Olympio reeleito procurador-geral de Justiça | Fábio Campana

Olympio reeleito procurador-geral
de Justiça

O procurador de Justiça Olympio de Sá Sotto Maior Neto foi eleito para recondução ao cargo de procurador-geral de Justiça, em votação realizada nesta terça-feira (23). Candidato único, ele recebeu 89% dos votos válidos: 495 votos de procuradores e promotores de Justiça, dentre os 558 registrados. Houve 41 votos em branco e 22 nulos.

A eleição, realizada via eletrônica, transcorreu das 9 às 17 horas. Até amanhã (24), o resultado será encaminhado oficialmente ao governador do Estado, autoridade que tem a prerrogativa constitucional de fazer a escolha do procurador-geral dentre os indicados pela Instituição.

Com a recondução para a gestão 2010-2012, Olympio será procurador-geral de Justiça pela quarta vez. Ele ocupou o cargo, anteriormente, nas gestões 1994-1996 e 1996-1998.


Atual presidente do Conselho Nacional de Procuradores Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG), cargo que assumiu em outubro de 2009, Olympio de Sá Sotto Maior Neto, nasceu em Curitiba. Formado pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná (1971-1975), ingressou no Ministério Público Estadual em 1977. Foi Promotor de Justiça nas comarcas de Castro, Jaguariaíva, Ribeirão Claro, Congonhinhas, Palmeira, Paranavaí, Ponta Grossa e Araucária. Em Curitiba, atuou na Vara da Infância e Juventude e também junto à Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos e Garantias Constitucionais. Coordenou os Centros de Apoio Operacional das Promotorias da Criança e do Adolescente e Defesa da Pessoa Portadora de Deficiência. Lecionou Direito Penal e Direito da Criança e do Adolescente em várias instituições de ensino da capital.

Dono de um vasto currículo, com atuação destacada na área da infância, foi colaborador na elaboração do Estatuto da Criança e do Adolescente. Presidiu a Comissão Estadual de Estudos sobre o Menor em Situação Irregular e a Associação de Juízes de Direito e Promotores de Justiça da Infância e Juventude do Estado do Paraná. Integrou, ainda, o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, assim como o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda). Também foi membro do Conselho Permanente dos Direitos Humanos do Estado do Paraná (COPED). É integrante da diretoria da Associação Brasileira de Magistrados e Promotores de Justiça da Infância e da Juventude e do Comitê Brasileiro de Juristas Pró-Convenção Internacional dos Diretos da Criança, bem como da Secção Brasileira do D.C.I (Defesa das Crianças – Internacional).

A posse como procurador-geral de Justiça para a gestão 2010-2012 será realizada no início do mês de abril.


12 comentários

  1. Silva
    terça-feira, 23 de fevereiro de 2010 – 17:54 hs

    um político no cargo de procurador-geral de Justiça e só !!!!!!!!!!!

  2. Guardalupe
    terça-feira, 23 de fevereiro de 2010 – 18:04 hs

    Pergunta: Por que na América do Norte e no Reino Unido, bandido menor de 15 anos pega cadeia e tem q trabalhar?

  3. Zangado
    terça-feira, 23 de fevereiro de 2010 – 18:51 hs

    Nada contra o insígne e respeitável procurador, mas, aponte-se alguma apuração relevante contra atos irregulares ou ímprobos emanados dos centros dos poderes públicos estaduais, denunciados á farta por autoridades e pela mídia, nas gestões mencionadas ?

  4. ▄▀▄†Ψ REQUEIJÃOΨ†▄▀▄™
    terça-feira, 23 de fevereiro de 2010 – 19:04 hs

    RESPOSTA pra Guardalupe : Esses países trocam a mão de obra de trabalhadores por crianças para diminuir o custo de produção e lucram ainda mais. No Brasil não se substitui a mão de obra porque já existem desempregados demais .

  5. zeca
    terça-feira, 23 de fevereiro de 2010 – 21:23 hs

    Sr.Olimpio,por favor mostre como se faz Justiça,pois há tempos que não vemos resultados,só salários exorbitantes como no Tribunal de Justiça. Socorro,à quem recorremos? Só à DEUS?

  6. jane
    terça-feira, 23 de fevereiro de 2010 – 21:28 hs

    Haha…boa essa do Requeijão.

    Pode ir lá pra Venezuela ajudar o Micomandante Chavez a inventar fantasias, como a do terremoto do Haiti provocada por uma explosão dos americanos.

    Kkkkkkkk

    Mas valeu pela piada.

  7. quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 – 2:22 hs

    Isso é que tem de mudar…A justiça deve decidir por si só….sem aval dos demais poderes….tudo rabo preso….

  8. Guardalupe
    quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 – 8:33 hs

    Requeijão, a minha pergunta não tem nada a ver com exploração de trabalhador, muito menos trata de mão de obra infantil!

    Pelo menos penso eu.

    Obrigado.

  9. Guardalupe
    quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 – 8:36 hs

    Outra coisa, Alguem já bebeu água quando esta bem hidratado ou sem sede?

    Certo cargos ou poderes, se parecem a isso!

  10. Divanir
    quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 – 14:40 hs

    Mais uma vez, alguém vai ser empossado a um cargo tão importante por indicação política. Nada contra a pessoa do indicado, no entanto, fica suspeito qualquer situação em que o denunciado passe a ser a pessoa do Sr. governador. Isto tem de mudar neste país, pois qualquer ato passa a ser suspeito.

  11. João Pedro
    quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 – 17:33 hs

    Está uma pessoa séria e competente. Parabéns Doutor Olimpio!

  12. João
    quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 – 18:41 hs

    Mostra-nos as obras e conhecerás os homens !!!!!!

    . Falta de creches em Curitiba !

    . Fechamento de creches/pré-escolas na adm pública do PR ! Falta de estrutura e operacionalização da Defensoria Pública do PR !

    . Jovens inocentes mortos por policiais militares e nada de investigação !

    . Cidadãos presos inocentemente e que amargam meses e até anos nos presídios !

    . Omissão da adm pública com a segurança pública dos cidadãos !

    . etc, etc, etc e etc.

    Assim, resta-nos perguntar: Para que serve o MPPR – Ministério Público do Estado do Paraná ?

    Será o mais atrasado, conservador e inoperante do Brasil ?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*