Reconstituição da morte de prefeito pode ser hoje em Rio Branco do Sul | Fábio Campana

Reconstituição da morte de prefeito pode ser hoje em Rio Branco do Sul

Do Portal Banda B:

A reconstituição do assassinato de Adel Rutz, ex-prefeito de Rio Branco do Sul, região metropolitana de Curitiba, será realizada às 19h de hoje (26), no local do crime. A informação foi confirmada pela prefeitura da cidade e também pela polícia civil. Equipes do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE) irão para conduzir a reconstituição. O atendimento do COPE informou a Banda B que apenas as chuvas podem impedir que a ação aconteça.

Joseane Portes, ex-mulher de Rutz, acusada pela polícia como a mandante do crime continua presa no Centro de Triagem I, na rua Travessa da Lapa em Curitiba. Ela aguarda a analise de um pedido de libertação enviado a juíza Adriana Benini para deixar a cadeia.


O advogado de Joseane, Elias Mattar Assad, afirma que não existem provas concretas contra ela. “Minha cliente reuniu todos os pressupostos necessário para ser libertada. Temos vários indícios de que não foi ela quem mandou matar seu ex-marido”, disse Mattar Assad.

Além de Joseane, também está preso Fabio Farias, acusado de ter atirado no prefeito a mando da ex-primeira dama. Num primeiro momento, Farias apontou Joseane como a mandante. Depois, na presença de seu advogado, voltou atrás e disse que sequer a conhecia. José Hilário Trigo, advogado de Farias, afirma que ele foi pressionado a confessar o crime.

Adel Rutz foi assassinado com quatro tiros na entrada da residência onde morava no centro de Rio Branco do Sul, no dia 1º de março.


3 comentários

  1. Divanir
    sexta-feira, 26 de março de 2010 – 18:44 hs

    Uma coisa é certa, alguém mandou matar o prefeito. É bem capaz de Fabio Farias (acusado do homicídio), por não ter dinheiro para pagar um advogado à altura de Elias Matar Assad, ficará na cadeia até o final do processo. Já, Joseane Portes responderá em liberdade. Todos que cometem um homicídio, ao chegar na delegacia, se estiver desacompanhado de advogado, geralmente confessa o crime, mas depois, diante de advogado, sabendo que seus direitos foram transgredidos, negam a autoria. É claro que o acusado ciente do pepino que está por vir, nega a autoria do crime, e posso estar errado, mas inocentará também a mandante, pois ao indicar a mandante compromete-se também. Como nossa polícia civil do Paraná está desprovida de recursos técnico, será mais um caso sem solução, tomara que eu estaja enganado.

  2. sábado, 27 de março de 2010 – 10:37 hs

    Sera que não é um trabalho para o Cembranelli?

  3. terça-feira, 30 de março de 2010 – 20:14 hs

    Fabio gostaria de lhe indagar, por exemplo eu pedi para ser Jurada por escrito o Juiz indefiriu algendo que a listagem esta completa, mas de ante mão informe que temos alguns desentendimentos, gostaria de saber se é legal ela negar o pedido

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*