PAC em Guarituba: Caixa dá suas explicações | Fábio Campana

PAC em Guarituba: Caixa dá suas explicações


De Luciana Cristo no Paraná Online

Pouco mais de R$ 5,5 milhões do total de R$ 92 milhões vindos do governo federal foram liberados até agora para a execução da obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Habitação no bairro Guarituba, em Piraquara, cujo lançamento foi feito pelo presidente Lula em 2007.

O programa está na fase de execução, mas do projeto inicial que prevê 803 casas, somente 18 sobrados já foram erguidos e outros 50 estão começando a ser levantados. A previsão é que em março 150 casas estejam prontas.

Em reportagem domingo passado em O Estado, o prefeito de Piraquara, Gabriel Jorge Samaha, o Gabão, criticou o trâmite para liberação de recursos na Caixa Econômica Federal (CEF), que estaria demorando. Durante a semana, a CEF se manifestou, ao comentar que não existem problemas ou demora da instituição para liberar a verba. “Seguimos normas do Ministério das Cidades para que se avance o contrato. No momento em que a Cohapar pedir a liberação dos recursos, a CEF faz a verificação da obra e libera o recurso”, disse o superintendente regional da CEF, Jorge Kalache Filho.

Segundo a CEF, o projeto do Guarituba é complexo e exige análise criteriosa. Com base no cronograma físico-financeiro feito pela Cohapar, que discrimina o que será feito em cada fase, a CEF faz a inspeção, constata o que foi feito, quanto foi gasto e, se estiver tudo certo, libera o recurso. Tudo isso andou dentro dos conformes até agora, de acordo com a CEF.


11 comentários

  1. Tatiana
    domingo, 7 de fevereiro de 2010 – 18:28 hs

    O Ministério das Cidades precisa de um ministro mais eficaz. Espero que o Serra saiba escolher bem o titular!

  2. Vigilante do Portão
    domingo, 7 de fevereiro de 2010 – 18:46 hs

    Podem dar as explicações que quiserem, o fato é que a obra já foi “inaugurada” 3 (treis) vezes e até agora só tem 18 casas prontas.
    Uma das inaugurações teve a presença do Lula e da Dilma, com uma curriola de deputados federais e Estaduais, além de prefeitos e vereadores, juntamente com o Requião e o Rafael Greca e a turma da Caixa Econômoica. Com o dinheiro gasto na “inauguração”, daria para construir umas 200 casas, pelo menos.
    Depois disso, foram outras duas “inaugurações”, ambas com festa e foguetório. A obra foi apresentada na Escolinha, com direito a explicações detalhadas do Rafael e discursos do diretor da Caixa.
    Tudoi isso para, em dois anos, termos apenas 18 (dezoito) casas e R$5,5milhões aplicados.

    UMA VERGONHA, as festas de inauguração custaram bem mais do que isso.

  3. Mutuka
    domingo, 7 de fevereiro de 2010 – 20:07 hs

    Vigilante
    Vc realmente é um tucanalha de pouco inteligencia.
    Na verdade Gabão tem medo do Bob Req, e não fala que a Cohapar é a responsável pelo atraso da obra.
    A Caixa, só cumpre as determinaçõs do Ministério das Cidades.
    Já pensou se a Caixa libera a grana para Greca e Gabão?
    Nem 18 sobrados teríamos.
    Gabão, tenha coragem de falar a verdade e pare de culpar a Caixa pela sua incompetencia e da Cohapar.
    Até Bob Req sabe de quem é a culpa!

  4. segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010 – 1:10 hs

    O Ministério Público do Paraná deveria entrar com uma investigação….5,5 milhões para 18 sobrados!!!!!!!! que é a construtora!!!!!!!!!!!!!, mais uma das criadas por Deputados Estaduais para passar a mão no dinheiro da CAIXA!!!!!! estão fazendo isso nas reformas das Universidades e ninguém quer saber………..REQUIÃO aonde está a moralidade do Estado!!!!!!!!!!

    A Escolinha discute isso!!!!!!!!

  5. Vigilante do Portão
    segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010 – 7:39 hs

    Não sei quem é esse tal de gabão, e também não sei de quem é a culpa pelo atraso das obras, sei que sobra INCOMPETÊNCIA.
    a COHAPAR, nas palavras do seu presidente, Rafael Greca, conhecido como “vira casacas”, entre outros adjetivos menos elegantes, afirma que as casas da cia. são baratas. Deixe-me ver… R$5,5milhões, dividos por 18 casas, dá mais de R$200mil p/unidade, daria para comprar 18 apartamentos de 3 quartos no Água Verde e sobraria dinheiro, e apartamentos bons, com sacada e churrasqueira. Na esquina de casa tem um prédio em construção, apartamentos de 3 quartos, com suite, por R$170mil.
    Será que tem superfaturamento nas obras da COHAPAR? KKKK

    Como diz o Carlos MOraes, para infernizar o Beto, repito o bordão, trocando o nome:

    REQUIÃO, O POVO QUER SABER, AS CASAS DA COHAPAR SÃO MAIS CARAS DO QUE APARTAMENTOS DE LUXO?
    VOCÊ VAI RESPONDER OU VAI DESIGNAR O RAFAEL PARA FAZER ISSO. KKK

  6. Ric
    segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010 – 21:20 hs

    A CAIXA É BANCO. ATÉ HOJE NÃO VÍ O PAPEL SOCIAL DELA, CADÊ O DINHEIRO DAS LOTERIAS, POR QUE NÃO UTILIZAM NA CONSTRUÇÃO DE MORADIAS SEM CUSTO AOS MIZERÁVEIS…
    A PARTE DELA É APENAS ADMINISTRAR ODINHEIRO….

    E SEUS SUPERITENTENDENTES, DIRETORES, GERENTES ETC… ADORAM FAZER PAPEL DE PAPAGAIOS DE PIRATAS…

    A COHAPAR FAZ O PAPEL DE CONSTRUTORA DE LUXO DA CAIXA…

    AQUELES QUE CRITICAM A COHAPAR, NÃO IMAGINAM A QUANTIDADE DE FAMILIAS QUE SAIRAM DAS SUBMORADIAS E O PAPEL SOCIAL DELA NO PARANÁ É DE TIRAR O CHAPÉU, SÓ OS INCENSSÍVEIS NÃO ENCHERGAM…

  7. Olho aberto
    terça-feira, 9 de fevereiro de 2010 – 0:25 hs

    As obras do PAC Habitação no PR e em Curitiba são executadas pelo governo do estado e pela prefeitura da capital. Se existem atrasos é por incompetência dos órgãos executores. É o que acontece também aqui em Curitiba. Ou será que o prefeito está segurando a construção das casas para inaugurá-las próximo de sua saída da prefeitura? Se for isso, é um completo absurdo. E aí ainda vem um prefeito dizendo que a culpa é da Caixa…

  8. terça-feira, 9 de fevereiro de 2010 – 0:46 hs

    Insensíveis!!!!!!!!!!!!!!!!!!! ou indignados com a roubalheira………….Quando bem administradas…..sem apadrinhamento….sem construtora na manga para vencer….sem Prefeito ganhando na compra dos terrenos…..sem dividir a construção de uma casa para 4 empreiteiras (uma faz o piso, outra as paredes, outra o telhado e outra a parte elétrica e hidráulica), o murooooo o proprietário que faça…..o dinheiro acabou…………VERGONHA NACIONAL…..e o Ministério Público…………..

  9. terça-feira, 9 de fevereiro de 2010 – 0:48 hs

    Para os incautos…vejam a reportagem das casas populares no Chile………….e tenham vergonha de ser governados por incompetentes…..

  10. terça-feira, 9 de fevereiro de 2010 – 9:21 hs

    A Gleisi é um fenõnemo da política paranaense ,com sua simpatia e humildade vai fazer história. É a melhor do Paraná . Estou sendo sincero.

  11. quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 – 15:40 hs

    só que morra no Guarituba sabe das dificiculdes que lá existem. É um lugar totalmente excluido do Estado, tem bandidagem e droga porque não tem segurançã… tem muita gente que carece de consultas médicas, mas não tem postos de saúde que atendam com eficacia… Neste local, como muito meios de comunicação já lançaram aos 4 ventos há milhares de familias nesta região, região esta que é uma das mais populosas do Brasil e não tem um Hospital neste lugar. Correio não funciona porque a Prefeitura de Piraquara não tem a capacidade de fazer o minimo que é por placas para identificar o nome de cada uma das ruas, sóa as ruas principais que tem placa. O correio comunitário por exemplo que atende a vila mariana esta a cerca de 2,5 km de distância propriamente dito das ruas pertencentes a Vila Mariana. Chegando no correito, um lugar com cerca de 70 metros quadrados, tem apenas um atendente o qual atende 2 filas
    moradores, uma fila de moradores da vila mariana, e outra fila de outras vilas. Na maioria das vezes o senhor que entrega as correspondências atende 2 clientes por vez de cada uma das filas. Assim sendo um cidadão que chega as 9:00 da manhã pode sair de lá depois de uma 2,5 horas a 3,5 horas para pegar suas correspondências. Sem falar de um problema grave que é receber correspondências de Água, Luz, telefone e cartão de crédito posterior a data de vencimento.

    Sou morador antigo deste lugar, meu pai e meus tios se criaram neste lugar a quase 60 anos atras, assim como outras familias de descendentes de alemães fomos tambem uma das primeiras a se instalar neste lugar. Somos conhecedores das causas que acontecem nesse lugar, repito, um lugar que sempre foi esquecido pelo Estado. O Estado historicamente nunca teve interesse em desenvolver este lugar, como é uma região de manaciais seria um lugar para apenas fornecer água para Curitiba. Só que na decada de 80 houve uma invasão intensa na região principalmente de moradores do interior do estado, com um crescimento desordenado sem fim. Nesta hora a cerca de 30 anos, o Estado já deveria ter tomado uma atitude, e não tomou. Tudo que acontece hoje no Guarituba é fruto da falta de vontade politica de 30 anos atras. Se la naquela época houvesse uma intervenção maior do Estado aos coisas seriam muito diferentes. Neste “Fim de Mundo” somos refens de uma unica operadora de telefone a OI, a GVT não tem interesse em prestar serviço na região. Os celulares funcionam pessimamente na região, o sinal é praticamente inexistente. A poucos dias o pessoal do Vila Nova, umas das inumeras vilas do Guarituba, incendiou um ônibus porque a Sanepar nos deixou sem água foram quase 4 dias, justamente num periodo onde ocorreram as temperaturas mais altas. Após o protesto, para evitar queima de ônibus ou coisa pior a SANEPAR resolveu enviar caminhão pipas para distribuir agua para os moradores: DESCASO TOTAL.

    Agora como pode, uma região de manaciais, região esta que fornece para Curitiba e região cerca de 65% da agua consumida não tem água nas torneiras? Como pode ? Como pode ?

    A esperança para este povo foi o PAC, foi porque não vemos nada de melhoria ainda para o “Novo Guarituba”. É lindo o nome do projeto, mas de efetivo não se vê nada. Menos de 1% das ruas do bairro possui asfalto, 99% das ruas estão em pessimas condições. Para solicitar para a Pref Municipal de Piraquara mandar a patrola passar na rua, é necessário ir pessoalmente ir na prefeitura, pois por telefone a atendente diz que é necessário ir na prefeitura fazer a solicitação. Tenho muitas coisas “entaladas”, tudo isso que escrevi é so um pouco das falta de ATUAÇÃO EFETIVA DO ESTADO.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*