O terrorismo chegou ao pãozinho | Fábio Campana

O terrorismo chegou
ao pãozinho

Agora o “terror” chegou ao pão nosso de cada dia. O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, classificou nesta terça-feira (9) como “terrorismo” a ameaça da indústria panificadora de aumentar o preço do pão francês por conta da elevação, para 30%, do Imposto sobre Importação do trigo vindo dos Estados Unidos.


10 comentários

  1. Jose Carlos
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 17:05 hs

    O problema não é a indústria do pão é a indústria de moagem do trigo… há mais de meio século vigora um cartório, uma reserva de mercado, uma exclusividade de importação de trigo que resiste ao tempo e está nas mãos de meia dúzia de moinhos gigantes brasileiros, que impedem o desenvolvimento do plantio do trigo nacional e fazem gato e sapato dos consumidores de trigo… como todo negócio privado neste país, nasce sempre de um cartório público, de um monopólio ou reserva de mercado… e são estes empresários que vivem falando de livre concorrência… são os coronéis do trigo…

  2. claudemir ribeiro
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 17:09 hs

    Vamos fazer igual a Grecia,ir para a rua protestar e quebrar tudo

  3. ildo baldo
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 17:47 hs

    esse povo que baixa a cabeça para americano sâo os do PSDB
    com o PT isso nâo existe quem se abaicha demais mostra o bum bum igual o FHC que nâo conseguiu a fazer nada porque foi muito banana com os americanos e o povo brasileiro pagou pela
    falta expreçâo do cardoso
    com o LULA é diferente
    escreveu nâo leu o pau comeu
    lula tá certo e quem agradece é a industria brasileira
    e ponto final

  4. O Pato Curitibano
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 18:48 hs

    Leio, releio e não acredito no que leio. O povo merece a Dilma e a Dilma merece este povo. Vamos aproveitar e não tomar mais refrigerante americano, nem usar pc com chip americano, andar de avião americano, não assistir filme americano. Na Petrobrás não se importará tubulação nem componentes. O Brasil devia também não acessar mais site americano. Vamos fazer os americanos, com aquele pibinho 13 vezes maior que o nosso se ajoelhar. Vamos peitar os americanos. Acho que assim eles vão sujar nas calças e tremer ante os bolivarianos. Haja paciência e saco.

  5. terça-feira, 9 de março de 2010 – 19:03 hs

    Se fosse só o pão nosso de cada dia . Na verdade TUDO SUBIU, TUDO.

  6. Paulo Bracatinga
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 19:31 hs

    Este Ildo Baldo é muito engraçado. Escreveu tudo errado para simular ser um petista. E se for realmente do PT, mostrou bem a cultura que têm os militantes.

    Vai ser analfabeto assim, igual ao lulla. Filho Dilma Puta

  7. adriano stankovi
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 20:47 hs

    concordo com o nosso amigo claudemir ribeiro já chega de ver essas barbarie que está acontecendo no pais e ficar quieto tá na hora de ir para a rua e quebrar tudo fazer um revolução geral.

  8. jose
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 22:48 hs

    Só pra avisar o ildo: quem aumentou a taxa de importação do trigo americano foi o governo lula…e trigo não vem da indústria, vem do campo…a indústria vai pagar mais caro pelo trigo americano porque houve frustração de safra aqui e na Argentina…

    Vai estudar mais um pouco…aliás tem um site para vc acessar:

    http://www.granma.cu/portugues/index.html

    Não esqueça de se ajoelhar antes de ler…

    Ah, parabéns: depois de muito tempo parece que vc aprendeu que escrever em caixa alta é falta de educação…

  9. Divanir
    quarta-feira, 10 de março de 2010 – 1:28 hs

    Façamos igual ao Chaves, e viveremos num país de merda igual a Venezuela. Chaves quer ser um ditador, e seu país está mergulhando na miséria. Temos sim, é que não aceitar as imposições do governo americano, no entanto temos que defender nossa tese sem entrar em atrito, pois não temos em nosso país tudo que precisamos, somos bons exportadores em matéria prima, mas não beneficiamos tudo que temos. De vagar que o jarro é de barro. Veja cuba, a merda que está por lá, tudo mundo quer fugir daquela ilha. E a política de boa vizinhança.

  10. Laertes
    quarta-feira, 10 de março de 2010 – 9:49 hs

    Agora entendo porque o Pato Curitibano é um pato!
    Que primor de argumentação!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*