PT rejeita emenda que incluía PMDB em texto oficial | Fábio Campana

PT rejeita emenda que incluía PMDB em texto oficial

De Josias de Souza na Folha Online

Diz-se que o casamento do PT com o PMDB sai em junho. Coisa sem volta.

Noivos escolhidos. Acordo pré-nupcial firmado. Proclamas na praça. É batata, como se diz.

Não será propriamente um matrimônio, mas um patrimônio.

Dito de outro modo: será uma união de interesses 100% financiada pelo déficit público.

Pois bem, reunido em seu 4º Congresso, o PT levou a voto as diretrizes para o funcionamento da casa sob Dilma.

Discute daqui, confabula dali, José Genoino propôs uma emenda.

Queria injetar no texto o PMDB de Temer, o suposto noivo.

Nada demais. O deputado apenas pedia que fosse explicitado que a aliança prioritária do PT é com o PMDB.

Submetida à deliberação dos cerca de 1.350 petês presentes ao encontro, a emenda Genoíno foi rejeitada.

Manteve-se o texto original, que realça a seguinte prioridade: o PT deve “fortalecer um bloco de esquerda e progressista, amparado nos movimentos sociais”.

Vale a pena repetir: “Bloco de esquerda e progressista”. Beleza. Alguém poderia perguntar: E onde é que entra o PMDB de Sarney, Renan, Jader e Cia.?

É como se o PT, antes mesmo de casar, já informasse ao PMDB: “Nossa felicidade conjungal, se existir, será extraconjugal. E vê se não chateia”.

Mais um pouco e Dilma Rousseff vai ao palanque com um Michel Temer de capuz. O PT quer casar, não há dúvida.

Mas não aceita que o casamento com o PMDB lhe imponha nada além de grilhões de barbante.


4 comentários

  1. UJS
    sábado, 20 de fevereiro de 2010 – 15:06 hs

    Viva ao PT é isso mesmo, esse pmdb é uma avalanche de gente interessera

  2. joão
    sábado, 20 de fevereiro de 2010 – 16:49 hs

    Caro redator. Os filiados peemedebistas foram literalmente rifados. Ficaram no processo os grandes caciques do PMDB, comandados pelo Temer, Sarnei, Renan e Jader. As lideranças menores do partido PMDB, aquele partido que foi esteio, resistencia a ditadura, aquele que pos a cara a bater foi literalmente rejeitado pelos petistas. A partir de hoje os peemedebistas são a mala que os petistas deverão carregar nesse processo eleitoral, e se servirem serão utilizados no próximo governo. Sempre haverá espaço para mais um colaborador exemplar. Atenciosamente.

  3. Pé Vermelho
    sábado, 20 de fevereiro de 2010 – 21:10 hs

    Virou pó de traque o PMDB. Os decentes – existem e muitos, fazem o quê que ainda continuam? Fosse eu um dêles, sei lá o que diria em casa, afinal a mulher vai ao salão, à feira, à igreja, ao trabalho, os filhos à escola, ao shopping. Falar o quê pro barbeiro, pro garçom do boteco, pro flanelinha, pro caixa do banco, pro mecânico. É phoda hein?

  4. oi coitado
    sábado, 20 de fevereiro de 2010 – 23:45 hs

    esses cacique so levam a sigra

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*