Três razões para os maus bofes de Requião | Fábio Campana

Três razões para os maus bofes de Requião

Requião encerrou seu périplo em Brasília de péssimo humor. Um deputado federal do PMDB explicou a este blog as razões principais, excluídas as domésticas e de ordem médica, para os maus bofes do Duce do Canguiri. Aí vão:

1 – A conversa com Michel Temer, presidente nacional do PMDB, arrasou qualquer veleidade de Requião continuar com a sua campanha presidencial ou de pretender a vice de Dilma Rousseff. Temer informou-o que a vice de Dilma tem dono e é o próprio Temer. Qualquer outra aventura na área será derrotada.

2 – No encontro com a moçada da bancada federal de deputados do PMDB do Paraná, Requião teve a ingrata surpresa de perceber que ninguém ali está disposto a seguir seus passos. Os deputados disseram a ele que não pretendem apoiar Orlando Pessuti para governador e a maioria confessa que vai de Beto Richa.

3 – Ainda em Brasília, Requião ficou sabendo que seu desafeto o ministro Paulo Bernardo conversa com desenvoltura com o vice Pessuti e que o troco de Bernardo será em cima do porto de Paranaguá, concessão federal ao estado do Paraná, onde o irmão de Requião reinou por muito tempo e deixou pegadas. Ora, pois, uma auditoria federal no porto pode encerrar o período Requião no Paraná com as vaias do descrédito popular.


14 comentários

  1. GIL SOUZA
    quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 – 13:49 hs

    DEMOROU PARA O GOV. FEDERAL ABRIR OS OLHOS NO PORTO DE PARANAGUÁ. E SERÁ QUE ALGUÉM TEM DÚVIDA QUE O REQUIÃO FICARÁ FALANDO SOZINHO……..

  2. Azeite quente
    quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 – 14:03 hs

    O irmão de requião desesperadamente será eleito deputado federal, e obterá foro privilegiado, e tudo terminará amigável. Os tigres procuram ocupar espaços territoriais e manterem as benesses do poder público.

    2 O poder judiciário conseguiu perpetuar o tal do FUNREJUS, por isso que lá jorra dinheiro. moralize já.

    3. Em Mato grosso desviaram R$ 1,5 milhões, os magistrados como pena foram aposentados… é mole ou quer mais. Isso é Brasil.

    4. Derrepende a OAB Nacional, retroage não aceitando mais a intervenção federal no governo do distrito federal, será que houve alguma pressão $$$$????

  3. Junior Albuquerque
    quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 – 14:11 hs

    O Requião não apóia nem Pessuti para o governo, quer usá-lo como moeda de troca! Vai ter troco!!!!

  4. Dagmar Servia
    quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 – 15:02 hs

    Se o item três for verdade, teremos a partir daí a família Requião pagando pelos inúmeros desastres causados ao Estado do Paraná.
    Tomara possa estar vivo para presenciar essa derrocada.

  5. quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 – 15:08 hs

    É imprescionante que algo errado em determinado setor só aparece quando os interesses de alguém é afetado.

    O Porto de Paranaguá merece uma auditoria sim, e urgente, assim como a questão levantada pelo Excelentíssimo Governador também merece uma auditoria.

  6. Paulo de Curitiba
    quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 – 15:26 hs

    Pobre Requião! Fim da linha para o seu reinado de terror, porém estou triste, pois a gentalha sem educação vai elegê-lo senador.
    Mas dos males o menor. Ele vai morar em Brasília! Viva!

  7. Samuel Sobral
    quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 – 15:30 hs

    Provavelmente nunca saberemos os reais motivos que movimentam essas personalidades políticas, evidentemente, neste cenário que eles montam para iludir e sofismar a crença em seus votos.
    A qualidade da democracia depende mais dos elitores do que seus representantes eleitos. Pode parecer premissa apenas teórica esta afirmação, mas é o que se constata, especialmente quando se examina com isenção esse teatro de angústias que ousamos montar delegando a homens como o da Mamona, ultimamente “Madona”, para fazer por nós algo que nem sabemos se queremos……..
    Vale lembrar Albert Einstein: “Quando fazemos sempre a mesma coisa, os resultados serão sempre os mesmos”……. Ou queremos mudar se não somos capazes de mudar os nossos votos ?
    Pelo sim ou pelo não, haja mamona para e seus caroços a iluminar a mente daqueles que nos representam.

  8. Juquinha
    quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 – 16:11 hs

    hahahahahahahahaha
    Como dizia minha falecida avó “a lingua é o chicote da b.”
    E pelo jeito a avó do governador Mello e Silva não disse isso para ele.
    E ir atrás do Porto de Paranaguá vai achar muita coisa.

  9. MUTUKA
    quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 – 17:13 hs

    E Bob Req precisa de razão para ficar de maus bofes?
    Depende apenas de como acorda.

  10. Geraldo Medeiros
    quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 – 17:25 hs

    requião renuncia dia 31/3 (dia do golpe), 1/4 (dia da mentira), 2/4 (sexta da Paixão), 3/4 (Aleluia!) ou 4/4 (dia do coelhinho)? Apostas…

  11. Guto Junior
    quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 – 22:31 hs

    Quem tem “rabo de palha”, não toca fogo nos outros. Com a
    palabra o Sr. Eduardo…!

  12. Parnanguarinha
    quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 – 23:10 hs

    Quero encontrar o pessoal da auditoria do Porto.

    Aproveitem e dêem um pulinho no Detran de Paranaguá.

    Aquele chefe, que toda hora é encontrado caindo de bêbado nas festas do Parque São João, adora proteger uns camaradas ruins e perseguir gente boa.

    Tem até dono de auto escola que toca o carro da auto escola em cima de oficial de justiça e o chefe não faz nada!

    Encontrar carro de auto escola de Paranaguá fazendo peripécias e dono de auto escola pagando festa para o chefe do Detran é moleza.

  13. UM PORTUÁRIO
    sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 3:00 hs

    A principal auditoria no Porto de Paranaguá, é descobrir como o atual governador, nomeou o atual “Superintendente”, que é conhecido como DANIEL FIÉL DE SOUZA – naturalmente, por ter ficado de fiél de alguma mercadoria – e que já esteve até preso na Delegacia de Polícia de Paranaguá, talvez, por não ter sido tão fiél assim!

  14. Ding Ling
    sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 7:41 hs

    Um governo desgovernado, só poderia dar nisso:
    Solidão…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*