"É cadeia e rua", diz Requião sobre a paralisação da PM | Fábio Campana

“É cadeia e rua”, diz Requião sobre a paralisação da PM

Da Folha de Londrina

Nesta quinta-feira (11), o governador Roberto Requião (PMDB), que está em Londrina para inaugurar obras de ampliação do Hospital Zona Sul, ameaçou prender e demitir os policiais que participaram da paralisação: “cadeia e rua para todos os policiais envolvidos”, declarou o governador.

Ouça o que ele disse:

Ou clique aqui para baixar o arquivo em formato mp3.


15 comentários

  1. ANGELA
    sexta-feira, 12 de março de 2010 – 21:33 hs

    CADEIA E RUA PRA VOCE MAMONA E SUA FAMILIA QUE ESTAO HA ANOS MAMANDO NAS TETAS DO GOVERNO…..NEPOTISMO E O QUE ?…CADEIA E PAU …..PROMESSAS NAO CUMPRIDAS E O QUE ?….CADEIA E PAU…….LUTANDO PARA COLOCAR A BOCA DO MAURICINHO DE VOLTA NA TETA DO NOSSO DINHEIRO…..CADEIA E PAU …NEPOTISMO….CADEIA E PAU….

  2. DESMOTIVADO
    sexta-feira, 12 de março de 2010 – 22:40 hs

    Não é atoa que os policiais totalmente estressados se revoltaram com o aumento anunciado pelo Governo; pois diante da expectativa de terem seus salarios equiparados com a PMDF (a melhor renumerada do País- 4.500) resolveram diminuir para 3.500, foi a votação e aprovada. Mas Deputados do PT incluiram 04 destaques (contra tudo que foi aprovado) e quando foi marcada a data para a votação destes destaques, os mesmos Deputados do PT convenceram a todos os Líderes de Partidos que tivessem mais votações de Pecs na Camara Federal por causa do período eleitoral.Ainda temos esperanças que se conclua a aprovação da PEC300.
    E mais no Parana os PMs aguardam a PEC do subsídio que melhoraria em muito os salários e vem esta mensagem que beneficia de Cel a Cap.É de ficar maluco.
    Imaginem como está a cabeça do efetivo que é responsável pela segurança da população.
    A população Brasileira e os Paranaenses tem que ajudar com propostas sérias junto aos Politicos para que essa insegurança publica seja resolvida com a maior urgência possivel; porque senão vai ser o caus total nesse País Tropical ( que antigamente diziam que era abençoado por Deus.

  3. Renato
    sábado, 13 de março de 2010 – 0:09 hs

    Os Oficiais da PM são todos farinha do mesmo saco. Esse idiota que não é homem suficiente para subscrever o seu nome,
    deve ser “ordenança”, ou “baba-ovo”

  4. o fim do artista e a vaia !
    sábado, 13 de março de 2010 – 5:17 hs

    Parece, disseram os “palhaços”, que dia 31 vai ter foguetório e mais vaia.

  5. sábado, 13 de março de 2010 – 11:10 hs

    LEI Nº 12.191, DE 13 DE JANEIRO DE 2010

    Concede anistia a policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte, Bahia, Roraima, Tocantins, Pernambuco, Mato Grosso, Ceará, Santa Catarina e Distrito Federal punidos por participar de movimentos reivindicatórios.

    O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

    Art. 1º É concedida anistia a policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte, Bahia, Roraima, Tocantins, Pernambuco, Mato Grosso, Ceará, Santa Catarina e Distrito Federal punidos por participar de movimentos reivindicatórios.

    Art. 2º É concedida anistia aos policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte, Bahia, Roraima, Tocantins, Pernambuco, Mato Grosso, Ceará, Santa Catarina e Distrito Federal punidos por participar de movimentos reivindicatórios por melhorias de vencimentos e de condições de trabalho ocorridos entre o primeiro semestre de 1997 e a publicação desta Lei.

    Art. 3º A anistia de que trata esta Lei abrange os crimes definidos no Decreto-Lei nº 1.001, de 21 de outubro de 1969 (Código Penal Militar), e as infrações disciplinares conexas, não incluindo os crimes definidos no Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), e nas leis penais especiais.

    Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

    Brasília, 13 de janeiro de 2010; 189º da Independência e 122º da República.

    LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA

    Luiz Paulo Teles Ferreira Barreto

    Fernando Luiz Albuquerque Faria

  6. PM estressado
    sábado, 13 de março de 2010 – 15:03 hs

    As Policias de todo o País estavam tranquilas e acostumadas com seus baixos salários, foi então que descobriu-se que em Brasilia a Policia Militar é a mais bem paga do País. Não podia ser diferente, como temos as mesmas funções teríamos que procurar meios para obter a igualdade; foi assim que começou a luta pela PEC300.
    Não sei o motivo, mas a PMDF continuou sendo agraciada com mais aumentos salariais e a distância entre a co-irmã foi aumentando cada vez mais;achamos injustiça por parte do Governo Federal e dos Governos Estaduais, por não terem interesse em contemplar suas Corporações até igualar com o Distrito Federal, fazendo assim justiça.
    Em todas as classes, tanto trabalhista como politica existe um piso ou teto salarial para funçoes iguais a ser respeitado, pois, caso contrário os prejudicados pela diferenciação irão procurar meios para conseguir a igualdade de salários.
    Então, porque nas Policias Militares do País não pode haver essa igualdade salarial e respeito pelo seu trabalho?
    Em minha casa sou respeitado pelos meus filhos, pois os trato sempre com a igualdade que eles merecem; pois se eu não tivesse essa conduta, certamente eles estariam em conflito entre sí e eu não teria o dominio e respeito no meu lar.
    O que aconteceu no Paraná, foi a longa espera por salários dignos;e cogitada a transformação dos salarios em subsídio, o que iria melhorar em muito os salário dos praças. Mas veio então a mensagem de aumento salarial, uma proposta com quatro itens que não trouxe nenhuma urgência e sim a promessa que a longo prazo e dependendo da arrecadação do Estado os salários iriam melhorar. O que era de se esperar; Policiais já estressados com os últimos acontecimentos em Brasilia, recebem a notícia dessa mensagem salarial que não resolve com rapidez a situação lastimavel em que se encontram fazem o que fizeram pra chamar a atenção dos políticos,da midia e da população para numa última esperança terem seus valores reconhecidos e conseguirem a igualdade e a dignidade que lhes é devida.
    Se os PMs que fizeram esta mobilização forem punidos conforme declaração do Governador do Paraná, sugiro a inclusao da Policia Militar do Parana na Lei 12.191, de 13 de janeiro de 2010, com a finalidade de defende-los.
    A Pec300 é sem duvida a grande esperança para que os Policiais tenham a sua dignidade e respeito confirmadas na Constituição Federal.

  7. Jonas
    sábado, 13 de março de 2010 – 23:05 hs

    FORA REQUIÃO

    VAMOS COMEÇAR UMA CAMPANHA CONTRA O CANDIDATO A SENADOR PELO PARANÁ… FORA REQUIAO…

    JA ESQUECERAM QUE O CEL ANSELMO CHEGOU A CORONEL EM CINCO ANOS, DEBAIXO DA ASA DA GALINHA MÃE REQUIÃO? E AGORA SE APOSENTA COM UM PSEUDO CANCER E JA GANHA UM CARGO COMISSIONADO NO GOVERNO… CADEIA E RUA PRO REQUIÃO VELHO LOUCO E SEU CRIAME DE PUXA SACOS DO CANGUIRI… QUE ELE NÃO SEJA ELEITO E RESPONDA NA JUSTIÇA PELOS DIVERSOS PROCESSOS QUE SÓ AGUARDAM O DUCE (OU CANDIDATO A CHAVES) SAIR DO GOVERNO… CADEIA NELE…
    ABRAÇOS
    JONAS

  8. Sangue Azul
    domingo, 14 de março de 2010 – 17:06 hs

    Pracinha que sabe seu lugar, provavelmente você é mais um daqueles que fiqua pelos cantos reclamando da vida, sem ter coragem de enfrentá-la. Aquele que não luta pelos seus direitos, não merece tê-los. A luta por melhorias salariais é muito justa. O policial deve ser valorizado, principalmente aquele que coloca a sua vida em risco. Qual o mérito daquele que fica atrás de uma mesa?

  9. Praças enganados.
    domingo, 14 de março de 2010 – 21:09 hs

    Renato,

    Oficiais na sua visão são farinhas do mesmo saco,e vc?? Um praça (com todo respeito aos demais), faz o que pela sua função, faz o que para contribuir? Faz paralisação? Não ta feliz, vai embora! Isso serve para os demais insatisfeitos, se é um local tão ruim pra trablhar, se não é digno e por ai vai – é fácil, é só ir embora, acaba o sofrimento, acaba a revolta, acaba a falta de apoio e dignidade. Crie vergonha.

  10. marcelinho
    segunda-feira, 15 de março de 2010 – 12:50 hs

    Esse “pracinha que sabe o seu lugar” deve ser um “M” que fica atrás de uma mesa, apertando o botão do fax que o outro “M” não consegue… depois vai pro banheiro, tira a farda, deixa a arma, coloca um bigode e vai pra casa olhando para os lados. Covarde

  11. SABER VOTAR
    segunda-feira, 15 de março de 2010 – 17:16 hs

    BEM FEITO PRA VOCES PMS E CIVIS QUE VOTARAO PARA ESSE HOMEM DA PEDRA…AGORA COMAM BOLA E MAMONA, ACREDITARAO NAS PROMESSAS…BEM FEITO. TOMEM GARDENAL QUE E A UNICA SOLUÇAO.

  12. junior
    terça-feira, 16 de março de 2010 – 0:55 hs

    o cara que escreveu que o cel. fazem operações, vc tá louco companheiro, nunca vi este coroneis na rua, está operações, tem algum resultado, acho que não, acho que vc está totalmente fora da realidade, pegam um monte de tonto dos escritórios, que não conhece a aérea, e ficam que nem baratas, agora coronel na rua na madruga, isto nunca vi até hoje acorda

  13. Pra vc Junior!
    terça-feira, 16 de março de 2010 – 12:56 hs

    Junior,

    Acho que vc anda desatualizado – primeiro não disse todos, nem os defendo, só acho que o que é certo é certo e os bons não devem pagar pelos maus. Assim como temso companheiros praças bons, temso os que mancham, e nós pagamso por estes. Em relação aos coronéis na rua, refiro-me a principalmente o Cel Farias – posso dizer porque presenciei, encontrei ele na rua na sexta-feira as 00:30, no sábado companheiros me informaram que ele passou em algumas unidades, e no domingo ele estava acompanhando a situação no COPOM. Lógico que é de se duvidar, se me contasse talvez não acreditaria, mas eu vi. É fácil tirar a dúvida, pergunte ao pessoal, pergunte ao chefe de operações e pessoal do COPOM. Não digo que está lá correndo atrás de bandido, mas ao menos está presenciando o que ocorre, acompanhando os companheiros de farda. Se tem resultado não sei, mas pelo menos existe a tentaiva de mudança de realidade. Quanto aos demais coronéis, digo que já vi o Cel Rodrigo nessa operação cid segura, aos demais sem dúvidas não presenciam. Levanto apena so fato: A obrigação de acompanhar e estar na rua é do Cel Costa, porém esse se omite, ao contrário vejo ao menos uma preocupação do Cel Farias e Rodrigo em vivenciar e entrender um pouco a situação, poderia se rmelhor, sem dúvida, mas sem começo não há mudança, que bom que ao menos eles fazem. Saudações Junior.

  14. cobrakan
    sábado, 7 de agosto de 2010 – 1:37 hs

    esse requião devia levar uma rajada de metralhadora da PMPR!!

  15. jorge
    terça-feira, 19 de outubro de 2010 – 14:43 hs

    REQUIÃO É O CARA
    NOSSO SENADOR

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*