PT trata aliados como empregados, diz Ciro | Fábio Campana

PT trata aliados como empregados, diz Ciro

De Luciana Nunes Leal para a Agencia Estado

Em entrevista ao programa “3 a 1”, da TV Brasil, exibido na noite de ontem, o pré-candidato do PSB à Presidência da República, deputado federal Ciro Gomes (CE), disse que o PT trata os aliados “como empregados” e que exige respeito do partido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ciro reiterou que não é candidato a vice, mas a presidente, e que se considera “mais preparado” que a pré-candidata do PT, ministra Dilma Rousseff.

“Sou aliado do PT. Mas sou aliado que exige respeito. O PT tem mania de tratar seus aliados como seus empregados. Eu exijo respeito”, afirmou o deputado. “Acho que o PT teme que eu ultrapasse a Dilma na campanha. E se o PT teme que eu vá passar a Dilma, eu, que estou trabalhando nas unhas, então ela vai perder para o Serra”, disse, citando o futuro candidato do PSDB, o governador de São Paulo, José Serra.

Para Ciro, a inexperiência de Dilma em disputas eleitorais pode prejudicá-la. “A Dilma tem grandes dotes, mas pode cometer erros na campanha eleitoral porque nunca foi candidata”, disse. Ciro Gomes disse que atendeu a um pedido do próprio presidente Lula quando transferiu a domicílio eleitoral para São Paulo, o que abriu a possibilidade de ser candidato a governador.

“O Lula me pediu para transferir meu título eleitoral para São Paulo. Falei para ele: ”Presidente, é uma honra, mas não estou preparado para governar o Estado de São Paulo””, contou o pré-candidato socialista aos entrevistadores. Segundo Ciro, a única “força” capaz de demovê-lo da decisão de disputar o Palácio do Planalto “é o Partido Socialista Brasileiro”.

O deputado criticou o Banco Central, apesar do elogio ao presidente da instituição, Henrique Meirelles. “O Meirelles é ótimo, mas só quer perseguir a menor inflação”, afirmou. “O Banco Central constrange o crédito.”


13 comentários

  1. Alemão
    sexta-feira, 26 de março de 2010 – 9:00 hs

    Já tive mais respeito pelo Ciro, mas ele tá bancando o boi de piranha. Toda essa falácia em torno do PT é puro jogo de cena, pois ele é o verdadeiro boi de piranha deles.Como fala bobagens.

  2. Marcos Pop
    sexta-feira, 26 de março de 2010 – 9:42 hs

    25/03/2010 – 20h15
    Lula cria cargos sem concurso e transforma secretarias especiais em ministérios
    Publicidade
    GABRIELA GUERREIRO
    da Folha Online, em Brasília

    Em ano eleitoral, a oposição acusa o governo federal de criar 134 novos cargos comissionados na administração federal para uso político das funções. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva editou medida provisória, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, com a criação dos cargos.

    A medida trata da organização da Presidência da República e dos ministérios, mas também estabelece as novas contratações para “atender a necessidade temporária de excepcional interesse público”. Na medida, o governo transforma as secretarias especiais de Direitos Humanos, Igualdade Racial, Políticas para as Mulheres, Portos e à CGU (Controladoria Geral da União) em ministérios.

    Pela MP, o Ministério da Saúde será o maior beneficiado com as novas funções. Dos 134 novos cargos, 118 foram alocados para a pasta, enquanto outros 16 serão criados no Ministério da Integração Nacional.

    Segundo cálculos da oposição, a medida vai provocar impactos de R$ 8 milhões anuais nos cofres públicos –considerando o pagamento da remuneração, décimo terceiro salário e férias dos novos servidores. Os novos funcionários vão receber salários que variam de R$ 6 mil a R$ 11 mil.

    “Não pode o Governo Federal passar por cima da Constituição Federal que exige concurso público para permitir que a companheirada ocupe estes cargos a poucos meses da eleição”, disse o líder do PPS na Câmara, deputado Fernando Coruja (SC).

  3. Marcos Pop
    sexta-feira, 26 de março de 2010 – 9:47 hs

    O deputado, caloteiro e megalô Ciro Gomes tranporta em sua cota parlamentar até cozinheiro chique. Deu no IG e no CONGRESSO EM FOCO DE HOJE . LEIAM :

    O deputado Ciro Gomes (PSB-CE) usou a cota de passagens aéreas da Câmara para transportar um chefe de cozinha, a mulher dele e um ajudante, de Fortaleza a Brasília, ida e volta. O cozinheiro alemão Bernard Twardy, radicado há duas décadas no Ceará, viajou na companhia da mulher, Fernanda Zeballos, e de Jorge Emanoel da Silva em junho de 2007.
    Por meio de sua assessoria de imprensa, Ciro disse que suas ações estão de acordo com as normas em vigor na Câmara. “O deputado Ciro Gomes informa que todos os procedimentos de seu gabinete estão em conformidade com as normas vigentes da Câmara dos Deputados. Nenhuma ação praticada pelo gabinete feriu o regimento interno da Casa”, afirmou. Ciro preferiu não detalhar o motivo da viagem dos três passageiros que voaram na cota parlamentar.

  4. Duval Simões Araújo-Londrina
    sexta-feira, 26 de março de 2010 – 9:54 hs

    Essa agência editou a matéria excluindo pontos importantes, vejam:
    “Ciro afirmou também que o ex-ministro José Dirceu continua atuando nos bastidores das próximas eleições e que tem ameaçado alguns governadores –entre eles, seu irmão Cid Gomes (PSB), do Ceará– caso não apoiem a candidatura de Dilma. Ele ainda criticou a forma como o PT trata seus aliados. José Dirceu e PT não quiseram comentar as afirmações de Ciro Gomes”.
    Dirceu não está fora [do jogo político]. Ele foi visitar o governador do Ceará e disse com toda a delicadeza que se o irmão dele fosse candidato a presidente do Brasil, ia fazer o PT ir contra a ele no Ceará. [Dirceu] Teve ainda o desplante de fazer a mesma coisa com o Eduardo Campos [PSB] em Pernambuco”, afirmou.

  5. ofaxineiro
    sexta-feira, 26 de março de 2010 – 10:23 hs

    Concordo com Ciro, lideranças tem que ser tratadas com respeito…..

  6. Duval Simões Araújo-Londrina
    sexta-feira, 26 de março de 2010 – 10:33 hs

    Disse ainda Ciro conforme publicado Folha Online-Agência Brasil de 24/03/2010:
    “Ciro disse que o PT teme que Dilma seja ultrapassada por ele, no decorrer da campanha. “Eu tento dizer aos companheiros do PT que se o Lula, com a força legítima e a popularidade extraordinária e merecida que tem, não tiver segurança de que a Dilma ganha as eleições de mim, que estou trabalhando apenas com as unhas, é porque ela vai perder para o Serra”.

  7. PEDRO PAULO
    sexta-feira, 26 de março de 2010 – 11:16 hs

    Não sei dos dois qual o pior, se o Ciro ou a Dilma (Estela).

  8. sexta-feira, 26 de março de 2010 – 11:21 hs

    A turma da seita sempre foi capacho de lula e zédamoitadirceu mas Ciro é tal qual.

  9. KIm
    sexta-feira, 26 de março de 2010 – 12:06 hs

    Acredito que o Falcirio Gomes esteja com muita raiva por ter sido demitido da PTralhas S.A.

  10. GUARDIÃO NOTURNO
    sexta-feira, 26 de março de 2010 – 14:09 hs

    ALEMÃO, concordo com você, mas acho que o CIRO a partir de agora não é mais boi de piranha, mas sim vaquinha de presépio

  11. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 26 de março de 2010 – 15:44 hs

    Esse é mais grosso do que dois elefantes se abraçando. Eleição passada fui fazer foto dele no Bacacheri tomando cafezinho. Não deixou. Mas não porisso minha mágoa. Me deu uma puta bronca. Teve sorte. Eu estava sóbrio.

  12. Divanir
    sexta-feira, 26 de março de 2010 – 18:15 hs

    Marcos Pop, o que Ciro fez, acho que qualquer brasileiro faria, pois o que ali foi cometido e por vários deputados, não se enquadra em ato ilícito e sim em imoralidade. O que tem de ser dito é que Dilma não tem prepáro algum para exercer a presidência da república, e vai comer nas mãos de Dirceu, Palocci e outros corruptos. Dái não me venham com chorumélas, afirmando que foram traídos, pois tudo que acontece de ruím neste país é por força de voto livre, escreveu não leu o pau comeu. Se vc é analfabeto, procure se informar com um parente de confiança sobre o passado e vida progressa sobre o candidato a quem deseja dar seu voto.

  13. OSSOBUCO
    sexta-feira, 26 de março de 2010 – 19:54 hs

    Considerar que um governo da Dilma ou do Serra seriam a mesma coisa – assim como consideraram que o Brasil com Lula, nestes quatro anos, é o mesmo que teria sido com 4 anos de governo de Alckmin – é não valorizar o que significa a prioridade da integração regional e das alianças com o Sul do mundo, em contraste com os Tratados de Livre Comércio – a que o governo de FHC levava o Brasil – e com as alianças prioritárias com os países do centro do capitalismo, objetivo dos tucanos.

    É não levar em conta as diferenças de enfrentamento da crise do governo FHC – de que Serra foi ministro nos dois mandatos – e a forma de enfrentá-la do governo Lula, com um papel ativo do Estado, com a diminuição e não o aumento da taxa de juros, com os aumentos salariais acima da inflação, com a rápida recuperação do nível do emprego, com a manutenção das políticas sociais.

    É não considerar as diferenças substanciais entre o Banco do Brasil comprar a Nossa Caixa, mantendo-a como banco público, evitando que um banco paulista mais fosse privatizado pelos tucanos – o Banespa foi vendido a um banco espanhol e a Nossa Caixa teria destino similar, não fosse o atuação do BB.

    Esses e outros aspectos ajudam a diferenciar e a projetar governos muito distintos no futuro – veja-se a equipe econômica do Serra, para se ter idéia, além dos ministérios que entregaria para o DEM.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*