, ex-conselheiros, seus genros e noras com a lista dos Diários secretos da Assembléia, você constata um número absurdo de funcionários peretencentes as mesmas famílias. Funcionários que entraram jovens e depois se formaram e que agora pretendem legitimar seus salários através deste decreto. Tem Conselheiro, que tem até 3 filhas e genro empregados no TC e os demais parentes na Assembléia. Quando seus filhos não tem cartório.

  6. TCzeiro
    quinta-feira, 25 de março de 2010 – 15:12 hs

    Prezados Dagmar e Tuku…deixem de ser invejosinhos e vão trabalhar lá na Administração de vocês que não deve dar um aumento há algum tempo…

  7. TCzeiro
    quinta-feira, 25 de março de 2010 – 21:12 hs

    Mas então, Themis, aponta aí pra gente quem são esses funcionários…já que você sabe, por qual motivo não denuncia? Ou será que só falou de alegre porque acha que se for feito tal cruzamento de dados vai aparecer alguma coisa?

  8. ZÓIO
    quinta-feira, 25 de março de 2010 – 22:11 hs

    Parabéns aos Deputados que votaram pela manutenção do veto. Enquanto muitos morrem de fome ou ainda se dedicam ao extremo para passar em um concurso este bando de barnabés quer as benéfices da cambada que a Policia Federal vai enquadrar muito em breve. Não sei se vocês viram o líder do governo fura pedágio quando notou que ía perder a votação deixou sua bancada livre para votar como quisesse. Então deu no que deu. A PF vem aí.

  9. Reinoldo Hey
    sexta-feira, 26 de março de 2010 – 7:36 hs

    Esse pessoal do TC não tem vergonha de ser sustentado pelos professores?
    Bom, se tivesse vergonha não teria entre seus integrantes madeireiros, que hoje enchem suas bocas para defender o Planeta. o mesmo Planeta que detonaram, desmataram, poluiram.
    Mas… viver do dinheiro dos educadores já é demais. Explico: os maiores contribuintes dos fundos do Paraná Previdência são os professores. A maioria morre antes de receber o benefício a que têm direito, em função de estresse, doenças psicossomáticas, hipertensão arterial, ataque cardiaco, depressão…
    Já os não tem com que se preocupar a não ser com a teta do governo duram até 100 anos, com pomposos salários.
    Quem não tiver telhado de vidro, que jogue a primeira pedra!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*