A estranha desintonia de Ênio Verri | Fábio Campana

A estranha desintonia
de Ênio Verri

Da Josianne Ritz no Bem Paraná

O presidente estadual do PT, Ênio Verri, se enrolou todo ontem na tentativa de explicar o teor das discussões da Executiva do partido sobre o rompimento com Requião por conta dos ataques a Paulo Bernardo. Primeiro Verri disse que a legenda não estava discutindo a entrega dos cargos, nem a saída da base do governo. Questionado então sobre qual seria a discussão, alegou que se tratava do “relacionamento” com o governador. Como se o partido pudesse romper com Requião, mas não com o governo.

Enquanto Verri gaguejava, o ex-secretário geral do PT, Florisvaldo Souza, expôs com clareza a situação em seu blog. “Requião não pode ser mais candidato ao governo. Gleisi, quando candidata ao Senado, quase passou Alvaro Dias. Ela, sim, é a ameaça à candidatura Requião ao Senado”, explicou. “Feito os cálculos, o governador se bandeou pro lado dos tucanos, passou uma rasteira no deputado federal Gustavo Fruet e fechou uma aliança branca”, afirmou, acrescentando ainda que o Requião liberou os deputados para apoiar Beto Richa, em detrimento das pretensões de seu vice, Orlando Pessuti (PMDB).


7 comentários

  1. Carlos
    terça-feira, 2 de março de 2010 – 10:10 hs

    Se isto realmente acontecer o povo deve votar contra o Requião e contra o PSDB e todos os seus candidatos.

  2. VLemainski - Cascavel
    terça-feira, 2 de março de 2010 – 10:31 hs

    O PT dificilmente toma uma decisão antes de realizar 5 reuniões. É o partido das reuniões. Faz uma para marcar a data da outra….
    Quanto a aproximação do PMDB ao Beto é muito interessante ao PSDB o tempo de propaganda política, além, é claro do apoio de um partido forte ao Serra.

  3. Luis Carlos
    terça-feira, 2 de março de 2010 – 10:47 hs

    O PSDB não vai permetir que o Requião de mais uma rasteira em Gustavo Fruet, o PSDB deve isso ao Fruet, quando com o apoio dele foi definitivo a eleição do Beto em 2004, e depois sendo o Dep. Federal mais votado levando consigo alguns companheiro para Brasília. Além do mais Requião já sacaneou o Pai do Beto, várias vezes, nem um filho no mundo aceitaria isso.

  4. Pedro
    terça-feira, 2 de março de 2010 – 11:30 hs

    A Gleisi teve sorte de principiante aquela vez do Senado. E também era desconhecida, agora que é manjada não tem mais chance nenhuma.

    E essa estória de que o PSDB passou a rasteira no Gustavo é mentira, São 2 que vão se eleger, estranho o cara do PT não saber disso ainda.

    Quantos petistas será que o Enio Verri deixou no Governo???

  5. jaferrer
    terça-feira, 2 de março de 2010 – 12:36 hs

    Esse Ênio Verri é, como grande parte do PT do Paraná, um cagão. Mas também pudera, com 600 cargos, cartões corporativos, poder, percentual gordo de cada um para o partido, fica difícil mesmo largar o osso.

  6. FILET MIGNON
    terça-feira, 2 de março de 2010 – 14:29 hs

    SEMPRE É BOM LEMBRARMOS…
    odesenrolar político de bastidores no Paraná está parecendo o “BAILE DOS MACACOS NA SELVA”…
    É um segurando no rabo do outro…
    Quando a corrente quebrar, tenham certeza absoluta!
    VAI SOBRAR PRO MACACÃO INSANO… E vai ser nas urnas… Não esperamos a hora…

  7. Maria do Ingá
    terça-feira, 2 de março de 2010 – 23:00 hs

    Entao o Requiao vai se juntar ao pessoal do capital especulador que ele tanto critica? Eu disse e repito, a candidatura do Beto ja nasceu morta e somando o peso morto do El Loco foi-se de vez!

    Isso é exclente pro Osmar!

    Vamo la Osmar, quando voce assumir bote o povo do PT de lado e governe com quem lhe convier!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*