Criança e laptop na greve da Guarda | Fábio Campana

Criança e laptop na greve da Guarda

Pra quem achava que o fim da picada na greve da Guarda Municipal seria o discurso acalorado do Dr. Rosinha, tem mais. Hoje, no quinto dia de protesto, os guardas levaram as famílias para para a frente da Prefeitura, com crianças e tudo. E tem até laptop no meio dos guardas, que aproveitam para acompanhar as notícias enquanto deitam na entrada da Prefeitura. A Prefeitura, por sua vez, diz que a história do piso de R$ 710 não é bem assim. Segundo a Prefeitura, o piso base é de R$ 1.066 e os guardas recebem pelo menos R$ 2.100 por mês, com horas extras e benefícios.


44 comentários

  1. Carlota
    sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 17:13 hs

    Porque esse blog defende a prefeitura e ataca o governo requião? Aposto que se a greve fosse de funcionários do estado, vocês estariam apoiando os grevistas.
    Aliás, que mal tem em levar notebook, eles não tem direito de ter notebook só pq são pobres?

  2. Carlão
    sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 18:05 hs

    laptopApenas esclareço algumas noticias destorcidas que com certeza, são lançadas na mídia para jogar a população contra a gm e convido o senhor e os demais cidadãos que venham tomar uma àgua e conhecer nossas dificuldades pessoalmente no nosso protesto, pois todos serão bem recebidos. Finalizando: poderiamos ganhar a mesma coisa de quem rouba ou mata ou seja R$798,00 de auxílio reclusão!

  3. Cobrinha
    sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 18:11 hs

    Pois é, Fábio Campana, convido qualquer um, que esteja interessado à ver o meu contra-cheque, com 19 anos na corporação e cargo de chefia, meu vencimento não chega a 1.000,00, eu trabalho em uma escala noturna das 18:00 às 07:00 e no final de semana e feriado das 07:00 às 07:00, ou seja 24 horas, sem direito a passar um final de semana com a família, tendo um acrécimo de horas extras de 90 a 130 a mais de serviço, lógico, se eu moro no meu emprego vou ganhar mais, a custo de horas extras. Quer tirar a dúvida, ou quer ficar no seu mundo de fantasias, meu e-mail está aí, ou me procure durante a greve, estarei lá. A respeito do laptop qualquer um pode comprar nas Casas Bahia em 20 vezes.

  4. Tatuquara
    sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 19:25 hs

    O Cobrinha todo mundo sabe q os guardas municipais nao fazem nada no trabalho so dormem,como vc escreve tao bem scaneie o seu conta cheque sem o nome e coloque neste blog…

  5. Tatuquara
    sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 19:29 hs

    A Cobrinha se tem cargo de chefia vc faz plantao final de semana?
    Para de papo furado vc nao e guarda coisa nenhuma de ser assessor do Doutor Rosinha do partido dos incomPeTentes.

  6. Ary Kara p/ Cobrinha
    sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 19:56 hs

    Entenda a remuneração de um guarda municipal recém-contratado

    R$ 710,88 (salário inicial) + R$ 479,84 (90 horas extras mensais, em média) + R$ 515,38 (gratificação de segurança com hora extra) + R$ 400,00 (Bolsa Formação) = R$ 2.106,10 (total sem quinquênios de 5% nem crescimento horizontal de 2,8%)
    fonte: http://www.curitiba.pr.gov.br/publico/noticia.aspx?codigo=18609&Remunera%c3%a7%c3%a3o-inicial-de-guarda-municipal-chega-a-R%24-2.100-por-m%c3%aas

    Vá trabalhar em na Guarda Municipal de Pinhais e receba somente R$ 700 + 40% = R$ 998,00 e mais nada.
    http://www.pinhais.pr.gov.br/aprefeitura/secretariaseorgaos/administracao/uploadAddress/Edital_001.2009_-_abertura_do_concurso%5B434%5D.pdf

    Vá trabalhar na Copel em seu nível de ensino como: Assistente Administrativo II – Curitiba, Ponta Grossa, Londrina, Maringá e Cascavel – salário de R$ 887,96
    http://www.editalconcurso.com/copel-reabre-inscricoes-concurso-cadastro-reserva

    Vá trabalhar de vigilante e receber Fevereiro/2010 R$ 996,00 + R$ 100,00 de risco de vida 4,59% + R$ 12,00 ticket
    http://www.sindesp-pr.org.br/index.php?pag=menu&idmenu=17

  7. NIVALDO GODOY GUERIN
    sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 20:25 hs

    Sou totalmente favorável ao cidadão Beto Richa para futuro Governador do Paraná. Sempre votei em seu pai e serei seu eterno admirador. Será que a vida do filho do Beto vale míseros R$ 1.000,00. A Guarda Municipal, juntamente com a PM e a PC protegem a vida da família do Beto, da sua e da minha família. Já está na hora dos governantes valorizarem mais a profissão daqueles que protegem nosso maior patrimônio, a VIDA. Não é de quantidade de profissionais da educação e da segurança que precisamos e sim da qualidade de bons profissionais. Professores, Policiais Civis, Militares e Guardas Municipais bem pagos e bem treinados, serão o caminho para a minimização dos índices de violência contra nossa família. Não adianta aumentar as vagas nas cadeias. A solução está na prevenção, na causa e não nos efeitos. Acordem administradores enquanto é tempo. É muito bais barato prevenir do que combater o crime.
    BETO, em memória ao seu pai, SEJA SENSATO. Assuma essa negociação. Valorize os profissionais da segurança. Todos sairemos vencedores contra o mal e contra o crime. Nós acreditamos em você.

  8. Beto
    sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 20:46 hs

    Do blog do Gibaum

    Auxílio-reclusão

    Pouca gente sabe: desde fevereiro do ano passado, graças à portaria nº 48 do INSS, todo presidiário com filhos tem direito a uma bolsa mensal de R$ 798,30 (valor atualizado em janeiro deste ano) por filho para sustentar a família, já que o bandido não pode trabalhar para sustentar os filhos por estar preso. É bem mais do que um salário mínimo e um criminoso com cinco filhos, que pode continuar comandando, de dentro da prisão, suas organizações, pode receber um auxílio-reclusão de R$ 3.991,50 da Previdência Social.

  9. Creteus
    sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 20:48 hs

    Fora Coronel!

  10. Divanir
    sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 20:58 hs

    tenho um conhecido que mora quase ao lado da minha casa, ele é GM, no entanto, não sei se é papo furado, mas sempre se gabou do seu salário e profissão, até deixando transparecer que ganha mais que a PM.
    Acho que todos deveriam ganhar bem pelos seus empregos, no entanto, não podemos esquecer que alguns tem mais riscos que outros, expondo diretamente suas vidas, e principalmente quem trabalha com segurança pública, além de que todos somos sabedores que suas famílias também ficam expostos, pois qual é o vagabundo que gosta de polícia, e quando não podem atingir ao policial, até por uma questão de covardia, atingem seus familiares.

    CARLOTA, não acho que este blog defenda a prefeitura, e muito menos ataca o governo estadual, somente emite os fatos. Não vejo os funcionários público estadual sendo defendido, tando é que foi proibido pelo judiciário a greve dos policiais civis, a pedido de Requião, que paga mal, e depois recorre ao judiciário. Pura covardia

  11. sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 21:14 hs

    Laptop deixou de ser item de luxo já faz 10 anos. Hoje com R$ 500 se compra um usado e é fácil parcelar. Qual o problema de trazer a família na greve?

  12. sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 21:15 hs

    Quer dizer então que por terem notebook os guardas municipais já recebem bem e reclamam de barriga cheia?

    E reclamam de barriga cheia ainda sentados na calçada, levando as famílias e contando piada durante o protesto?

    O post passa a idéia de que o protesto e os motivos dele é ilegítimo, sem colocar um argumento sequer sobre a legitimidade. A moral da história é que o que a prefeitura disse é absolutamente correto e o notebook só reforça que os guardas estão absolutamente errados?

    Foi um post bastante infeliz.

  13. carlos-curitiba
    sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 22:28 hs

    Pois fazem muito bem!

    A internet é uma ferramenta muito util para divulgar atividades.
    Os guardas estão no top de linha divulgando sua manifestação pela internet, em tempo real.

  14. carlos-curitiba
    sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 22:29 hs

    É ingenuidade achar que laptop é coisa de elite!
    Até meu pai com 75 anos usa um laptop!

  15. Curitibano
    sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 – 23:55 hs

    Fábio onde está sua empatia pela GUARDA? o link http://www.curitiba.pr.gov.br/publico/noticia.aspx?codigo=18609&Remunera%C3%A7%C3%A3o-inicial-de-guarda-municipal-chega-a-R%24-2.100-por-m%C3%AAs que fala sobre os ganhos do guarda verá que infelizmente quem redigiu a matéria sobre o ganho base de um GM, esqueceu de citar que um ganho comum de um trabalhador normal não soma horas extras como está no link. Creio que seria menos constrangedor para quem realizada esse tipo de serviço, informar que além do salário baixo em comparação ao base dos servidores da mesma categoria na região metropolitana, esse citado no link soma o PRONASCI que é uma bolsa temporária oferecida pelo governo federal, para estimular a preparação do profissional de segurança pública. Ninguém comenta que a carga horária diária está na média de 11 horas mais escala no final de semana de 24 horas. Creio que esses são muito mais explorado que até os que respondem ao regime militar… Os guardas com quem tive contato me mostraram seus holerites, e não vi nenhum deles dizer que estão na guarda pelo salário. Até o que pode ser visto no site da prefeitura, quase a metade dessa categoria possui ensino superior. Então com certeza temos pessoas mais capacitadas realizando essa manifestação buscando uma remuneração digna do que pessoas que comentam a serventia dos serviços prestados. Então não vamos questionar a capacidade desses profissionais, mas sim esperar que cada vez mais os profissionais da area de segurança pública sejam qualificados para prestar esse serviço.

    Se bancários sempre fazem greve, por que guardas não podem esperar que o mínimo seja igual aos demais…

  16. Celso Santos
    sábado, 27 de fevereiro de 2010 – 1:17 hs

    hihihi… o ‘Cobrinha’ me fez rir. Por vários motivos, mas o que chama atenção é o amor dele à farda, sim, porque alguém ‘conhecedor das vírgulas e letras’ se submeter há 19 anos de guarda recebendo 1,5 salário mínimo para correr o sério rísco de desenvolver um bico de papagaio de ficar na mesma posição durante tantos anos só pode ser amor incondicional e ainda numa empresa que explora com tanto ardor seu sentimento pela profissão. Tem algo podre nisso tudo. Existem interesses maiores que simples aumento de salário?

  17. Mutuka
    sábado, 27 de fevereiro de 2010 – 8:01 hs

    Fábio

    LAPTOP e celular é como Bunda!
    Todo mundo Tem!

  18. Geraldo
    sábado, 27 de fevereiro de 2010 – 8:07 hs

    Levar os filhos é sinal de honestidade de propósito.
    A verdade está no coração do povo que apóia esta greve.
    Cadê o Beto Richa ? ele anda está no Castelinho do Batel fazendo comemorações com o dinheiro do povo ??

  19. Cobrinha
    sábado, 27 de fevereiro de 2010 – 8:30 hs

    Tatuquara, caso tenha dúvidas de que eu existo, compareça durante a greve e me procure, pode me chamar pelo apelido acima, todos me conhecem, terei o maior prazer em esclarecer os fatos, acredito que você vedo a verdade irá lutar a meu lado. Pense bem, são apenas pais de famílias que ganham menos que o auxílio reclusão, lutando pela manutenção de seus lares, há alguma coisa errada nisso, ou será que o bandido que está preso tem mais valor?

  20. Lourival
    sábado, 27 de fevereiro de 2010 – 9:17 hs

    então eu sou um sem bunda, porque não tenho laptop p. nenhuma e nunca sobra cinheiro pra comprar um.

  21. Marcos
    sábado, 27 de fevereiro de 2010 – 11:01 hs

    Hora extra….é hora extra….salário é salário…..tem que ter salário descente, ou vc acha que todo mundo gosta de ficar se matando de trabalhar, chegar destruido em casa e não ter energia nem tempo para ficar com os filhos…..se toca colunista…

  22. Olhos Abertos
    sábado, 27 de fevereiro de 2010 – 13:02 hs

    Eita lasqueira, 90 horas de extra fora escalas de final de semana, pro funcionário receber perto de 2.000? somando gratificação de 50% que deve ser periculosidade e mais a bolsa do governo federal. Esse pessoal quando se aposentar se tirar 500 reais limpo é muito.

    To pra ver alguém aposentado receber bolsa do pronasci, e gratificação de segurança aposentado rs

    Viva Bolsa Reclusão… e a Inclusão Digital.. onde qualquer um pode ter computador e falar besteira.

  23. Celso Santos
    sábado, 27 de fevereiro de 2010 – 15:00 hs

    Bom, com esse cha-lá-lá de “somos pais de famílias que ganham menos que o auxílio reclusão” me lembrei do seguinte. Somos todos pais de famílias, professores, médicos, motorista de ônibus, cobradores de ônibus, garis, zeladores, auxiliares administrativos, e tantos outros por aí, agora, se todos nós fossemos exigir o que pensamos de devíamos receber no final de cada mês…não haveria dinheiro para todos. A questão do auxílio-reclusão é muito simples, para a família do preso ter direito a este auxílio o preso deve ter contrubuído com o INSS além de outros requisitos..diferentemente de alguns outros benefícios que não precisam de contribuição ao INSS. (lembrado, o auxílio-reclusão é direito ‘da família’ – pais, cônjuges e filhos – e não do detento).
    E se a questão da GM é simplesmente o fato de estarem chateados porque as famílias dos presos tem esse auxílio, deveriam cobrar isso do Governo Federal, (através dos nossos deputados e senadores) e não politicamente da prefeitura de Curitiba, ou seja, de nós que pagamos seus salários.

  24. Tatuquara
    sábado, 27 de fevereiro de 2010 – 16:40 hs

    Cobrinha porque nao colocou seu contra cheque no blog?
    Ou e do incmPeTente ou e assessor do Alvaro Piruca Dias…
    Vamos parar de papo furado ,esta greve e uma PALHACADA q tem outros objetivos, nao a favor de melhores salarios mas sim tentar abalar a adminstracao municipal.

  25. Cobrinha
    sábado, 27 de fevereiro de 2010 – 19:26 hs

    Ary Kara e Celso Santos, quem disse que eu quero fazer horas extras, a bolsa formação é uma ajuda de custo do governo federal para servidores da segurança pública com baixos salários, nem deveria estar nos cálculos da prefeitura, se não é ela que paga. Os cálculos que a prefeitura faz até me deixa confuso, quase acredito que ganho bem, mas quando pego o meu contra-cheque…Gostaria que eles, fizessem os cálculos de probabilidades de acertos na Mega Sena, para que eu conseguisse acertar. Quanto o amor à profissão, o Celso Santos, acertou em cheio, amo a minha profissão, mas não é a minha fonte de renda, eu e minha esposa, temos uma linha de transporte escolar com faturamento de aproximadamente 4.300,00, mas o que eu desejo é que o meu subordinado, pois ocupo cargo de chefia, tenha um salário dígno.No caso do contra-cheque, não tenho scaner.

  26. Cobrinha
    sábado, 27 de fevereiro de 2010 – 19:30 hs

    Háá, agora entendi o auxílio reclusão, então a família do Guarda Municipal não tem direito ao seu salário, então quem vai sustentar a família do Guarda?

  27. Cobrinha
    sábado, 27 de fevereiro de 2010 – 20:08 hs

    Caro, Tatuquara, mostrarei aqui o que receberei neste mês, vencimento 964,83, isto ocupando cargo de chefia e com 19 anos de serviço, 1.004,97, referente a 139 horas extras feitas durante o carnaval sem a minha vontade, enquanto todos estavam no litoral, 67,48, referente a 7horas DSR(descanso semanal remunerado), pagos quando se trabalha em feriados, a prefeitura não paga DSR nos sábados e domingos, causas de muitos protestos, 101,22, referente a 105 adicional noturno, cada noite trabalhada conta-se 7 adicionais, calcule para voce ver se não chega a 2.100,00 como diz o enunciado da matéria. E minha vida privada, como fica? E se eu hoje levar um tiro e ficar paraplégico, receberei horas extra, risco de vida, bolsa formação? Acredito que muitos profissionais de outras áreas também ganham mal, mas, quem não luta pelos seus direitos, não merece têlos. Talvez no próximo mês não terei este polpudo sálario, pois estou em greve.

  28. Quem?
    sábado, 27 de fevereiro de 2010 – 21:41 hs

    Só em Curitiba, “cidade de primeiro mundo” é que as pessoas são julgadas por terem um computador. Só aqui as pessoas são julgadas por levarem os filhos a uma manifestação legítima. Se é ilegítima, por que não recorrem ao Judiciário?
    Agora a estrutura salarial colocada no site da Prefeitura só pode ser brincadeira de mau gosto. Por acaso em Curitiba o Guarda Municipal é obrigado a fazer horas-extras e escala de 24 no final de semana? Se isso ocorre, é porque a carreira não é respeitada pela administração e considerar que a pessoa ganha um pouco mais porque trabalha muito mais do que deveria é brincadeira.
    Então quer dizer que não há porevisão de concursos para novas vagas, para que os atuais GM possam não ser submetidos a jornadas de tarbalh tão extenuantes? Gostaria de saber o que pensa o sindicato deles. Acho que a Justiça deveria ser acionada para que interviesse. Não é possível, nem legal ou menos legítimo exigir que a pessoa não tenha vida fora do Trabalho. Isso vai contra os preceitos da Organização Internacional do Trabalho.
    Olha, gostaria de saber o que os servidores públicos minicipais têm a dizer sobre a administração municipal. Ela age assim, além de não respeitá-los, ainda coloca notícias no site que além de mostrarem como a estrutura é mal organizada ainda mostram ilegalidades? Essa é a cara da renovação política que se pretende para o Paraná? Que vergonha!

  29. curioso
    domingo, 28 de fevereiro de 2010 – 0:47 hs

    Essa tática que a Prefeitura usa de pagar os servidores com um piso baixinho + vantagens (horas extras, bolsa formação, gratificações, produtividade e outros nomes que sa dá) é na verdade uma fraude pois, assim, não recolhe os 20% referente a previdencia (IPMC) devida.
    Daí quando os servidores se aposentam ficam apenas com o salário-base, ah mas, quem tem função gratificada ou cargo de chefia pode se aposentar com tudo pois, há o recolhimento da contribuição patronal nesses casos.
    É o mesmo que algumas empresas (não muito honestas) praticam quando registram um empregado com um salário menor e paga o restante “por fora”. Só que na iniciativa privada tem MTE, Ministério Público e Justiça do Trabalho, que quando descobrem acaba punindo os aproveitadores.
    E só pra concluir a alegação de tais empresários é que a carga tributária é muito alta. Será que a prefeitura alega a mesma coisa? rssssss.

  30. Celso Santos
    domingo, 28 de fevereiro de 2010 – 3:02 hs

    Ai ai… Estamos do mesmo tamanho. A Justiça proíbe a greve, os trabalhadores injustiçados e explorados se mantêm longe da labuta, alguns apostam nos vencimentos das suas funções extras, não das horas extras rigorosamente cumpridas, mas das suas atividades mais importantes. Ainda há quem questione “quem vai sustentar a família do guarda?” ora, a resposta é bem lógica, todos nós. Mesmo sabendo que alguns estão alegremente sentados, agora na praça, não mais em suas cadeiras, ainda assim serão pagos pelo dinheiro do contribuinte. Alguns cálculos aqui, outros ali, um passo para frente nos argumentos, dois para trás nas contradições.. mas tudo bem, cálculos sempre são difíceis para quem não detém a compreensão. Se examinarmos com maior acuidade dá quase para ver que ser Guarda Municipal realmente é uma excelente fonte de renda sim, ainda mais quando recebemos horas extras e às cumprimos transportando doces e inocentes crianças, sem qualquer risco a segurança pessoal.

    As horas normais, horas extras, adicional disso, mas adicional daquilo e ainda a bolsa federal (R$400,00 – Pronasci), mais um acréscimo”sinho” a colar, uma gratificação”sinha” logo ali (50%), sem contar a periculosidade (40%), plano de saúde talvez, quem sabe um vale-transportinho cabe no contracheque também… e por fim a tão reclamada escala extra de trabalho, bem paga, mas muito reclamada. Ufa! Isso confunde mesmo.

    Vivemos num regime democrático que dá direito aos trabalhadores fazerem greve, é justo, é um importante gatilho para demonstrar a união da classe em busca de melhores condições para o trabalho, assim (perdoe a comparação), como todo detento tem direito a fuga; mas esse instrumento não deve ser usado para justificar atividades políticas, atividades que afetam a segurança pública, a saúde e a manutenção da ordem pública. Fazer greve é muito mais que chorar “as pitangas”, greve é instrumento sério que precisa ser usado conscientemente que o extremo está próximo e por isso não deve haver delongas de nenhuma parte, porque todos são prejudicados.
    Ora, greve não é pirraça de trabalhadores e certamente quando se pensa em administração pública a situação é muito mais delicada, um chefe do Executivo (Municipal, Estadual ou Federal) não é um proprietário do dinheiro público, existem regras e são regras democráticas que norteiam o gasto público. O que não se pode é pensar que uma greve pode ser eterna, se há sinal de acordo porque não há compreensão que nesse momento é o pode ser feito, tanto do lado de cá quanto do lado de lá.

    Aos conscientes Guardas Municipais de Curitiba deixo aqui minhas considerações, aos demais deixo o desejo que tenham mais consciência e respeito por si e pelo Curitibano.

  31. Vigilante Padrão
    domingo, 28 de fevereiro de 2010 – 10:02 hs

    Esse cobrinha tá ganhando bem prá guardar bosque e escola quero ver ele ser vigia de predio pra ele ver quanto ele ganha, eu sei esses caras tem ate colchão no trabalho e falam em levar tiro, eu quero ser chefe de dorminhoco também. chefe de quem não faz nada não faz nada. Prefeito acabe com essa guarda que não serve pra nada, converse e acerte com o requião e coloque PM na rua é mais barato.

  32. Cobrinha
    domingo, 28 de fevereiro de 2010 – 13:46 hs

    Vigilante Padrão, então a PM não está na rua? Caso você, queira conversar, comigo cara à cara, e não escondido atrás de um computador, estarei na greve, mostrarei para você através de documentos quantas detensões, que foram lavrado flagrantes, todos documentados. Caso queira, procure os seus colegas de profissão nos terminais de ônibus, e pergunte sobre o trabalho da GM, somos os seus braços direito. Nos meus 19 anos de profissão, tenho 3 Honra ao mérito em serviço, você sabe o que isto? Melhor procure o CEPOL, delegacia de polícia civil, e questione os policiais, acredito que você terá uma surpresa.

  33. Cobrinha
    domingo, 28 de fevereiro de 2010 – 13:54 hs

    Celso Santos, acredito que você está sendo muito bem pago pela Prefeitura, para afirmar, que hora extras é sálario, e ir contra aos anseios, de uma classe, A GREVE É LEGAL, temo que você tenha empregados, pois os mesmos, devem ser escravos. Saia de trás da mesa e venha conversar comigo frente à frente na greve, ou em qualquer outo lugar, acredito que, após eu mostrar através de documentos, você levantará a nossa bandeira. Venha, não seja covarde!

  34. NASSIB YÁSBEK
    domingo, 28 de fevereiro de 2010 – 15:39 hs

    Levar a mulher e filhos é coisa do MST.
    Escudos contra quem?
    movimento está pacífico porque a prefeitura tem diálogo

  35. Cobrinha
    segunda-feira, 1 de março de 2010 – 11:18 hs

    NASSIB YÁSBEK, o movimento é pacífico, estão todos esperando algum erro nosso, para poder escrachar na imprensa. Não daremos esse gosto para vocês. Em uma semana de paralização, era para estarmos todos com os nervos à flor da pele.

  36. Cobrinha
    segunda-feira, 1 de março de 2010 – 13:06 hs

    NASSIB YÁSBEK, se a prefeitura tem diálogo, por que ela não nos consede um aumento salarial de 710,00 para no mínimo 1.000,00?Por que, ela não nos atende? Preciasamos fazer o quê, para que nos chamem para negociar?

  37. quichiner
    segunda-feira, 1 de março de 2010 – 13:54 hs

    Agora trabalho escravo com hora extras obrigatoria é SALARIO… esta desespero de falcatrua… pague um salario decente… sem horas extra… o PM so seis horas… ostensivo e armado… por lei É SEIS HORAS… esse crapula… quer que nos arrisquemos nossas vidas… por trabalho escravo… façam os calculos se horas extra a 50% vai dar esses valores que a prefeitura passou no site… ainda incluso os 50% de graticação sobre o valor da 75% a mais e veja quanto eles tão roubando da folha ponto… ladrões… tercerize para caixa dois de campanha…

  38. jean
    segunda-feira, 1 de março de 2010 – 16:40 hs

    Ei Tatuquara você por acaso mora no Batel ou é cupincha do Betinho ganhando seus 6 mil reais de cargo comissionado?

  39. segunda-feira, 1 de março de 2010 – 20:29 hs

    Infelizmente tem esses infelizes que a vida toda ficou de pau mandado e capacho não é seu Celso, tenha um pouco de vergonha não distorcendo os fatos essa é a arma dos covardes, para sua informação o meu sálario base é dê R$ 838,35 com 20 anos de Guarda Municipal irei solicitar á diferença que está faltando e que vôces estão divulgando. Com referência á nós também pagamos Juntamente com os curitibanos nossos sálarios , inclusive o seu ou vôce não é mais funcionário público á Prefeitura Municipal é sua empresa comercial de propaganda ficar balançando bandeira de partido que o Prefeito pertence, saí da sombra covarde ! Uma Boa Noite .

  40. Oi
    terça-feira, 2 de março de 2010 – 16:37 hs

    CARLOTA,

    Nao é pelo fato do laptop ser caro, mesmo pq com R$50,00 mensais voce pode comprar um, e sim pelo fato que a greve é insentivada pelo PT, visando o ataque a PMC e consequentemente ao nosso futuro Governador Beto Richa. Tive a oportunidade de ver a passeata e ver que mais de 80% das pessoas nao eram da guarda municipal. E sim petistas, desempregados, e arruaceiros.

    E me desculpe mais um funcionario que ganha um salario TOTAL no valor de R$2.100,00 nao é pobre.

    Pobre sao os coitados que estao sendo roubados pelo PT, ou na politica ou nas ruas pela falta dos GM’s que estao de greve por insentivo do PT.

    Teho certeza que uma breve conversa com nosso futuro governador teria finalizado esse assunto sem greves ou maiores problemas.

  41. Cobrinha
    quarta-feira, 3 de março de 2010 – 9:33 hs

    Oi, você está equivocada pois, a greve não é do PT, é por melhores salário, que hoje está em 710,00, esse salário de 2.100,00 divulgado na mídia é para desqualificar a greve. Muitas vezes o Guarda Municipal é obrigado à fazer horas extras pela falta de pessoal, chegando à beira da escravidão. Imagine você ser obigado à fazer, em torno de 150 horas à mais do que sua obrigação. E a prefeitura ainda diz que isto é uma conquista!

  42. Cobrinha
    quarta-feira, 3 de março de 2010 – 9:36 hs

    Oi, esta greve não iniciou este ano, e sim no ano passado, em 2009 teve até um dia de paralização, mas a prefeitura pediu até o dia 15 de fevereiro para nos dar uma resposta, por falta de respostas dia 22 de fevereiro, entramos em greve. Será que a prefeitura tinha alguma intenção?

  43. segunda-feira, 6 de setembro de 2010 – 16:48 hs

    Eu ganho muito bem,até comprei um carro tenho laptop!
    Qual o problema?
    Obs:Sou guarda Municipal de Curitiba Pr

  44. terça-feira, 14 de setembro de 2010 – 17:10 hs

    Espero q os meu colegas de trabalho,parem de reclamar!
    Porque somos bem pagos pra nao fazermos nada na realidade!
    Vamos ser sinceros!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*