Tucanos marcam o dia 22 para escolher candidato | Fábio Campana

Tucanos marcam o dia 22 para escolher candidato

O PSDB nativo reuniu-se hoje, à noite, em Curitiba e decidiu marcar a data de 22 de fevereiro, primeira segunda-feira depois do carnaval, para fazer a indicação do candidato do partido a governador.

Essa indicação será levada à convenção em junho, garante Valdir Rossoni.

Não há mais dúvida. Os integrantes do PSDB estadual querem como candidato o prefeito Beto Richa.

Enquanto isso, a direção nacional trata com Alvaro Dias e Beto Richa um acordo para estabelecer o consenso e evitar confrontos desnecessários. Até sexta-feira terá o resultado.


4 comentários

  1. Eduardo B
    quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010 – 17:46 hs

    Essa Salete sempre fala besteira aí…é a famosa “Cavaleira do Apocalise”. Só que deve ser tão feia que o melhor seria “Dragão do Apocalipse”.

  2. José Martins
    quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010 – 18:04 hs

    Me desculpe flar de novo dona salete mas acho que a senhora deve estar trabalhando para as empresas de onibus

    quem mais que teria interesse em subir a passagem

    em casa tenho eu e tres filhos q usam onibus

    ninguem q eu falei no meu bairro disse q o Beto vai subir a passagem

    sera q a senhora é desses arruda lá de brasilia que so querem o mal do povo?

  3. NQ
    quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010 – 20:11 hs

    ESSE ROSSONI, SO ATRAPALHA.CAI FORA MANÉEEEEEEEE

  4. joão
    sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010 – 9:37 hs

    Caro redator. As lideranças nacionais do PSDB estão brincando com fogo e entregarão o BRASIL para o PT governar com a DILMA, mensaleiros e os aloprados por mais 08 anos. As lideranças nacionais do PSDB estão de salto alto, e serão responsabilizados no decorrer da historia pela infeliz ação de não tomarem as redeas do processo politico nas mãos. As lideranças do PSDB do PARANÁ são provincianos, e apenas aguardam as ordens da metropole. As lideranças estaduais são todos colonizados, estão disputando as migalhas da mesa da corte. O eleitor e o cidadão paranaense estão envergonhados com essa situação mediocre pois percebem a ausencia total de lideres com estatura de estadista para nos conduzir. O setor rural que produz 25,0% da safra de grãos do BRASIL não pode ficar a merce dessa turba nos dias de hoje, tentando competir com o mundo. O momento está propício para um aventureiro. Os politicos atuais são frouxos e não percebem que estão sendo conduzidos dentro do processo maior. O PARANÁ NÃO MERECE ISSO, NÃO É COLONIA. Atenciosamente.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*