Requião vai contar tudo sobre rádio comprada com saco de dinheiro | Fábio Campana

Requião vai contar tudo sobre rádio comprada com saco de dinheiro

Via Hora H News

Uma história do arco-da-velha. O governador Requião promete detalhar a história da compra de uma rádio, a Rádio Educadora de Laranjeiras do Sul e transformar o caso em prato dse resistência de seu discurso de campanha contra o PT.

A emissora teria sido comprada, segundo Requião em seu twitter, por um grupo de petistas laranjas ligado ao ministro Paulo Bernardo.

A compra da rádio teria sido feita a vista. O valor seria R$ 1,7 milhão em dinheiro vivo. Tamanha era a pressa dos compradores que o numerário foi transportado em sacos de estopa originalmente usados para adubos da marca Serrano, além de caixas de sapato.

A necessidade de tantos recipientes se explica. Se a compra foi efetuada em notas de R$ 50 (as de R$ 100 andam mal vistas devido a um derrame de cédulas falsificadas), foram levadas até a rádio 34 mil notas de R$ 50. Ou 1.700 maços de mil reais.


A compra da Rádio Educadora teria envolvido mais dinheiro vivo que o escândalo Lunus, que destruiu a candidatura presidencial de Roseana Sarney, em 2002, a partir da exibição de uma montanha de dinheiro no valor de R$ 1,34 milhão, R$ 360 mil a menos que o caso da Educadora.

O caso vem a enriquecer a folclórica criatividade petista para transportar dinheiro de procedência duvidosa. Depois que o DEM copiou, em Brasília, a tática de transportar dinheiro na cueca, o PT inova outra vez, no Paraná, e carrega dinheiro no saco.

O caso da compra da rádio veio à tona por causa do twitter do governador Roberto Requião. Em meio à troca de chumbo com Paulo Bernardo por causa da denúncia que o ministro teria proposto um superfaturamento de mais de R$ 200 milhões em uma obra ferroviária no Paraná, Requião detonou outra bomba. Uma rádio em Laranjeiras do Sul havia sido comprada por um grupo ligado ao PT e o dinheiro havia sido transportado em sacos de estopa.

A denúncia começou a ser detalhada nesta segunda-feira, 8, com declarações do deputado peemedebista Nereu Moura, que contou alguns bastidores da espantosa negociação da Rádio Educadora.

Nereu tinha um programa na rádio e era muito amigo do proprietário. Este lhe confessou que atravessava graves dificuldades financeiras devido a dívidas que não conseguia saldar e ofereceu a rádio.

O deputado pediu um tempo para reunir um grupo que pudesse concretizar o negócio. Nereu já havia reunido doze pessoas dispostas a entrar no negócio quando o dono da rádio telefonou contando que havia vendido a emissora.

Um grupo de petistas teria feito aquilo que Don Corleone chamava de proposta irrecusável. Jogaram na mesa R$ 1,7 milhão em dinheiro vivo. Para contornar o aborrecimento do amigo que gastara tempo e convencimento para reunir um grupo para comprar a rádio, contou os detalhes da compra.

A montanha de dinheiro teria chegado à emissora em sacos de estopa de adubo e em caixas de sapato, todos atochados até a boca de dinheiro. Atolado em dívidas o dono da radio não teve como recusar aquela oferta.

Compra de bens valiosos em dinheiro vivo é um recurso tradicional para quem não quer que a origem da verba possa ser rastreada. Segundo alguns blogs, a compra foi feita por três “abonados” petistas.

O prefeito, um radialista e um vereador seriam os felizes novos proprietários da rádio. O vereador envolvido na compra seria Antonio Alves da Cruz, que recebe salário de R$ 2.200,00 e declarou ao TRE um patrimônio de R$ 65 mil, segundo informações do site Olho Aberto Paraná.

Seriam eles mesmos os novos donos ou a rádio de Laranjeiras do Sul estaria na mão de um grupo de laranjas? O governador Roberto Requião tem insinuado que é isso que acontece.

Tem pedido com freqüência, em seu twitter, que os petistas expliquem a compra da emissora. A expectativa é que Requião use a sessão da escolinha desta terça-feira, uma das três últimas que dispõe antes de deixar o governo, para fornecer mais elementos para a denúncia.

No seu twitter, Requião revelou que o assunto ocupa espaço nobre em suas preocupações. Em especial a forma como a dinheirama foi levada para a rádio. “O Povo fala que a grana da rádio de Laranjeiras do Sul foi estocada em caixas de sapato. Do saco para a caixa. Aleluia”.

Seja em caixa de sapatos, seja em sacos de adubo, o fato é que o caso da compra da rádio efetuada no início de uma campanha política é um caso que tem conotações explosivas.

O depoimento do deputado Nereu Moura vem dar consistência a denúncia formulada por Requião em seu twitter. Uma denúncia que os petistas ligados a Paulo Bernardo e o próprio ministro vinham tratando como apenas uma maldade leviana do governador.

Em entrevistas, Paulo Bernardo tem negado envolvimento na compra. “O governador veiculou denúncia sobre a aquisição de uma rádio no interior, insinuando que eu a comprara, com pagamento em dinheiro, ‘num saco’. Isso foi repetido por deputados e por blogs no estado inteiro. Não comprei rádio coisa nenhuma”.

Na sessão da escolinha, Requião vai poder colocar os pingos nos is nesta história.


18 comentários

  1. GOZADO
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 13:29 hs

    Gozado esse espaço. Quando é para desqualificar o govrnador tudo bem, pau nêle. Mas quando é para atacar a rapaziada do PT seja benvindo Requião. Vai entender!!!!!!!

  2. Valdecir (ratão)
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 13:48 hs

    requião , requião, requião to esta parecendo uma mosca de padaria, não sabe a saida do vidro, que final de governo e esse requião tem que reaprender a ver as coisas de outra forma.. requiao

  3. PAULO
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 13:52 hs

    OLHA O FERREIRINHA CHEGANDO AÍ, GENTE!!!!!

  4. Rui
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 14:06 hs

    Não entende o jogo do Requião, ele está perdendo o segundo voto para o Senado. E agora a PTzada vai votar em Fruet ou Ricardo Barros?

  5. justiceiro
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 14:07 hs

    ESCÂNDALO DO RAMAL FERROVIÁRIO -´ReIquião ainda não explicou de que forma ocorreria o superfaturamento do ramal ferroviario entre Ipiranga e Guarapuava,
    o qual, segundo explicações confusas, sua construção e exploração se daria através da ALL por um valor de mais ou menos 550 milhões de reais, através do PAC e com empréstimo do BNDES, quando seu custo real não passa de 150 ou 200 milhões de reais. Dessa forma seria, pois, interessante que Reiquião esclarecesse como esse superfaturamente se daria ante a obrigatoriedade de licitação pública para a definir a escolha da empreiteira para iniciar as obras de construção. Essa licitação é obrigatória mesmo sendo através de uma concessionária privada como a ALL. Reiquião acusa o Ministro Bernardo de doar o tal trecho a ALL, talvéz por desconhecer que ao término da concessão toda a malha ferroviária se reverte à UNIÂO.
    ESCÂNDALO DA COMPRA DA RÁDIO PELO PT – Espera-se ques os envolvidos nessa compra da Rádio sejam chamados para esclarecer a origem e a procedência do dinheiro dessa aquisição. Cabe uma pergunta;
    Reiquião (Rei, porque reina e se comporta como tal) que foi senador desde fevereiro de 1985 até final de 2002, que em todo esse período nada fêz, por que é que ao menos não propôs leis mais rígidas contra a corrupção? 2 – Por que não apresentou um projeto de lei tornando crime o pagamento de altos valores, digamos, acima de R$ 10.000,00, por exemplo, quando feitos através de dinheiro vivo? Acabaria os tais escândalos da cueca, das meias, dos sacos de estopa, etc. Assim, qualquer compra acima de um determinado patamar ou outro qualquer, teria que ser feito através de DOC, CHEQUE ou TED. Isso dificultaria até a vida dos laranjas que também teriam que se explicar. Por que Reiquião não propôs um controle mais rigoroso, através da Receita Federal das receitas e despesas dos cidadãos? Medidas dessa natureza reduziriam bastante a corrupção no Brasil que hoje grassa no seio da sociedade.
    Tudo indica que Reiquião não é contra a corrupção. Pelo contrário, dela se beneficia com as suas denúncias para fazer autopromoção política e ganhar eleições como paladino da moralidade.

  6. CLOVIS PENA -
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 14:10 hs

    Importante esta disposição. Será que no embalo pode surgir algo mais sobre a compra da sede do PMDB ?

  7. Luiz Fernando Pereira
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 14:14 hs

    Quando teria ocorrido tudo isso? Quando o governador ficou sabendo? Por que não houve denúncia antes?
    São questionamentos que devem ser feitos, para dizer o mínimo…

  8. Vergilho
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 14:45 hs

    Dá pra encher muita cueca!

  9. CLAUDEMIR
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 14:56 hs

    PORQUE O GOVERNADOR NÃO FAZ A DENUCIA AO MINISTERIO PUBLICO ELE NÃO PODE ESQUECER QUE SONEGAR UMA DENUNCIA ELE PODE SER CUMPLICE, ELE QUE FAÇA A DENUNCIA FORMAL E NÃO PELA INTERNETE

  10. ESTRAGA PRAZER
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 16:05 hs

    A estratégia é jogar um contra o outro.
    Gato contra cachorro, e vice-versa.

  11. joaquim
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 16:08 hs

    não chega o desepero da direita em reesquentar notícias sobre o PT, agora vem o destemperado do Requião e seus súditos tentar desconstituir o PT.
    isto não acontece por acaso, o que eles (coloco o Requião neste grupo) não consegue engolir é o sucesso do governo LULA e a viabilidade de reelegermos nosso projeto com a DILMA.
    Tudo voltando ao que sempre foi, o requião fazendo coro com a direita pra garantir mais um mandato, o qual pelo jeito não vai levar.
    Até

  12. Jacarezinho
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 16:31 hs

    Reprise do filme: Os maus se destroem, com Gary Cooper e Randolph Scott

  13. Juca
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 17:49 hs

    O Ministério Publico deveria abrir uma ação de improbidade administrativa contra este Sr. que há época deveria ter denunciado, nem que fosse para se investigar a origem desse dinheiro. Porque não o fez? Porque o PT era amigo?

  14. FILET MIGNON
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 19:16 hs

    Boa “O JUSTICEIRO”…
    dE FATO O insano PODERIA TER FEITO MUITA COISA ENQUANTO SENADOR, PORÉM, A ÚNICA COISA QUE CONSEGUIU DURANTE SEU MANDATO, FOI O APELIDO no congresso…
    “MARIA LOUCA”, ALCUNHA UTILIZADA ATÉ ESTES DIAS PELOS CONGRESSISTAS ATÉ HOJE…
    Como nunca o INSANO fez qualquer coisa senão achincalhar seus adversários, ou ler todos os dias a Carta de Puebla, (leu milhares de vezes, discursou tal qual papagaio e não aprendeu nada de seu conteúdo), resta a nós PARANAENSES, oferecer-lhe um lugar na história que caberia muito bem a quem nunca fez nada, O OSTRACISMO, com ou sem seguranças a tira-colo.
    Vade Retro… INSANO, teu lugar é ao lado do chefão com o qual você coligou para vencer “infelizm,ente” as eleições. Teu serviço lá estará garantido, manter o fogo aceso, para nele queimar seus próprios páreas!

  15. Lucia
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 19:33 hs

    Quem queria comprar a rádio era o Nereu Moura, amigo do Requiao, mas acabou chupando o dedo. Agora diz que tem marmelada!! Porque o Nereu Moura nao explica as origens de suas rádios, inclusive o controle de radios comunitárias?

  16. Cristiano Junior
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 21:48 hs

    Que inveja em Requião, oito anos de operario presidente e tu que se intitula o grande comandante da esquerda das americas, realizador da maior administração de portos desse Brasil, dono do maior programa Educacional, pai das crianças e o maior doador de leite que esse Parana ja viu, vai embora sem ser presidente, sem pelo menos ter tido chance de ser candidato, agora ataca O PT pra ser aceito pelo Serra, coisa feia.

  17. LEAD
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 22:13 hs

    Puxa, essa tal rádio de Laranjeiras deve ter alcance mundial, hem?

  18. Sou do litoral
    quarta-feira, 10 de março de 2010 – 8:49 hs

    O CARA TÁ ATIRANDO PRA TODOS OS LADOS !! TUDO É CLARO PARA NÃO SAIR DA MÍDIA E CAIR NO ESQUECIMENTO!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*