Anulada novamente prova da OAB | Fábio Campana

Anulada novamente prova da OAB

Da Globo.com

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) anunciou neste domingo (7) o cancelamento das provas da segunda fase do exame de Ordem, que habilita bacharéis de direito a exercerem a advocacia. 18,7 mil candidatos devem realizar novo exame em 11 de abril.

A correção das provas havia sido suspensa na semana passada devido a suspeitas de vazamento de gabarito. Segundo o presidente da instituição, a nova prova deve custar entre R$ 400 mil e R$ 500 mil para ser realizada.


4 comentários

  1. Celso
    segunda-feira, 8 de março de 2010 – 11:29 hs

    Considerando que no dia 11 de abril haverá a prova do concurso do TRF, como a OAB se posicionará em relação a tal fato? Igonorará o outro concurso ou mudará a sua data para o domingo posterior, dia 18????

  2. Jr
    segunda-feira, 8 de março de 2010 – 17:23 hs

    Em respeito a Constituição federal, deveria anular a prova 2009.2 que foi uma verdadeira “arapuca”. E ainda o presidende da OAB tem a cara de pau de fazer comentários de contra alguns políticos, principalmente os de Brasilia (Arruda). Fora já exame da ordem (falcatrua).

  3. THEMIS
    segunda-feira, 8 de março de 2010 – 23:42 hs

    A Cespe/UnB, responsável pela aplicação do exame, já foi envolvida em vários episódios de fraude, a máfia do concurso foi revelada no Fantástico quando da fraude para o concurso de procurador da Fazenda Nacional. Na época NENHUM candidato do sul foi aprovado. Apenas alguns privilegiados com a compra do gabarito em Brasilia. Este é um caso para o Ministério Publico Federal e a Policia Federal. Vale também, lembrar do afastamento do Reitor da UNB.

  4. oldemar campos
    terça-feira, 9 de março de 2010 – 8:50 hs

    este e o Brasil, algumas pessoas estão buscando qualificação nas melhores faculdades e depois deparam com este tipo de fraude que aconteceu no ultimo resultado do exame da ordem que me parece mais uma desordem, esperamos que alguem moralize isto porque esta entidade vai perder o respeito.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*