OAB vê pacto contra impunidade | Fábio Campana

OAB vê pacto contra impunidade

De Juliano Basile, no Valor Econômico

A prisão de José Roberto Arruda, governador afastado do Distrito Federal, só foi possível porque há um pacto contra a impunidade dentro do Poder Judiciário que, seguramente, terá repercussões nas eleições de outubro. A análise é do autor do pedido de prisão, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante.

Para ele, os ministros dos tribunais superiores perceberam que é preciso acabar, com urgência, com o sentimento da população de que os políticos não são condenados no Brasil. Isso fará com que os julgamentos de políticos sejam acelerados e que os ministros sejam mais rigorosos com os advogados que entram com recursos apenas para evitar uma decisão final.

Foi exatamente isso que aconteceu no julgamento do pedido de prisão de Arruda. O ministro Fernando Gonçalves, relator do processo sobre o mensalão do DEM no Superior Tribunal de Justiça, determinou a prisão de Arruda e, no mesmo dia, antes mesmo de a decisão ser divulgada, o caso foi encaminhado para a Corte Especial – o órgão máximo do STJ. Esse encaminhamento célere impediu que os advogados de Arruda recorressem contra a decisão de Gonçalves no STJ. Eles tiveram de aguardar pelo julgamento da Corte.


10 comentários

  1. Xisburgue
    quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010 – 14:41 hs

    Tá na hr mesmo de atitudes assim começaram a aparecer no judiciário.

    Mesmo este poder não sendo nenhum exemplo perfeito de lisura, perto da porcaria que é o sistema executivo do país (onde até o líder máximo do país descaradamente não sabe do que acontece nos seus gabinetes), e principalmente da latrina que é o sistema legislativo. Esse sim caso de policia, com 90% dos seus ocupantes sendo pessoas de má-fé, usando o cargo somente para promover falcatruas diversas.

  2. BARÃO
    quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010 – 15:11 hs

    Irmãos na fé de S. Serapião y S. José Maria Escrivá,

    Ao se aproximar a hora final do trevoso mandarinato do batraquio usurpador, as hostes petelhas revelam suas pérfidas armas, suas manobras de gentalha, seu espirito de arrivistas mancomunados a ordens satanicas.

    Lançam suas peludas mãos da gestapo lullista, de procuradores de justiça servos declarados do petelho-mór e de juizes obnubilados com seu próprio reflexo, fiéis servidores DO monstro de nove unhas, aos quais a justiça só é compreendida em sua forma totalitária e comunista.
    Oh! nobres senhores! a vã tentativa de tais súcubos em enlamear a reputação de nossos homens bons, impolutos, nobres e tementes a Deus, é a receita crassa de fadarem-se ao fracasso, Arrudão – o puro – retornará das infectas masmorras petelhas, em glória, ao lado de D.José “O Serra” – A Sumidade -, e após sua permanencia convalescendo nas Cayman ou em Jersey, reassumirá seu lugar em Brasilia, onde do alto de sua compreensão de seus dias de martirio, coordenara junto a seus revividos pares distritais, o desterro ad eternum, dos terroristas petelhos que agora assacam injúrias cruéis a ele.

    Aos traidores requeremos a mão pesada da justiça dos homens bons, não esta justiça petelha, cujo unico código é o do marxismo-petelhismo;a nós é por direito divino, desde Roma e os Ceaseres, a justiça entre os iguais, somente nós podemos em assembléia nos julgar; quanto a choldra, a plebe não necessita de tribunais ou leis, por principio não as entendem nem respeitam, precisam sim de: disciplina forte, vigilancia ininterrupta e severa correição de seus desvios de conduta e carater, caso contrario a sociedade, como célula-mater de uma nação, estara jogada, novamente, aos rufiões petelhos, sem Deus, sem moral, sem peias e freios de nos invectivar ou procurar nos destruir.

    O sacrificio, in extremis, do nobre Arrudão, tornar-se-a um libelo da permanente luta dos homens bons, contra a desenfreada ditadura comuno-petelha e nunca será por nós esquecido.

    Como diria Cicero, “DELENDA DILMA” et “AVE SERRA”.

  3. CLOVIS PENA -Atenção Paraná!
    quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010 – 16:30 hs

    Chik Jeitoso já avisou ! Em dois meses 7 figurões da política paranaense serão presos.
    Requião falou sobre condenação de político há poucos dias mas pela visão de Jeitoso, há mais gente em processos, a começar pelos que correm em segredo.
    A bolsa de apostas está aberta.
    —————————————————-
    Quem vai concorrer com Dilma?
    Fala-se em revolução no quadro político, inclusive no Paraná.
    —————————————————-
    Crise renal alastra-se entre os corruptos.

  4. NASSIB YÁSBEK
    quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010 – 16:48 hs

    Pacto tardio. Por que só agora esse acordo?
    OAB sempre vem sendo motivo de chacota, pelo corporativismo (defesa de advogado estelionátários e filiados) e na defesa dos Direitos Humanos dos bandidos. Sobre maus advogados, posso falar de cátedra, pois, fiz representação contra uma advogada de Londrina por apropriação indébita, há mais de 15 anos, e até agora sem uma resposta oficial.
    Neste episódio do mensalão de Brasilia, tudo bem. O pacto funcionou.
    Porque o pacto não funcionou no mensalão do PT? – mensalão do LULA foi pior e pouca atenção, ou quase nada, da OAB e da grande mídia. O Lulinha, filho preferido, milionário da noite para o dia, e nada? e a quadrilha? impunes e muitos deles ainda se reelegeram para cargos eletivos e continuam impunemente aprontando..
    OAB assim como o CREA, são as entidades que mais arrecadam.. Que o digam seus associados.

  5. Jr
    quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010 – 18:06 hs

    Tem que pedir a prisão do presidente da OAB por descumprir a Constituição Federal, no que diz respeito ao direito ao exercício da profissão. Pois, a OAB nega a carteirinha de advogado sem prestar o axeme da OAB. É claro, cada inscrição custa ao formado em direito o valor de R$ 143,00 e cada exame tem a média de 25.000 candidatos (Brasil todo), o que dá a bagatela de R$ 3.575.000,00 sendo que no ano são três provas, ou seja, 10.725.000,00. E a pergunta que fica é…….. o que é feito com tanto dinheiro. E o Arruda foi preso por um valor bem infeiror. Cadê o MP o Sr. procurador Geral?

  6. barnabé
    quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010 – 19:34 hs

    Pacto nada. Só prenderam Arruda porque ele ousou espionar os podres de alguns integrantes do ministério público. Começou a ficar perigoso demais. (Aí não violão. Não mexe “com nóis” não. Tá pensando o quê?)
    O judiciário sempre foi conivente com a roubalheira do executivo e legislativo. Ainda bem que temos a imprensa (boa parte dela, pelo menos) para desmascarar estes crápulas.

  7. quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010 – 21:11 hs

    Fazem do Código Penal o que lhes é conveniente.

    Como preceituou Ruy Barbosa “A Lei jamais alcançará os Ricos”, e completo, só ví Nobre ser punido pelas sua barbaridades ditatoriais, após sua violentas mortes perpetradas pelo POVO.

    Investigador – Uziel

  8. FILET MIGNON
    quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010 – 22:58 hs

    E porque será que o povo não se torna violento e acaba de vez com os abutres do poder?

  9. Jose Carlos
    quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010 – 14:22 hs

    Vamos ver se este pacto é mesmo para valer, ou é mais uma empulhação, onde se oferece em holocausto um bode expiatório, para aplacar a fúria da sociedade e salvar a pele dos tubarões graúdos… tem sido assim na roça política brasileira, de tempos em tempos, quando a pressão da panela está para estourar, aliviam um pouco com o sacrifício de meia-dúzia de canalhas… foi assim em sucessivos escândalos da roça-pátria, dos anões do orçamento ao mensalão, passando por uma dúzia e meia safadezas de segunda classe… imolados os cabritos negros da corrupção, saciado, por ora, o apetite da mídia oportunista e da plebe ignara que ela influencia, vem o esquecimento e a lassidão, até o próximo escândalo… mas, os chefões, os tubarões, os mega-safadaços e corruptos, respiram aliviados e podem continuar seu saque por mais algum tempo… é verdade que desta vez encanaram um governador (ainda que do DF, que não passa de um munícipio com receita integral de ICMS, com uma câmara legislativa que se assemelha muito às vereanças Brasil afora), mas, este Arruda já é figurinha carimbada dos tempos da emenda da reeleição de Dom Fernando Henrique I e era seu condestável no Senado… depois este mesmo Arruda, fez beicinho e verteu lágrimas de crocodilo no escândalo do painel do senatório, quando prometeu não mais pecar… mas, pau que nasce torto morre torto e malaco uma vez, malaco sempre… vamos ver se é para valer, ou é mais uma das estórias da carochinha deste pobre país sem memória…

  10. Marcos Cordeiro
    quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010 – 18:38 hs

    Espero que não seja apenas para tapar o sol com a peneira, pq deixaram passar muitos casos como este e agora que querem fazer média… tem muitos envolvidos e devem sofrer da mesma punição, o STJ, deverá fazer uma auto-avaliação dos maus feitos passados e começar fazer cumprir a lei…o povo tá vendo que é uma vergonha nesse país a impunidade para os apadrinhados políticos. Espero que não fique muito tempo no forno, senão vai queimar a pizza.!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*