Maurício Requião perde mais uma na Justiça | Fábio Campana

Maurício Requião perde mais uma na Justiça

Da coluna de domingo do Celso Nascimento na Gazeta do Povo

O ex-secretário da Edu­cação e conselheiro sub judice do Tribunal de Contas Maurício Re­­quião lutou durante quase dois anos na Justiça para condenar a Gazeta do Povo e o jornalista que assina esta coluna a pagar-lhe indenização por “danos morais”. Dizia-se ofendido pelas suspeitas aqui levantadas de irregularidades na compra dos 22 mil televisores laranja pelo governo estadual. Pois Maurício Requião acaba de ser derrotado em sua pretensão.

A sentença exarada pelo juiz Paulo Tourinho, da 16.ª Vara Cível, diante das “provas, da jurisprudência e da doutrina”, considerou improcedente a ação movida por Maurício, absolveu o jornal e o jornalista e condenou o ex-secretário ao pagamento das custas processuais e dos honorários dos advogados Rodrigo Xavier Leonardo e Alexsandro Gomes de Oliveira pelo “grande zelo dedicado” à causa. A decisão é de primeira instância e, se quiser e ainda estiver seguro de suas razões, Maurício pode recorrer à instância superior.

Olho vivo

A ação do ex-secretário foi motivada por dois textos publicados nesta coluna em maio de 2008 – uma sob o título “Demons­trações da televisão eram uma farsa” e a outra intitulada “Maurício Requião vai poder assumir o mantra de Maluf”. A primeira referia-se à tentativa de engodo quanto a supostas qualidades tecnológicas dos aparelhos. E, a segunda, ao fato de o Tribunal de Contas, em estranho voto do conselheiro Artagão de Mattos Leão, ter considerado regular o processo de aquisição dos televisores.

Para entender o caso

Para quem não se lembra dos antecedentes, um resumo:

• Em dezembro de 2006, a Secretaria de Educação promoveu pregão eletrônico para comprar 22 mil televisores 29 polegadas para uso em salas de aula;

• A vencedora do pregão foi a fabricante de móveis Cequipel, maior doadora de dinheiro para financiar a campanha de reeleição do governador Roberto Requião;

• O valor total da compra foi de R$ 18,9 milhões, com preço médio por aparelho de R$ 860,00 – muito superior, como comprovou o deputado Valdir Rossoni, ao praticado nas lojas de varejo e a prazo (10 vezes sem juros) no valor de R$ 710,00 por unidade.

• Apresentados ao público como uma maravilha que revolucionaria o ensino no Paraná, os televisores apresentaram deficiências, obrigando o governo a retardar por quase um ano a sua entrega às escolas.

• Acossado pelas denúncias, Maurício Requião endereçou consulta ao Tribunal de Contas para dele receber aval quanto à regularidade da compra. O conselheiro Mattos Leão concedeu o voto de acordo com a encomenda – fato que traz à lembrança o mantra de Paulo Maluf, que, em defesa de sua honorabilidade, apresenta decisões de tribunais de contas que o absolvem.


23 comentários

  1. adriano
    domingo, 21 de março de 2010 – 13:43 hs

    Quaquaquaquá! Isso é impagável!

  2. jaferrer
    domingo, 21 de março de 2010 – 14:41 hs

    Ta ficando até monótono, esse cara só perde. Mas devemos dar um passo adiante e condenar esse pulha a devolver os recursos gastos nessa enganação. Felizmente falta pouco para o Estado do Paraná se ver livre dessa famiglia mafiosa.

  3. Alemão
    domingo, 21 de março de 2010 – 16:11 hs

    Alem das custas processuais, deveria repor aos cofres públicos o dinheiro desviado na compra das TVs.Será que algum dia veremos essa corja pagar na justiça o que fez enquanto usavam o Estado como se fosse o quintal da sua casa? Quem vai ter coragem de por essa “famiglia” atrás das grades. Acho que, nós os eleitores, não podemos deixar que a Maria-louca se eleja para o senado, e depois rezar que a caterva dos Mello e Silva expie seus pecados.

  4. jaime nativo
    domingo, 21 de março de 2010 – 16:58 hs

    parabens pela vitoria!!!a familia requiao tem que saber que o parana tem justiça,e bom pagar logo por que se recorrer perde novamente,mas eu tenho qause que certeza que ele vai recorrer,quem paga por todas estas lambanças desta familia doida somos nos trabalhadores do nosso amado parana

  5. Vigilante do Portão
    domingo, 21 de março de 2010 – 17:18 hs

    Ver os Irmãos Requião perder mais uma, NÃO TEM PREÇO. kkk

  6. Da Poltrona
    domingo, 21 de março de 2010 – 17:26 hs

    É inadmissível que o Ministério Público, que – segundo consta – abriu procedimento sobre a compra das famigeradas tv laranjas e seus pen drives, ainda não tenha dado satisfação à sociedade. Por que a tal magistratura de pé se “sentou” em cima deste caso e não é capaz de apresentar sua conclusão em face das denúncias públicas apresentadas à farta ?

  7. Borduna
    domingo, 21 de março de 2010 – 17:36 hs

    Bedm feito. É dever de jornalismo questionar os poderes constituídos

  8. Ricardo Bezerra
    domingo, 21 de março de 2010 – 19:47 hs

    Quem elaborou a ação foi o Ricardo Bezerra, por isto a derrtota! kkkk

  9. Adílio
    domingo, 21 de março de 2010 – 20:30 hs

    Tomara que esse inferno astral dure até que ele pague por todos os seus pecados contra a sociedade.

  10. Reinoldo Hey
    domingo, 21 de março de 2010 – 20:43 hs

    Esse pessoal da Gazeta do Ovo ( chocado e podre) só pode estar brincando de jornalismo.
    Semana passada, denunciou um professor ( sem nome), de uma escola pública ( sem nome) que cobrou dez centavos de uma aluna ( sem nome)…por uma fotocópia ( xerox).
    Acusou um colégio (sem nome) de desviar dinheiro da APM para o cafezinho dos professores.
    Se visitasse um dos colégios sem nome de Fazenda Rio Grande ou da periferia de S.J.dos Pinhais, veria os professores fazendo a famosa vaquinha para comprar uniforme pra aluno carente.
    E, pelo manual do bom jornalismo, ao se denunciar alguém deve-se fazer claramente e oportunizar defesa.
    Mas como a dondoca provavelmente foi empregada por outros dotes (excluindo os intelectuais), tudo ficou na lesma lerda!!!
    Está feito o desabafo.
    A propósito, meu nome é REINOLDO!!!

  11. carlos stacheski
    domingo, 21 de março de 2010 – 22:05 hs

    parabens, a corja de ladroes do |Paraná merecem esta decisao.
    tomará que o povo do paraná nao coloque o irmao “dono do poder” novamente como senador.
    alerta povao!!

    Aqui em Colombo o pessoal deles fazem e desfazem… venbham conhecer o pai do programa do loeite de colomo é o professor cezar da docu,mentação ele abusa do poder e ninguem faz nada..

    um abraço

  12. Divanir
    domingo, 21 de março de 2010 – 22:11 hs

    Se este prepotente recorrer em instância superior vai aumentar mais ainda o valor da derrota. Pena que esta verba indenizatória vai sair das costa do povo paranaense. Alguém duvida.

  13. Carlos Alberto
    domingo, 21 de março de 2010 – 22:46 hs

    Acho que agora o Maurício aprendeu: Não é atoa que há um ditado popular dizendo que “de cabeça de juíz e bumbum de criança se pode esperar tudo”.

    Não é porque nada de errado houve na compra das TVs laranja que um juíz iria condenar esses canalhas, porque, eles morrem de medo da mídia.

  14. FILET MIGNON
    domingo, 21 de março de 2010 – 22:47 hs

    Elementar meu caro WHATHSON!!!(É ASSIM MESMO QUE ESCREVE EST AMER…CADORIA?)

    Se o Metralha 3-Mauricinho ora desempregado perdeu a ação para o Jornalista, constata-se que o que o jornalista denunciou ficou comprovado, não???
    Se já está comprovado que existiram “incorreções” na aquisição das TV’S Lara ranjas, por acaso, tal julgamento, já não admitiria uma “SÚMULA VINCULANTE” par o caso?
    Não ficaria julgado a “INCORREÇÃO” cometida contra os cofres públicos?
    O Metralha 3 não teria que ter os direitos políticos cassado?
    Não teria que devolver o dinheiro fruto da “incorreção”, AOS COFRES PÚBLICOS?
    POR ACASO, CASO COMPROVADA A “INCORREÇÃO”, o réu “MASTER”, no caso, não seria o DESGOVERNADOR que autorizou a licitação, mesmo sendo ilícita?
    A última caneta usada de forma “incorreta” não foi o LEITÃO GORDINHO que vamos jantar em 03 de outubro?
    Sobraria também uma cadeia para os dois membros METRALHAS?
    Com a palavra os nobres advogados, juristas e Ministério Público do Paraná!
    Ajudem-nos a desvendar estas “incorreções”!

  15. CEP
    domingo, 21 de março de 2010 – 23:29 hs

    E quando cai a Madselva no Colégio Estadual? Ela foi a herança maldita deixada por esse governo para a educação.

  16. Cabeça de Cobra
    segunda-feira, 22 de março de 2010 – 9:20 hs

    É bom dar uma investigada na compra dos ônibus tambem!!!

  17. AMBROSIO
    segunda-feira, 22 de março de 2010 – 10:36 hs

    CEP

    Saiba que esse governo deu oq nunca o CEP havia recebido. Investiu como nunca foi visto antes.

    Veja as planilhas, de custas. Titulos e licitações… depois poste algo seu animal.

    Imbecil.

  18. Jose Carlos
    segunda-feira, 22 de março de 2010 – 10:52 hs

    Mello e Silvinha não precisa se preocupar porque o maninho logo, logo vai arranjar empreguinho no senatório pro neném não chorar… mas, se o maninho não se eleger, a coisa vai ficar preta e neném vai ter ralar o rabo nas ostras…

  19. virginia Soares
    segunda-feira, 22 de março de 2010 – 12:41 hs

    CEP
    O dinheiro do Cep é governo estadual (orçamento próprio, tirado dos projetos que beneficiavam os alunos) e especialmente do governo federal è muitaaaaa grana!. Claro que precisa de reformas mas não as custas do sacrificio de alunos e professores, que estão extunados com a aulas aos sábado até 18:20h.
    E pior ter que aguentar um pedagês de viés autoritário e fiscalizatório e não de apoio ao professor, infelizmente, como diri Rubem Alves educação se faz tb com alegri e não é o que acontece por aquelas bandas.

  20. asshi
    segunda-feira, 22 de março de 2010 – 13:04 hs

    O processo era de danos morais contra o eminente jornalista que aqui assina.
    Ele perdeu a ação que movia por danos morais. Talvez a liberdade de imprensa, sei lá. Cabe pagar as custas…
    Esta ação é parte de um todo. Com relação a tv pendrive e tantas outras ditas maracatuais cabe ao MP, que não é amiguinho do governo, muito pelo contrário, enviar ao TJ. Que por sua vez vai ficar muito feliz…

    Cabe a reflexão: Se não acusaram ainda faltam provas.
    O erro maior é fazermos do achismo verdade e agir de ma fé para com as pessoas. Se todos forem massacrados pelo achismo, não vamos precisar de direitos. E na nossa sociedade não precisando de defesa poderemos agir com as próprias mãos. E ai todos sabem no que vai dar>…..

  21. UM PORTUÁRIO
    segunda-feira, 22 de março de 2010 – 16:20 hs

    ESSE TAL DE MAURÍCIO, TEM QUE PROCESSAR O INFELIZ DO IRMÃOZINHO QUE ACABOU COM O PORTO DE PARANAGUÁ, E O ESTELIONATÁRIO QUE LÁ ESTÁ, APESAR DE QUE O ATUAL GOVERNADOR “ESTAR CARECA” DE SABER O “MALANDRO” QUE COLOCOU NO PORTO!

  22. LARA
    segunda-feira, 22 de março de 2010 – 16:50 hs

    O Paraná deve ter registrado na sua história dois homens que foram, sem dúvida, os melhores Secretários de Educação: Pastor Elias e Maurício Reguião. Quanto ao Governador Requião que muito valorizou a educação e os educadores, investiu na policia, junto com Pessuti criou vários programas sociais, dentre eles, sem dúvida, se destacam o Luz Fraterna, a Tarifa Social e o Programa do Leite das Criancas, que em Colombo atende a mais de 2.500 crianças, onde o Professor Cesar, Representante do Estado junto com o Comitê Gestor prestam um trabalho com responsabilidade e qualidade aos beneficiários de Colombo. Conheço muito bem o Maurício e o Roberto Reuqião, como também conheço o caráter e o bom serviço que prestam.
    PARABÉNS MARICIO, ROBERTO E PROFESSOR CESAR!!!
    CONTINUEM ASSIM, TRABALHANDO SEMPRE PARA O POVO QUE MAIS PRECISA DE VOCÊS.

  23. FRANCISCO
    sexta-feira, 26 de março de 2010 – 21:58 hs

    MAS QUE PENINHA …TAO BONITINHO.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*