Cenas de truculência marcam inauguração de obra por Requião | Fábio Campana

Cenas de truculência marcam inauguração de obra por Requião


De Janaina Garcia na Folha de Londrina

Empurrão de segurança, cinegrafista da imprensa oficial se esforçando para intimidar equipes de reportagem (foto), um secretário estadual revoltado com perguntas fora do protocolo de inauguração de uma obra e outro, fazendo uma espécie de ”escolta” ao governador puxando a roupa de um jornalista para encerrar as perguntas ao chefe – ironicamente, o chefe da Segurança Pública do Paraná, Luiz Fernando Delazari. Essas foram ontem algumas das cenas que, à tarde, marcaram a inauguração de uma parte do Hospital Dr Anísio Figueiredo (Hospital Zona Norte), com a presença do governador Roberto Requião (PMDB), que deixa o posto no dia 1º de abril, secretários e outros comissionados.

A reforma – assim como no Hospital Zona Sul (HZS), entregue no último dia 11 – foi anunciada por Requião em dezembro de 2005 e teve início no começo do ano seguinte, mas passou por uma série de atrasos e paralisações devido a atraso de pagamento por parte da primeira empreiteira, além de mudanças no projeto previsto.

Na inauguração de ontem, na qual foram anunciadas mudanças no ambulatório, pronto-socorro, centro cirúrgico e 65 leitos de internação – eram 46 leitos -, restou a chamada segunda fase da obra a ser entregue: prevista para julho, vai elevar o número de leitos para 130 e e disponibiizar setores de raio-x e farmácia, ainda não prontos.

Requião se irritou quando a reportagem da FOLHA o questionou sobre a solenidade para uma obra ainda não completamente finalizada – a qual não quis responder se foi ”acelerada” para que ele pudesse inaugurá-la. ”Está completamente entregue, é uma construção em duas fases e a segunda fará praticamente um novo hospital”, disse. E concluiu: ”É o fim do mundo a gente entregar um obra dessa aqui completa, o maior investimento hospitalar no mundo e ter que responder uma bobagem dessa natureza”, encerrou.

Já o secretário estadual de Obras, Julio César de Souza Araújo Filho, classificou a ”agilidade” na entrega – ele toma por base o prazo de julho próximo – da seguinte forma: ”Absolutamente que não foram aceleradas; as obras foram antecipadas porque a população de Londrina precisa delas”.

Outras duas tentativas de abordagem ao governador sobre o mesmo assunto, por dois repórteres de TV, foram reprimidas por terceiros: na primeira, o jornalista foi barrado por Delazari, que interveio com um ”chega de entrevista”, puxando o gorro da capa de chuva do profissional. Ao ver a câmera ligada, o secretário deu risada e saiu. ”Ninguém é obrigado a dar entrevista se não quer”, resmungou.

Na segunda tentativa, já na saída do hospital, outro repórter foi entrevistar o governador, sem sucesso. Foi recebido com um empurrão do segurança, que entrou calmamente no carro oficial e ainda ficou sem parte do microfone, puxada por Requião.

Após o episódio do puxão do secretário de Segurança, presenciado pela FOLHA, contudo, um cinegrafista da imprensa oficial começou a registrar as duas equipes: a do jornal e a da TV que entrevistara o governador. Após minutos de tentativa, o cinegrafista – sem identificação aparente – foi abordado pela reportagem e parou com as imagens.

Após a FOLHA entrar em contato com a Agência Estadual e com a Secretaria estadual de Comunicação e obter a reposta de que ”só segunda-feira” o secretário Benedito Pires poderia falar a respeito, ele próprio retornou a ligação. Pires disse desconhecer as tentativas de intimidação da imprensa, no evento, mas informou que analisaria o caso. ”Vou verificar, pois essa não é prática nossa, não costumamos fazer isso, nem agora e nem nunca”, garantiu.

Janaina Garcia
Reportagem Local


27 comentários

  1. bacamarte
    sábado, 27 de março de 2010 – 15:36 hs

    Graças a Deus este governo requionoide está acabando.
    Requião o bolivariano de meia pataca já concluiu e operacionalizou o hospital de Guaraqueçaba? Aquele que inexplicavelmente leva o nome do papai.

  2. SIL
    sábado, 27 de março de 2010 – 15:57 hs

    Tal como as reformas que estão acontecendo ou já aconteceram em colégios estaduais.

    Em um deles por exemplo que foi pintado ano passado está descascando, parece até desvio de dinheiro, ops, quer dizer, desperdício de dinheiro.

    Agora estão dizendo que vão reformar um dos maiores colégios do Estado, o Colégio Estadual do Paraná.

    O colégio passa por calendários “especiais”, que prejudicam (desgastam) alunos e funcionários, há quase dois anos e até agora o que se tem é uma autorização do governador (de 24 março de 2010) desta semana, para início da reforma.

    Vamos ver até quando o governador e sua parceira autoritária e arrogante, Madselva, vão desgastar os seus nomes e atormentar a vida daquelas pessoas que infelizmente precisam conviver com eles.

    FORA REQUIÃO!!!
    FORA MADSELVA!!!

  3. Geraldo
    sábado, 27 de março de 2010 – 15:58 hs

    QUE BARBARIDADE. Só espero que o Pessuti não vá querer prestigiar e manter esse Delazarento, como dizem (e espero REALMENTE) que não seja verdade, iria manter o tar de Mussi, aspone e puxa-saco de primeiríssima.

  4. VENTANIA
    sábado, 27 de março de 2010 – 16:05 hs

    Quem semeia vento colhe tempestade…ontem a noite no shcow do Diogo Portugal o REIquião levou uma baita vaia, quando anunciaram seu nome na plateia.
    Até a eleição isso vai virar uma onda que o REI terá que ter tapa-ouvidos para não ver seus timpanos rompidos das vaias que vai levar e dos votos que vão faltar.
    Gleise e Gustavo nele.

  5. Lincoln
    sábado, 27 de março de 2010 – 16:11 hs

    Estamos assistindo o MEIO do FIM do Requião!

  6. Cap. Nascimento
    sábado, 27 de março de 2010 – 16:37 hs

    Tudo normal! O nepotão de mello e silva termina o seu desgoverno como iniciou-o; dando coice.
    Ei reiquejão, falta pouco para você sair.

  7. Tina
    sábado, 27 de março de 2010 – 17:11 hs

    Tomara que não seja mentira que ele vai deixar o cargo no dia primeiro de abril , ja vai tarde !!!!!!!!

  8. Borduna
    sábado, 27 de março de 2010 – 17:43 hs

    É, mais a metade do eleitorado vai elegê-lo senador, ou não?

  9. LUIS GRINGO
    sábado, 27 de março de 2010 – 18:02 hs

    Hoje tem toque de recolher no Sitio Cercado por ameaça de vandalos do Parolin em retaliação pela morte de um bandido daquele bairro.
    Comerciantes e moradores viram refens da insegurança.
    Gostaria saber que medidas vão tomar a gloriosa PM, o secretario de segurança publica e o secretario municipal antidrogas.
    Curitiba não pode ser uma RJ, queremos trabalhar em paz e segurança.

  10. Austragésilo
    sábado, 27 de março de 2010 – 18:55 hs

    Esse é o estilo bolivariano, do qual o sr. governador se orgulha tanto. Para eles, democracia e liberdade de imprensa são lixo. Imagina essa gente no poder Central. Faria inveja à Hugo Chávez!

    A própósito: Delazari é secretário de Segurança contra a imprensa? Ou para cuidar de marginais que assolam Curitiba e de resto, o Paraná?

    E ainda: RR arrancou – e levou consigo – parte do microfone?! Ué, será que quer como recordação dos tempos de imperador do Paraná?

  11. UM DIA DE CHAVES
    sábado, 27 de março de 2010 – 19:02 hs

    A incorporação do espírito de HUGO CHAVES, é uma perturbação para o REQUIÃO, este não admite improvisos, e muito menos a DEMOCRACIA.

  12. Falcão
    sábado, 27 de março de 2010 – 21:58 hs

    O que Vcs. querem? Do mussolini (assim mesmo, com “m” minúsculo) das araucárias só se pode esperar coices e agressões, posto que se trata de uma pessoa extremamente infeliz e que seus prazeres se resumem em agredir e achincalhar todos os que estejam a sua volta. Vc., Borduna, cantou a pedra: ele vai ser muito bem votado, pois os tiranos sempre conseguem imbecilizar os pobres de espítiro.

  13. Capitão Gancho
    sábado, 27 de março de 2010 – 22:37 hs

    E aí a agenda ficou comprometida para inaugurar outro hospital sem nada dentro lá em Guaraqueçaba………..

    Toooooma!

    Parece que nem para o senado não vai dar…..

    E a maré está subindo

  14. Marmita
    sábado, 27 de março de 2010 – 22:39 hs

    Eu uma vez quase dei um porrada na cara dele, mas o maior prazer vai ser encontra-lo na rua em janeiro e dar bom dia: “Bom dia sr…gover…não – senad…não – aaah você é um cidadão comum aposentado né…”. Bjo me liga!

  15. Orionita
    sábado, 27 de março de 2010 – 22:55 hs

    Não aguentamos mais esse Requião e Delazarento.

  16. FILET MIGNON
    sábado, 27 de março de 2010 – 22:55 hs

    Pois é…. Vaticinei aqui mesmo o fim da carreira DO INSANO, NEPOTISTA, DESPOTA, IMPROBO, PUSILÂNIME, PREVARICADOR, USURPADOR….
    FELIZMENTE, PARA OS PARANAENSES DO BEM, O ENTERRO POLÍTICO DO “INSANO” dar-se-á no próximo dia 03 de outubro de 2.010, à partir das 19 horas…
    Espera-se no “guardamento” uma salva de rojões de vara, foguetes, foguetões, lágrimas… de alegria…,
    Nunca vi “velório com foguetório! Deve ser A GLÓRIA, não é mesmo?

  17. Hanibal
    domingo, 28 de março de 2010 – 3:24 hs

    Esse Requião não se emenda mesmo.
    Já não bastou a demagogia com os ônibus escolares entregues a conta gotas agora inventou de inaugurar leito por leito para ficar “palanqueando”.
    Perdeu todo o senso de ridículo.

  18. domingo, 28 de março de 2010 – 8:36 hs

    Requião acelera obra para inaugurar, e ainda assim pela metade, prepara o palco do circo às custas dos camêlos pra carregar, mas na hora do bem bom só os cumpinchas e seus cargos de confiança pra aproveitar…. isso é uma vergonha… é mesmo verdade que vivemos uma democracia?

  19. Jacarezinho
    domingo, 28 de março de 2010 – 10:02 hs

    Nunca fui neysta, mas recordo que em 63 estava no cine Palácio lá na boca quando o som anunciou a presença do então gov. Ney Braga na platéia. Todo mundo se levantou para o aplaudir. Inclusive eu, souzanavista/nelsonmaculanista.

  20. FILET MIGNON
    domingo, 28 de março de 2010 – 10:50 hs

    Pois é gente…. Não bastasse a truculência…. Os arroubos comportamentais chavistas…. A inoperância, a incompetências, as improbidades, o INSANO também se apresenta como um “subversido” à Constituição.
    Senão vejamos, (extraido da coluna ET CETERA- Fabio Campana, 28/03/2010:

    Negligência e incompetência

    O convênio recentemente firmado entre o governo do Paraná e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para prestar assessoria jurídica gratuita aos necessitados demonstra, mais uma vez, a ineficiência de Roberto Requião. A medida visa abafar uma das obrigações constitucionais não cumpridas pelo governo: a implementação de uma defensoria pública. O artigo 5º da Carta Magna brasileira, em seu inciso LXXIV, determina imperativamente que o Estado “prestará assistência jurídica integral e gratuita aos que comprovarem insuficiência de recursos”. Somente no período dos Mello e Silva, são mais de sete anos sem que o poder público cumpra a sua obrigação imposta pela lei maior do País. Consciente de sua inoperância e omissão, ao apagar das luzes, o governador em fim de mandato arrumou esse arremedo inaceitável. Estranha-se que a OAB regional caia nessa e aceite um contrato feito às escuras e sem concorrência. O valor do “negócio” é de R$ 65 milhões.
    Sempre cobramos neste BLOG a ausência completa da OAB do Paraná frente as inúmeras irregularidades descaradamente apresentadas pela imprensa, sem que, de qualquer vez, tivessemos um “pronunciamento” da OAB… Será por que? Será que já estava nos planos a contratação dos serviços sem qualquer licitação? E o Ministério Público, não vai falar nada? Nadica de nada?

    V EER RRRRR G GG G OOO NNNNHHHAAA!

  21. Vigilante do Portão
    domingo, 28 de março de 2010 – 10:56 hs

    O Dellazari é o típico Valentão de Cozinha, aparece apenas na hora em que está tudo resolvido.
    Quando a coisa pega, corre para debaixo da cama, foi assim n arebelião da penitenciária.
    o “machão” mandou prender os “perigosos” marginais que não entregaram as carteiras de motorista. Enquanto isso, os bandidos perigosos, assassinos, estupradores, traficantes, estão soltinhos.
    INCOMPETENTE, tal qual O REQUIÃO.

    P.S. Aliás, que fim levou a “grandiosa” operação para prender os motoriastas infratores?

  22. Mãe Diná
    domingo, 28 de março de 2010 – 13:31 hs

    Requião e Dellazari,
    O pijamão os espera.
    O Paraná vai ser passado a limpo.
    Nem com seguranças vocês vão poder andar por aí, com a cabeça erguida. Se passarem na minha frente vão ganhar uma baita vaia. Que sabe mais alguns palavrões.

  23. Alemão
    domingo, 28 de março de 2010 – 15:07 hs

    O microfone o reiquejão levou foi pra bater em alguem com certeza.Agora, espero realmente que o povo Paranaense de a este meliante o devido tratamento não o elegendo para o senado.Devemos nos mobilizar para que a famiglia desapareça do cenário político para evitar que no futuro tenhamos este tipo de noticias se repetindo. FORA E ADEUS PARA OS mello e silva.

  24. Duval Simões Araújo-Londrina
    domingo, 28 de março de 2010 – 16:20 hs

    Requião sai do governo numa posição difícil e melancólica. Brigado com o PT, que é dominado por PB sua mulher e seu grupo no Paraná. Brigado com Beto Richa, que seu pai foi a maior alavanca para o crescimento político de Requião no início de carreira. Tendo que dividir o eleitorado de esquerda com Gleise que vem em ascendência, tem sua candidatura ao senado bastante ameaçada. Muitos apostam que se elege senador um da esquerda com votos no centro (Gleise ou Requião) e outro da coligação de centro esquerda e direita (Ricardo Barros, F.Arns ou G.Fruet). Assim o ex-governador pode ter o final político como Nei Braga talvez o maior político da história do Paraná recente, derrotado pelo discurso e pela juventude de adversário, que depois chegou ao governo (Alvaro Dias).

  25. Alessandro T
    segunda-feira, 29 de março de 2010 – 1:38 hs

    SECRETÁRIO DE SEGURANÇA EM INAUGURAÇÃO DE HOSPITAL???
    Vai trabalhar, vagabundo!

  26. lagarto de paranagua
    segunda-feira, 29 de março de 2010 – 12:36 hs

    Delazari voce e um fracasso uma fraude um perdedor. quero saber agora que nao tem profissao e nao tem onde se agarrar OQUE FARA DA SUA MEDIOCRE VIDA!!!!! FUJA LOKOOO!!!

  27. alexandre sordi piccinin
    terça-feira, 30 de março de 2010 – 9:16 hs

    O Paraná está errado,geograficamente falando.O estado deveria fazer parte da Região Nordeste,não da Região Sul.Somos um Estado pobre,atrasado,com o sistema de educação e segurança falido.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*