Requião provoca Bernardo no twitter | Fábio Campana

Requião provoca Bernardo no twitter

Do twitter de Requião

— “Paulo Bernardo me processa pelo escândalo da radio de Laranjeiras do Sul. Estranho, pois não sabia do seu envolvimento. É confissão?”.


7 comentários

  1. Jonas de Souza
    quarta-feira, 10 de março de 2010 – 11:29 hs

    Desemprego à vista
    10 março, 2010 por Josianne Ritz08:25O “movimento” de integrantes do PMDB para derrubar o deputado Waldyr Pugliesi da presidência estadual do partido, abrindo caminho para Requião assumir o cargo depois de deixar o governo, tem motivações muito menos “ideológicas” e edificantes do que seus entusiastas manifestam. Segundo o comentário corrente na legenda, o grupo seria formado por militantes que bateram de frente com Pessuti, e agora temem perder os carguinhos que ocupam tanto no governo quanto na representação do partido na Assembleia Legislativa, com a posse do vice.

  2. Anderson
    quarta-feira, 10 de março de 2010 – 11:30 hs

    O Requiao, é lelé da cuca, mais nesta ele tá certo. Esse PT só faz mutreta.

  3. Cavalaria
    quarta-feira, 10 de março de 2010 – 11:41 hs

    Pois é né e agora?

  4. Andre
    quarta-feira, 10 de março de 2010 – 12:45 hs

    Esse Requião não tem jeito mesmo, ontem ele atacou o vereador professor Galdino e o professor que também não deixa barato, contra-atacou e postou no seu twitter uma foto de um PATO MANCO, simbolizando o fim de carreira do Requião.

  5. laranjeirense
    quarta-feira, 10 de março de 2010 – 13:19 hs

    Pois é, um entregava leite, foi prefeito, está prefeito, e agora….

    E o outro, narrava corrida de trator, vidraceiro, e agora Honda Civic e………

  6. juca
    quarta-feira, 10 de março de 2010 – 13:34 hs

    o Sr. Governador deveria voltar a Faculdade de Direito e estudar Difamação.

  7. Cabeça de Cobra
    quarta-feira, 10 de março de 2010 – 14:36 hs

    Ninguem quer esse MALUCO nem para síndico de hospício, quanto mais para Chefe do PMDB; se bem que não faz muita diferença não, né?.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*