Lançada, Dilma brinca de 'não-candidata' até abril | Fábio Campana

Lançada, Dilma brinca de ‘não-candidata’ até abril

Como previsto, Dilma Rousseff foi ungida neste sábado (20) candidata do PT à sucessão presidencial. Aclamaram-na depois que Lula, seu mentor e cabo-eleitoral, “pediu” aos cerca de 1.300 participantes do 4º Congresso do PT que aprovassem o nome dela.

Lula ironizou a própria supremacia: “Me deram uma tarefa extremamente difícil: vir aqui para convencer vocês a votar na Dilma”.

O presidente tentou arrancar de Dilma o rótulo de candidata do Lula. Referiu-se a ela como candidata do PT e das legendas aliadas. Michel Temer (PMDB) e Cia. lá estavam para atestar.

Embora Dilma não tivesse adversários internos a superar, o PT fez questão de seguir o figurino. O nome dela foi, por assim dizer, submetido a voto. Empossado na véspera, o novo presidente do PT, José Eduardo Dutra, pediu aos correligionários presentes que erguessem os crachás. Decisão unânime, proclamou.

Eis o que prevê a lei eleitoral:

1. Autoridade de governo que queira disputar a eleição deve, antes, pedir exoneração do cargo. Tem até 2 de abril para fazê-lo.

2. Os partidos políticos escolherão seus candidatos em convenções no mês de junho.

3. A campanha só começa no dia 5 de julho.

Ou seja, Dilma tornou-se candidata formal do PT antes mesmo de deixar a equipe de Lula. Pode? A rigor, não. Porém…

Porém, até o início de abril, quando Dilma vai se despedir da Casa Civil, a candidatura dela vai viver num mundo de faz-de-conta.

Dutra, o novo mandachuva do PT, esclarece: Dilma ainda não está em campanha eleitoral.

Você poderia perguntar: Mas por que, então, essa pajelança toda? E Dutra: “Este não é o lançamento da candidatura. Vamos obedecer à lei eleitoral”.

Assim, no mundo de faz-de-conta, Dilma não é candidata, você é que é meio maluco. Atenção: aquela mulher que você vai ver ao lado de Lula nos próximos pa©mícios ainda é a ministra.

Dutra acha que haverá reação: “O partido não vai se surpreender com as ações da oposição no TSE”. Mas não parece preocupado. Natural.

A Justiça Eleitoral já se incorporou à paisagem desse país das maravavilhas em que só há não-candidatos. Nesse filme, o TSE faz o papel de um velho cego.

Ao discursar, Lula deu curso à campanha que, no mundo ao seu redor, ainda não começou. Pespegou nos críticos de Dilma a pecha do preconceito:

“O maior preconceito contra a companheira Dilma não é pelos defeitos dela e sim pelas qualidades. E pelo fato, em primeiro lugar, de ela ser mulher…”

“…Embora tenha na Constituição a garantia da igualdade entre gêneros, a verdade é que a mulher ainda é tratada como se fosse um objeto de segunda classe”.

Emocionada, Dilma pronunciou o discurso inaugural de sua não-campanha. “Recebo com humildade essa tarefa […], mas com coragem e determinação”.

Enrolou-se na bandeira da continuidade: “Vamos manter e aprofundar aquilo que é a marca do governo Lula: seu compromisso social”, ela disse.

Sorriu para o mercado: “Vamos manter o equilíbrio fiscal, o controle da inflação e a política de câmbio flutuante”.

Envernizou o passado guerrilheiro e rendeu homenagens à democracia: “[…] Preferimos as vozes dessas oposições -ainda quando mentirosas, injustas e cauniosas- ao silêncio das ditaduras”.

Arrematou assim o discurso: “A tarefa de continuar mudando o Brasil é de milhões. Somos milhões. Vamos até a vitória, viva o povo brasileiro”.


19 comentários

  1. emerson palhares
    sábado, 20 de fevereiro de 2010 – 18:51 hs

    Dilma , Dilma ! acho que o Lula vai trair você, ele pode ser vice do Jose de Alencar, ! escutei isto lá na boca maldita pode ?um abraço a todos e um bom final de semana a todos blogueiros e familia ! Emerson Palhares

  2. geraldo
    sábado, 20 de fevereiro de 2010 – 19:36 hs

    “Vote num careca e ganhe dois”, disse Serra sobre Arruda. Esta frase tem tudo para ser tão desastrosa eleitoralmente quanto “Se o Pitta não for um bom prefeito, nunca mais vote em mim”, proferida por P. S. Maluf em 1996.
    .
    Perguntas das quais os demos, os tucanos e a “grande mídia” desviam a qualquer custo – inclusive o da credibilidade:
    .
    1] Por que, a exemplo do que fez tantas vezes com o PT, a mídia não parte do fato policial para resgatar o passado e o presente das relações políticas do demo José Roberto Arruda?
    .
    2] Por que esquece –ou esconde?– entre outras coisas, que Arruda foi nada menos que líder de FHC na Câmara Federal?
    .
    3] Por que a mesma amnésia subtrai ao leitor que Arruda era a grande –e única– ‘revelação administrativa’ dos demos [sobretudo depois do fiasco Kassab], e nome natural’ para ocupar a vice-presidência na coalizão demotucana liderada por Serra?
    .
    4] Por que, súbito, abriu-se um precipício de silêncio midiático sobre as relações entre Serra e Arruda, omitindo-se, inclusive, ‘o simpático’ simbolismo da sintonia capilar entre ambos –mencionada por ninguém menos que o próprio governador tucano em evento conjunto em 2009?
    .
    5] Por que a obsequiosa Eliane Catanhede, da Folha, e os petizes da Veja, que tantas e tantas linhas destinaram a enaltecer a determinação de Arruda em ‘cortar o gasto público’ –e ainda o fazem na ressalva ao ‘bom administrador que tropeçou na ética’, segundo Catanhede– sonegam aos seus leitores a auto-crítica pelo peixe podre que venderam como caviar?
    .
    6] Por que, enfim, o esfarelamento da direta nativa abrigada nos Demos não merece copiosas páginas de retrospectiva histórica, que situe para os leitores a evolução daqueles que, como Arena e PFL, foram esteio da ditadura e da tortura e hoje são os aliados carnais de José Serra?
    .
    (Carta Maior e a Quarta-feira de Cinzas da mídia demotucana)
    .
    *Originalmente publicado no Conversa Afiada, de Paulo Henrique Amorim, reproduzindo texto da Agência Carta Maior.

  3. salete cesconeto de arruda
    sábado, 20 de fevereiro de 2010 – 20:14 hs

    Estava escrito nas estrelas!

    T

  4. justiceiro
    sábado, 20 de fevereiro de 2010 – 21:41 hs

    Dilma a candidata de Lula, o boa vida.

  5. Pelópidas
    sábado, 20 de fevereiro de 2010 – 22:14 hs

    Um híbrido

    D I L M U L A

    E como diria o Chico…

    …Mesmo com todo rock, com todo pop, com todo estoque, com todo Ibope, a gente vai levando, a gente vai levando, a gente vai levando, a gente vai levando esse toque !

    (…) Mesmo com toda cédula, com toda célula, com toda súmula, com toda sílaba, a gente vai levando, a gente vai tocando, a gente vai tomando, a gente vai dourando essa pílula !

  6. sábado, 20 de fevereiro de 2010 – 22:42 hs

    O Brasil precisa sair da rabeira dos países emergentes. Somoso o pior entre Rússia, China e India quando se fala em índices na melhora da qualidade de vida, crescimento do PIB e redução de impostos.

    Com os incomPTentes, o número de funcionários explodiu, a saúde piorou, os cartões de crédito viraram uma festa (inclusive Lula fez com que a prestação de contas não fosse mais necessária), tentou-se dividir o Brasil entre ricos e pobres, deixo-se a ética de lado (acobertando os 40 ladrões do mensalão, diferente do Democratas que expulsou seu filiado corrupto) e acima de tudo, criou-se a idéia de que o governo tem a função de ser as muletas da população e essa não deve andar com as p´roprias pernas.

    Esse é um pequeno resumo do Brasil, em 8 anos perdidos de crescimento e desenvolvimento populacional, mascarados por muita propaganda na mídia e siglas (PAC, Bolsa Familia, Minha Casa Minha Vida) para tentar deixar ao menos a impresão de que se fez algo bom.

  7. nelson
    sábado, 20 de fevereiro de 2010 – 22:53 hs

    Dilma, futura presidente do Brasil e gleisi senadora do Paraná.

  8. Aí que inveja.
    sábado, 20 de fevereiro de 2010 – 22:57 hs

    “Nós preferimos as vozes oposicionistas,

    ainda quando mentirosas e injustas, ou

    caluniosas, ao silêncio das ditaduras”

    Dilma Vana Rousseff

  9. Besouro
    sábado, 20 de fevereiro de 2010 – 23:44 hs

    Lançamento mesmo foi o filme que o meu Venerável Mestre Chik Jeitoso me indicou para assistir. Excepcionalmente lindo.

    http://www.youtube.com/watch?v=FXiob6SamEE

  10. Valéria
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 5:17 hs

    Antes a Dilma doque um candidato com chance de ganhar!! Falta pouco para nos livrarmos dos incomPeTentes!!! uhuuuu

  11. Parreiras Rodrigues
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 8:13 hs

    Cada qual no seu quadrado. Admite-se que Lula corre grande risco em jogar todas as suas fichas no quadradinho de Van Rousseff. Se ganhar, tudo Nescau com bolacha de coco. Caso contrário, ele e o PT vão sofrer os naturais prejuízos da decisão. Mais o PT, pois ele como sempre, continuará blindado e com as veredas abertas para 2014. A menos que o mundo acabe em 2012.

  12. domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 9:34 hs

    Cruz Credo , sai prá lá de mentiras, estamos fartos

  13. Marcelo
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 11:09 hs

    Tô me sentindo na Venezuela. Que sensação horrível!
    Até e jaqueta do cara é do estilo colombiana avermelhada. O Brasil está em pleno processo de regressão ao mais fundo ponto do terceiro mundo. Lastimável!

  14. Marcelo
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 11:12 hs

    Ops, Colombia não, ela vai bem. A jaqueta do lula é BOLIVIANA. Que asco!

  15. Mememe
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 11:20 hs

    Dilma? Lula? Gleise?
    Já volto: vou vomitar.

  16. Carlos
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 11:22 hs

    E vai ser a Presidente.
    É o que o povo quer.

  17. Terá razão, a Sara?
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 11:38 hs

    A nova oposição
    Por Sara

    Não vai sobrar nada.

    O Aécio vai perceber q não adianta remar em canoa furada e vai se unir ao partido do Ciro.

    Aí vai ser a vez do PSB em 2014.

    Comentário

    Pode ser sim. Aliás, o melhor palpite que vi até agora e que bate com a análise de Sarney, de que a nova oposição sairá do ventre do lulismo.

  18. Estudante
    domingo, 21 de fevereiro de 2010 – 13:40 hs

    Viva a Revolução está a Caminho!!! Mas uma vez iremos calar a Direita

  19. ZUADU
    segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 – 12:34 hs

    PT UMA OPÇÃO DA VERDADE…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*