Quatro pesquisas a caminho no Paraná | Fábio Campana

Quatro pesquisas a caminho no Paraná

De quinta-feira a domingo devem ser divulgadas quatro pesquisas sobre a corrida eleitoral no Paraná registradas no TRE.

São elas: IPESPE, IBOPE, Vox Populi e Radar.

Cabe a pergunta: poderão as quatro pesquisas mostrar cenários diferentes se foram feitas na mesma época?


12 comentários

  1. pesquisa mandrake
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 15:15 hs

    Não poderia. masssssssssss te trantando de quem manda fazer, pode.!!!!
    O fatos mostram isso. A IPESPE , quem é mesmo que manda fazer?

  2. Borduna
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 15:27 hs

    A resposta à pergunta acima, é sim. Pois, é exatamente por isso que são feitas várias pesquisas ao mesmo tempo. Não é pra esclarecer, mas, é pra confundir. Afinal, é pesquisa eleitoral e os “bois precisam voar”…..

  3. Xisburgue
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 15:41 hs

    Ipespe: Sem comentários
    Vox Populi: Será que vão escrever BDSP – AHCIR OTEB na cédula igual fizeram com José serra??? de qqr forma, pesquisa duvidosa.
    IBOPE: Deverá ser a mais próxima da realidade
    Radar: essa nao consta no meu radar de institutos…

  4. quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 16:00 hs

    Sim, podem ter resultados diferentes: Depende do campo(cidades sorteadas) da formulação das perguntas e da FORMA que são questionadas.

  5. souza naves
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 16:08 hs

    se essas pesquisas forem corretas, teremos beto richa disparado na frente em todas elas com certeza. fora isso e´ td bobage…..dalhe beto richa

  6. pedro
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 16:34 hs

    pesquisa nesta epoca e bom para analise interno dos partidos, as que são divulgadas serven a propositos de quem tem dinheiro ou seja quem esta no poder e paga com recurso publico desconfie do resultado basta lebrar as do PR em 2006 parecia que o req ia ser candidato unico e so ganhou devido a manipulação dos resultados se não fose a manipulação das mesmas o PR teria outro GV.

  7. Lustosa
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 16:45 hs

    Fábio, tudo depende da “base pesquisada”. Aí é que mora o perigo, ou, digo melhor, a malandragem. É só o “canditado contratante do instituto” determinar como “base”, municípios – e destes os bairros – onde tem uma base confiável, que está feito o jogo do resultado favorável.

  8. manasses
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 18:15 hs

    pq tá preocupado? Qto mais caro for, mais $$ vc vai ganhar…

  9. Incrédulo
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 21:24 hs

    Se for em Gorpinha dos Porungais de São João Maria, o rebento mais novo do coronel principal e alcaide mor da referida localidade será eleito para deputado, federal ou estadual ou senador ou governador ou se bobear dá uma rasteira na Fiona e lhe toma a presidência e quem ousar não votar no rebentinho do alcaide, será vítima do primogênito, que com seu possante preto blindado, recheado de air bags, trafegará por sobre os pobres súditos do feudo de gorpinha dos porungais de são joão maria.

  10. Wilson
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 23:20 hs

    Estes tal do IPESPE não é o antigo Instituto Gepeto?

  11. Prof João Pedro
    quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010 – 11:50 hs

    Ipespe: que instituto é esse que nen o Husky Siberiano conhece
    Vox Populi: esse intituto é serio quem pagar mais e a vista recebera maior popularidade seja rapido Alvaro
    IBOPE: esse é que nen a escolinha do gardenal so os pucha saco acreditam, participam e assistem ao reprize e forçam os parentes a dar ibope
    Radar: esse com serteza vai favorecer o beto BBB pois o radar é que da lucro diario liquido e serto de todo os motoristas Curitibanos distraidos.
    Pra responder sua pergunta Fabio é so aguardar o resultado..

  12. jose
    quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010 – 13:36 hs

    No blog do CH, de hoje:

    Pesquisa dá peso maior a municípios remotos e ‘bolseiros’

    A pesquisa CNT/Sensus, indicando “empate técnico” entre José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), deu peso expressivo, nas entrevistas, a municípios remotos alvos de programas assistencialistas de Lula, como o Bolsa-Família. O Sensus informou ao TSE que no Rio Grande do Norte, por exemplo, ouviu 9 pessoas em Natal (508 mil eleitores), onde o PT perdeu em 2008, e 13 em Sítio Novo (4 mil eleitores, 803 bolsas).

    Exemplo típico

    Em Santa Catarina, o Sensus entrevistou apenas 4 pessoas na capital, Florianópolis (306 mil eleitores), e 13 em Guaraciaba (7,7 mil eleitores).

    Outro caso

    O Sensus ouviu apenas 4 pessoas na capital capixaba, Vitória (245 mil eleitores), e 17 em Venda Nova do Imigrante (14 mil eleitores).

    Ah, bom

    Ricardo Guedes, do Sensus, explica que todos os institutos usam a técnica “PPT” (Probabilidade Proporcional ao Tamanho) de municípios.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*