MP-PR apresenta ação contra secretário que trabalha como dentista em horário de expediente | Fábio Campana

MP-PR apresenta ação contra secretário que trabalha como dentista em horário de expediente

As Promotorias de Proteção ao Patrimônio Público e de Defesa da Saúde Pública de Campo Mourão propuseram nesta segunda-feira (22) ação civil pública por ato de improbidade administrativa em face do prefeito da cidade, Nelson José Tureck, e do secretário municipal de Saúde, Paulo Adriano Davidoff. O Ministério Público sustenta que o secretário tem trabalhado como dentista, quando o cargo que ocupa exige dedicação exclusiva ao Município. Liminarmente, o MP-PR cobra o afastamento imediato de Davidoff da função pública. No mérito, a condenação dos dois requeridos por improbidade, visto que o gestor municipal seria conivente com o suposto desvio de conduta do secretário.


8 comentários

  1. Jacarezinho
    segunda-feira, 22 de março de 2010 – 15:54 hs

    …chegado numa boquinha, hein, doutor? Uma não, duas…

  2. segunda-feira, 22 de março de 2010 – 16:00 hs

    Isto sim, que é a verdadeira campanha boca de urna!!!!!!!!!!!!

  3. Igual
    segunda-feira, 22 de março de 2010 – 16:05 hs

    eeee Camourão.. sempre com este tipo de notícia!!

  4. De olho neles
    segunda-feira, 22 de março de 2010 – 16:52 hs

    Para nós aqui de C. Mourão não é novidade. O prefeito já teve três secretários de saúde afastados (Cristina Salomão, Edilson Martins e Davidoff), um procurador (Gurgel), de fiscalização (Munir, o da sacolinha da TIM), e diretores (Singer) entre outros.
    Só falta a Justiça cassar definitivamente o prefeito (TURECK), pois em primeira instância ele já está cassado e a vice (DUBAY) também está.
    Só que a justiça é lenta, mas está andando…

  5. segunda-feira, 22 de março de 2010 – 17:08 hs

    Parabéns ao Ministério Público de Campo Mourão! E, pêsamês aos prefeitos de Piraí do Sul e Castro, pois os dois municípios tem o mesmo Secretário de Esportes. mas, se o cargo exige dedicação exclusiva, entào não vejo como cumprir essa função em dois municípios. infelizmente isso é café pequeno para o prefeito de Castro!

  6. DUDA
    segunda-feira, 22 de março de 2010 – 22:32 hs

    Ridiculo o MP, entao quer dizer que secretario municipal tem que trabalhar 24horas, é obvio que a lei permite ele trabalhar, politicamente o que vale tambem é se ele é ou nao um bom secretario, cumpre ou nao cumpre suas obrigacoes, se fizer isto em 2 horas tudo bem, se fizer em 10 problema do secretario.

    Conheço Campo Mourao, este rapaz, Paulo Davidoff, ta pondo ordem na saude, é um empresario antes de mais nada, depois dentista.

    Que bom que o povo nao se pauta mais pelos outros, pois se fosse pelo MP politico nenhum prestava.

    Siga em frente Paulo, cumpra suas obrigacoes com a Saude Publica e no tempo vago trabalhe para ganhar seu ganha pao.

    Se ele se dedica ao trabalho particular, sinal que nao esta robando, senao podia ficar sussegado.

  7. Mãe Diná
    terça-feira, 23 de março de 2010 – 8:53 hs

    Alô, alô, Ministério Público!
    Em Ponta Grossa tem o caso do João Barbiero, aquele do programa da Bandeirantes. É secretário de Governo da Prefeitura Municipal. Quase não se vê o Homem lá.
    Acorda, gente!

  8. Alessandro Nascimento
    terça-feira, 23 de março de 2010 – 9:24 hs

    Ridículo é seu comentário, meu caro ou minha cara Duda. É por existirem gente como você que a política é uma sequência de escândalos. Como é que pode alguém, em sã consciência, concordar que um secretário, pago com dinheiro público para atender uma pasta importante como a Saúde, receba sem trabalhar. O cara atende em sua clínica particular em horário que deveria estar resolvendo questões ligadas a saúde pública na cidade. Sem contar que viaja constantemente para outros países, mesmo não estando em férias. Isso é um desrespeito ao dinheiro público e você ainda acha certo. Você merece mesmo um prefeito como esse, que não faz para responder processos e que só permanece no cargo por força de recurso, porque está cassado pela justiça eleitoral

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*