Professores estaduais anunciam paralisação | Fábio Campana

Professores estaduais anunciam paralisação


De Leonardo Coleto no Paraná Online

Professores e servidores da rede estadual de ensino farão uma paralisação no próximo dia 16 de março, seguindo a decisão de parada nacional tomada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). Depois disso, no dia 27 de março, os educadores farão uma nova assembleia onde avaliarão os resultados das negociações com o governo do Paraná após a paralisação do dia 16. A decisão foi tomada ontem, em uma assembleia com aproximadamente 500 servidores dos 29 núcleos de todo o Estado, em Curitiba.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato), Marlei Fernandes de Carvalho, a razão dessa movimentação é a campanha salarial de 2010. “Essa foi a primeira assembleia estadual da APP em 2010. Apresentamos aos professores e servidores as propostas discutidas dias anteriores com a Seed (Secretaria de Estado da Educação)”, disse a presidente.

Dentro da campanha salarial discutida ontem, Carvalho apontou pontos nos quais a categoria está insatisfeita. “Temos questões específicas, que envolvem a equiparação salarial de 25,97% e o chamamento de pelo menos 2.159 professores aprovados em concurso, mas que ainda não foram nomeados. Além disso, pedimos melhorias no sistema de saúde dos servidores e também a redução do número de alunos por sala de aula”, afirmou Carvalho. Em média, o professor hoje tem 50 alunos em sala, enquanto o ideal apontado pelo APP-Sindicato seria de 20.
Atualmente, o salário de um professor que começa trabalhando 40 horas semanais é de R$ 1.475,90 mais o auxílio transporte de R$ 430,56. “De um agente profissional, cargo em que também é exigido ensino superior, o piso é de R$ 2.401,57. Essa disparidade justifica os 25,97% de equiparação”, afirmou.

Outro ponto criticado pelos professores é a precária situação de algumas escolas do Paraná, fato que acaba prejudicando a saúde dos servidores. “Tivemos alguns colégios reformados, mas muitas escolas pelo Estado deixam a desejar. A falta de equipamentos, estrutura e até mesmo segurança prejudica o ensino. São fatores que desgastam muito o professor, o que nos leva a outro item da pauta de reivindicações: a saúde”, relacionou o professor de geografia do Colégio Estadual Senador Atílio Fontana, em Toledo, oeste do Paraná, João Batista de Souza. De acordo com ele, o Sistema de Assistência à Saúde (SAS) não cobre problemas de saúde frequentes dos professores. “Não temos atendimento para depressão e problemas fonoaudiólogos” citou.


22 comentários

  1. Luiz
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 11:18 hs

    Sugiro ao Governo que só conceda aumento salarial depois que os professores parem de “empurrar” os alunos para as séries seguintes.

  2. Bob Leal
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 11:19 hs

    O Requião agora (ou nunca) demonstrará que é um político democrático e que acredita efetivamente em políticas públicas dirigidas aos que mais precisam e Educação e Saúde são os pilares de uma sociedade Justa e Fraterna!
    Dá-lhe Requião!

  3. Solidário
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 11:31 hs

    É preciso em repensar sobre o poderio da greve. Quem sabe uma justa greve reinvidicada ao rei “O pedágio abaixo ou acaba” alcançe melhores resultados, juntando a outras categorias: Polícia, Fiscalização, Saúde … Parada geral. A união faz a força.
    Com todo respeito ao contrário.

  4. CLOVIS PENA -
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 13:49 hs

    Seria bom consultar os tucanos, para saber como segurar este movimento. Assim, até o final do ano veremos umas 10 reuniões deliberativas e agendamento de outras tantas para o ano próximo.
    Sem contar as tentativas de embargos, etc.

  5. domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 15:52 hs

    LUIZ nas escolas estão se encontrando todas as mazelas humanas.A vítima de abusos,do tráfico,de pais irresponsáveis,da pobreza , da violência e tudo mais de ruim que existe no mundo muitas vezes têm na escola a única referência de alguém que olha para ela,e algumas vezes que também não olha.Esse assunto foi banalizado pela mídia nesse começo de ano.Te pergunto.Você acha que depois de tudo o que passa fora da escola a quem faz bem um menino fazer 4 vezes a 5ª série ? Com o rigor pregado por vcs que não são da educação vc gostaria de ter a sua filha de 10 anos na mesma sala desse menino com 15 ou 16 anos?Vc tem idéia de quantos alunos simplesmente não conseguem aprender?Nesse blog e no Brasil, de maneira geral muitas pessoas opinam sem ter estudado devidamente os problemas.Que soluções vc aponta para esses casos?Vcs não tem idéia do que aconteceria com as escolas se fizessem o que vcs estão querendo.Já te adianto que vc não vai a lugar nenhum se achar que a solução está simplesmente dentro da escola.

  6. Leco
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 16:26 hs

    E as Tvs Laranjas não eram os revolucionários instrumentos pedagógicos?

  7. Professor
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 19:35 hs

    Quem empurra os alunos é a SEED, que aceita os recuros dos que foram reporvados; que ameaça convocar o professor nas férias; que faz reuniões dizendo que esse ano não reprova ninguém e assim por diante.
    Pela valorização do professor, a greve!

  8. j.k.lott
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 20:20 hs

    O Álvaro deu uma surra neles e elegeu seu sucessor, Requião. Estamos no terceiro mandato do Requião com o apoio da APP, professor não aprende nunca !!!

  9. PDE-Pr Não PAGA
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 20:30 hs

    Professores aqui da capital e também do interior não receberam as aulas ministras em julho/09 para capacitar professores nesse Programa de Desenvolvimento Educacional-PDE . É um empurra empurra, e ninguém resolve o pagamento. Poderia nos ajudar Fábio Campana? Em média de 80horas foram ministradas por professor e ninguém assume o pagamento, os professores não fizeram doação, nós queremos R E C E B E R pelo trabalho efetuado.

  10. FILET MIGNON
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 21:45 hs

    Desejar o que deste DESGOVERNO?
    O que se pode esperar de um INSANO, senão INSANIDADE!

  11. Professor!
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 21:53 hs

    Sou professor da rede pública e digo a vocês:
    – O Ensino precisa melhorar e muito!
    – As Escolas precisam melhorar e muito!
    – Os salários idem!
    Mas:
    – A família precisa melhorar e muito!
    – Os alunos, que vem das famílias, precisam querer estudar e essa falta de perspecticva vem de famílias mal estruturadas e sociedades mal estruturadas.
    – Colocar a culpa única e exclusivamente no educador que os recebe é um erro tão grande quanto querer fazer greve nesse momento.
    – Lá no ECA tem um trechinho que diz de quem é, por ordem a educação e a orientação das nossas crianças e digo a vocÊs que não é exclusividade do educador não. Vejam lá…
    Portanto, a questão aqui não é discutir a qualidade da educação ou o quanto ela vale. Ao meu ver, a questão aqui é pra que e a quem educar!

  12. Malabarista
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 22:25 hs

    Não está certo não. O Paraná é o que melhor paga professor no mundo. É o melhor que paga a polícia no mundo. É o melhor estado que remunera os servidores pulbicos do mundo, Alias é o melhor estado do mundo. Aqui não existe crimes, não existem mortes por falta de um bom atendimento nos hospitais publicos. Alias, nem precisaria existir professores, uma vez que as crianças já nascem sabendo toda matéria até o final do ensino médio. Não precisaria de polícia por que não ocorrem crimes(os que são notícias são tudo mentirinha e intriga da oposição).Este é um estado virtual de perfeição, onde o funcionário do estado é tratado com todos os rigores da lei, e os empresários são obrigados a pagarem o maior salário minimo regional do brasil aos empregados trabalhadores das iniciativas privadas. Bem, falar o que mais. Oremus!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  13. claudemir
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 23:00 hs

    ESTA NOVELA OUTRA VEZ

  14. anonimo
    segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 – 10:33 hs

    O descontentamento é geral:Policiais ,Guardas Municipais, professores, enfim todos os funcionarios publicos precisam de aumentos salariais.
    A esperança do Policiais Militares do Brasil será a aprovação da PEC300.
    PEC300 É A MAIOR MOBILIZAÇÃO DOS POLICIAIS MILITARES DO BRASIL POR SALARIOS DIGNOS PARA TODOS OS POLICIAIS DO PAÍS.
    De autoria do Arnaldo Faria de Sá – PTB /SP poderá entrar na pauta de votações dia 02 Mar 2010
    É defendida na Camara Federal pelos Deputados Federais: Capitão Assumção, Major Fábio
    Paes de Lira,Átila Lins,Fátima Bezerra e Mendonça Prado.

  15. anonimo
    segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 – 10:42 hs

    Todos deve lutar pelos seus direitos constantes na Constituição Federal.Funçoes iguais direitos iguais.

  16. EU!!!!
    segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 – 10:44 hs

    Professores

    fujam deste sindicato oportunista e palanqueiro!!!

    a senhorita marlei e seus capachos afagaram o governo ao máximo, com intuito de angariarem cargos e comissões…não acreditem em suas promessas e seus ideologismos, esta app só atrapalha o processo educacional…

    Qro ver daqui a 5 anos aonde irão arrumar professores para dar aulas…ninguém quer se formar e cair na armadilha de uma sala de aula…

    tenho uma ótima sugestão…os sindicalistas que assumam as escolas, em todas as suas atribuições, não esqueçam de convidar os elaboradores e entusiastas do ECA.

  17. Divanir
    segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 – 12:07 hs

    Será que Requião vai solicitar a justiça que seja proibida mais está iniciativa de greve, e será que os Srs. Juízes vão acatar ?.

  18. ZUADU
    segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 – 12:31 hs

    ESSES INPREITEIRUS DU BETU NUM TEM DÓ DI DINHEIRU MEMU….TÃO PAGANDU ATÉ SINDICATUSSSS….SUBORNUS….

  19. Reinoldo Hey
    segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 – 18:16 hs

    Luiz, vocé é um “zé mídia”. Se a tv Paranaense disser que você é um poste, você é capaz de chamar a cachorrada. Vá estudar!

  20. Escobar
    segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 – 19:37 hs

    Depois que o Requião foi visto na marques num camarote patrocinado pelo grupo Positivo, que interesse teria ele que tivessemos escola pública de qualidade, será que não seriam interesses antagonicos? O que seria do grupo Positivo se a educação pública cumprisse seu escopo?

  21. segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 – 19:47 hs

    JÁ DIZIA O ARISTÓTELES., VALORIZAR O PROFESSOR””” É INVESTIR NA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO…………PONTO FINAL.

  22. Maria do Ingá
    segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 – 23:04 hs

    Tomara que a véiarada caia fora e me chamem no PSS!
    Meu sonho!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*