Investigações da PF detectam 30 mil casos de corrupção | Fábio Campana

Investigações da PF detectam 30 mil casos de corrupção

Da Agência Estado

A Polícia Federal investiga 29.839 crimes contra a administração pública, aponta relatório da corporação enviado ao Ministério da Justiça e à Casa Civil. Os delitos detectados são corrupção, peculato, tráfico de influência, fraudes em licitações, emprego irregular de verbas públicas, prevaricação e concussão (extorsão praticada por funcionário público).

Os quase 30 mil inquéritos estão distribuídos pelas 27 superintendências regionais da PF. Seu objetivo é identificar fraudadores do Tesouro em oito modalidades previstas no capítulo do Código Penal que trata dos crimes contra a administração.

O acervo é relativo a investigações iniciadas, em sua grande maioria, a partir de 2003. Nesse período de sete anos, a PF deflagrou 1.023 operações, nas quais prendeu 13.024 suspeitos. O maior volume de inquéritos foi instaurado entre 2008 e 2009, quando os federais executaram 523 missões que culminaram com a prisão de 5.138 investigados, “envolvidos em vultosos desvios de recursos federais”.

O relatório da PF pede a criação e estruturação de duas divisões com atribuições específicas, uma para reprimir desvios de recursos e outra para investigar servidores e políticos envolvidos em malversação. A PF afirma que as novas divisões serão dotadas de estrutura mínima – com remanejamento de pessoal interno, praticamente sem gastos complementares – e que elas representarão “forte instrumento de combate àquilo que já se pacificou ser a principal mazela do País”.

Para incluir as divisões em seu organograma e as colocar em ação, a PF precisa que elas sejam criadas por decreto presidencial. “Teremos, assim, duas unidades especializadas para projetar, gerenciar e desenvolver ações policiais contra os crimes em prejuízo do erário cometidos por servidores públicos federais, atualmente em número de 2,112 milhões, além de particulares”, ressalta a PF.

O Sistema Nacional de Procedimentos (Sinpro) da PF indica que, dos quase 30 mil inquéritos, 13.798 apuram crime de peculato – quando o servidor se apropria de dinheiro ou bem público. Outros 3.649 se referem a prevaricação, caracterizada quando uma autoridade retarda ou deixa de praticar ato de ofício por interesse próprio. Em terceiro lugar estão os inquéritos por corrupção passiva (3.488). Para investigar fraudes em licitações há 3.292 inquéritos. A seguir estão os feitos sobre corrupção ativa (2.240). Uma estimativa dos valores desviados ainda depende do mapeamento dos inquéritos.


19 comentários

  1. Borduna
    domingo, 14 de março de 2010 – 21:01 hs

    Nesta eleição não vamos reeleger ninguém. Fora dos mesmos. Só caras novas.

  2. PABUFE
    domingo, 14 de março de 2010 – 21:06 hs

    E O LULA E O PT, ESTÃO A FAVOR DE TUDO ISSO AÍ. A CORRUPÇÃO NÃO PODE PARAR, MESMO QUE CONSTATADA, POIS A CORRUPÇÃO GERA EMPREGO.

    DISSE O LULA EM CURITIBA, QUE OBRA COM CORRUPÇÃO NÃO DEVE SER PARADA, PORQUE, SE NÃO, OS TRABALHADORES, QUE ESTÃO EMPREGADOS EM OBRA DE CORRUPÇÃO, PERDEM O EMPREGO.

    BONITINHO, O LULA, NÃO ?

    QUE PAÍS É ESTE ? É O OBA, OBA DA CORRUPÇÃO.

  3. jaferrer
    domingo, 14 de março de 2010 – 21:07 hs

    Uma pergunta: quantos desses corruptos foram julgados, devolveram o dinheiro e se encontram presos? A verdade é que estas operações resultam em enormes relatórios que expõem detalhadamente os crimes, mas que, quando chegam à esfera da justiça o resultado é, invariavelmente, a impunidade. Desse jeito essa mazela brasileira não diminui tão cedo.

  4. Curitibano
    domingo, 14 de março de 2010 – 21:23 hs

    Acharam 30 mil? Pararam de procurar?

  5. Desespero Tucano
    domingo, 14 de março de 2010 – 22:05 hs

    Pois é no gov de fhc foram 68 operações da Policia federal.

  6. antonio francisco da silva
    domingo, 14 de março de 2010 – 22:08 hs

    Um bando de frustrados sempre que se fala em corrupção quer mencionar lula eo pt.Vamos verificar as riquezas dos politicos de todos os partidos,inclusives os apelidados” pastores” e verão que o pt é de longa distancia o menos corrupto.

  7. RST
    domingo, 14 de março de 2010 – 22:12 hs

    Visitando os blogs dos amigos, li hoje o artigo “Os hipócritas subiram no telhado”, do meu amigo Miguel do Rosário.

    Eis alguns trechos do texto:

    “Os mesmos que, há pouco, bradavam contra a chaga da corrupção; os mesmos que, há dias, elogiavam a ação da Polícia Federal como uma das maiores derrotas infligidas às históricas organizações criminosas do país, agora vêm a público repercutir a estranhíssima queixa de certos setores nacionais contra os métodos da mesma PF para desbaratar as ditas quadrilhas.

    “Vejam a contradição. A PF conseguiu desbaratar as quadrilhas, que agiam há décadas, desviando bilhões dos cofres públicos, e com isso (as quadrilhas) sendo co-responsáveis pela miséria e sub-desenvolvimento da nação. E a mídia golpista agora vem lançar sombras sobre os métodos bem-sucedidos, acusando-os de lembrarem a ditadura militar, deslavada mentira. Na época da ditadura, não se prendiam corruptos. Prendiam políticos, ou subversivos, segundo o jargão do tempo. As ordens de prisão partiam diretamente do Executivo. Hoje, os métodos são aprovados pelo Judiciário. Ou seja, o Estado de Direito está preservado. Muito curioso que a mídia repercuta, acriticamente, o protesto de advogados contra a invasão de escritórios jurídicos suspeitos de corrupção. Quando a Polícia de São Paulo, por exemplo, sem nenhuma autorização judiciária, matou mais de 600 pessoas durante a guerra entre o Estado e o PCC, os mesmos advogados e a mesma mídia não acusaram nenhuma semelhança com a ditadura militar, nem repercutiram com a mesma intensidade as queixas das organizações de direitos humanos, nacionais e internacionais, contra a matança de inocentes, a maioria negros e pobres, da periferia paulista.

    “O cinismo com que a mídia, no momento, está digerindo e vomitando as notícias sobre a operação Navalha, da Polícia Federal, é algo a ser ensinado aos filhos, a ser alertado aos alunos pelos professores, a ser denunciado continuamente pela blogosfera. A tentativa de confundir o público é algo inacreditável. O governo deflagra uma das maiores operações de combate à corrupção da história do país, prendendo gente graúda que nunca antes fora sequer tocada, atingindo ministros, juízes, altos funcionários estatais e mega-empresários, e a mídia, que até há pouco se pretendia o farol da moralidade, agora não apenas se nega a louvar e apoiar publicamente as ações, como inicia uma estratégia de contra-informação incrivelmente maquiavélica, procurando associar, sempre que possível, o governo à corrupção que ele combate”.

    O restante pode ser lido no blog “Óleo do diabo”, Miguel do Rosário, crítico de arte e articulista dos bons (*)

    Aproveite a navegação, dê uma passadinha no site da Polícia Federal e leia algumas sinopses das operações realizadas nos últimos 4 anos. É instrutivo e até divertido.

    (*) http://oleododiabo.blogspot.com/

    Fernando Soares Campos

  8. rosângela
    segunda-feira, 15 de março de 2010 – 0:04 hs

    É NO TEMPO DO FHC A PF MESMO ERA TRANCAFIADA E IMPEDIDA DE INVESTIGAR. LEMBRAM DA TENTATIVA DE CRIAÇÃO DA CPI DA CORRUPÇÃO QUE NÃO DEU EM NADA POR O TUCANATO MANOBROU PARA NÃO CRIÁ-LA?
    NÃO TEVE PABUFE FALANDO NAQUELE TEMPO…

  9. azeite quente
    segunda-feira, 15 de março de 2010 – 1:07 hs

    É um número extratosférico, que causa vergonha, ainda mais quando não se aplica punições mais severas.

    A polícia federal só nos faz sentir orgulho, nem tudo está perdido.

  10. claudemir ribeiro
    segunda-feira, 15 de março de 2010 – 8:38 hs

    A PF.sabe nomes,endereço,filiação,estado civil de todos e ninguem vai preso porque será,tem gente do ministerio publico e juizes envolvidos,passem o país a limpo OUTORIDADES.que vergonha de ser brasileiro,

  11. ELOY
    segunda-feira, 15 de março de 2010 – 8:41 hs

    PT menos corruptos…. hahahahahahaha…. piada para uma manhã de segunda-feira…só pode…

    Fora PETRALHAS…

  12. SYLVIO SEBASTIANI
    segunda-feira, 15 de março de 2010 – 9:17 hs

    Destes 29.839 Inquéritos, com certeza 74 são da Assembléia Legislativa do Paraná, do “Esquema Gafanhoto”, aberto em 2008, que atingiu 27 ex-deputados estaduais e 25 deputados estaduais na ativa, com 400 gafanhotos, ou seja, funcionários com nomes ficticios, que seus salarios era depositados nas contas bancárias dos próprios deputado. O jornal Gazeta do Povo, realizou mais de 30 reportagens a respeito destes Fatos, no ano de 2008.

  13. novidades
    segunda-feira, 15 de março de 2010 – 9:53 hs

    BEM LENBRADO DO CASO GAFANHOTO ATE O PESSUTI TA NO MEIO

  14. Donizeti
    segunda-feira, 15 de março de 2010 – 10:58 hs

    Fora TUCANALHAS!

  15. OSSOBUCO
    segunda-feira, 15 de março de 2010 – 11:25 hs

    TASSO JEREISSATI NÃO CONFIA NO SERRA
    A difícil escolha do vice

    Aécio Neves tem dito aos mais próximos que quer Tasso Jereissati como vice na chapa de José Serra.
    Mas será muito difícil convencê-lo – só não se deve escrever impossível porque a palavra não existe no dicionário dos políticos.
    Nesta semana, numa conversa privada, Tasso disse que não confia em Serra.

    Por Lauro Jardim

    Se o Tasso Jereissati senador do PSDB, mesmo partido do Serra, diz que não confia no Serra, porque o povo há de confiar?

  16. segunda-feira, 15 de março de 2010 – 11:36 hs

    Com o PT no poder , o que mais poderíamos esperar ?

  17. Borduna
    segunda-feira, 15 de março de 2010 – 11:40 hs

    30.000 é ponta de iceberg. Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão, se gritar……

  18. Louise
    segunda-feira, 15 de março de 2010 – 18:37 hs

    Taí o porque não avançamos rumo ao primeiro mundo. Mas o exemplo vem de cima né?!

  19. paulo
    segunda-feira, 15 de março de 2010 – 20:24 hs

    e ainda tem pt defendendo o lula o chefe o problema q ele e cego surdo e mudo vamos vare esses pt do mapa

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*