Novo presidente da OAB critica corrupção e falta de vergonha de políticos | Fábio Campana

Novo presidente da OAB
critica corrupção e falta de vergonha de políticos

Da Folha de S. Paulo

O novo presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Ophir Cavalcante, criticou nesta segunda-feira o fato de o Brasil ainda ser uma das nações mais corruptas do planeta (75ª posição, segundo ranking da ONG Transparência Internacional). Segundo ele, o culpado por essa situação são “aqueles [políticos] que não têm vergonha na cara”

Cavalcante tomou posse do cargo ontem. Em seu discurso, destacou a impunidade nos casos de corrupção no Brasil. Como exemplo, usou o escândalo envolvendo o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido).

“Dinheiro em meias, em cuecas, em bolsas, oração para agradecer propina recebida são anomalias inconcebíveis, que demonstram total subversão de valores por parte dos que deveriam dar o exemplo”, disse, antes de lembrar que este é um ano eleitoral: “Essa virada ética depende de nós: vamos exigir decência; vamos repudiar pelo voto aqueles que não têm vergonha na cara”.

Segundo Ophir, o combate à corrupção e à impunidade será uma das marcas dos três anos de sua gestão. “Ou nos reencontramos com a decência ou naufragaremos. Pois nenhum país avança, nenhum país ingressa no primeiro mundo com as mãos sujas”, afirmou.

O advogado disse ainda que a OAB vai defender uma “revolução moral e ética” e que a entidade lutará contra práticas políticas como o loteamento do Estado e o uso de cargos públicos para arrecadar dinheiro e financiar campanha. Ele condenou, por exemplo, o fato de o Brasil ter hoje cerca de 25 mil cargos públicos de livre nomeação.

Ophir foi eleito o novo presidente da OAB no domingo (31). Ele substitui o advogado sergipano Cezar Britto, que estava à frente da instituição desde 2007. Durante a gestão de Britto, ocupou o cargo de diretor-tesoureiro da OAB. Ele ficará no cargo de presidente do Conselho Federal pelos próximos três anos.

Além de Ophir, integram a nova diretoria os advogados Alberto de Paula Machado (vice-presidente); Marcus Vinicius Furtado Coelho (secretário-geral); Márcia Regina Machado Melaré (secretária-geral adjunta) e Miguel Ângelo Sampaio Cançado (diretor-tesoureiro).


21 comentários

  1. terça-feira, 2 de fevereiro de 2010 – 22:44 hs

    ele está se esquecendo de uma coisa…..os políticos saem impunementes graças aos Advogados CORRUPTOS…..E EMPRESÁRIOS CORRUPTOS…..EM LEIS SEM EFICÁCIA….A FALTA DE HIERARQUIA NOS TRIBUNAIS…

    EM SUMA SÃO OS ADVOGADOS…………OS CULPADOS!

  2. terça-feira, 2 de fevereiro de 2010 – 22:47 hs

    ALIAS O QUE O REQUIÃO VAI FAZER COM O BURKO…QUE CONSEGUIU UM LIMINAR ..DE UM ADVOGADO…PARA PERMANECER NO CARGO!!!!!!!!!!!!!!

    ELE DIZ QUE NÃO SAI……PARECE O SECRETARIO DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO DO REQUIÃO…..DAQUI NÃO SAIO…..TODO MUNDO MANDA….

  3. terça-feira, 2 de fevereiro de 2010 – 22:48 hs

    E A ONG DOS FUNCIONÁRIOS DO IAP…..VAI CONSEGUIR UMA LIMINAR PARA A SAÍDA DO BRUKO????HEHEHEHE.

  4. Paranaense
    terça-feira, 2 de fevereiro de 2010 – 23:53 hs

    Oh! meu Deus, até que enfim alguém fala a minha língua, em algum lugar desta nação!!! Espero que este cidadão não se canse de combater os piores bandidos deste amado país…

  5. CLOVIS PENA -
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 6:37 hs

    “Segundo Ophir, o combate à corrupção e à impunidade será uma das marcas dos três anos de sua gestão.”

    Se o presidente da OAB fizer bem o que está prometendo, fará o melhor em relação a tudo o que já foi feito. Que faça só isto e será credor das maiores homenagens do povo brasileiro.

  6. zé da coxinha
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 8:10 hs

    Nós cidadãos estamos indignados com a conduta e manobra desse indivíduo governador do Distrito Federal. O Brasil não pode aceitar que estes elementos continuem a exercer função pública. Os cordeiros (deputados) desta máfia ligados aos escândalos agem em causa própria. Infelizmente, muitas coisas se esquecem, e pouco se faz, pois, não há nada mais repugnante, sórdido como estes políticos. Este vírus está impregnado em todos os partidos. A SOCIEDADE BRASILEIRA NUM PAIS DE MAIOR CARGA TRIBUTÁRIA, REPUDIA E PEDIMOS A INTERVENÇÃO DO GOVERNO FEDERAL, POIS, NÃO HÁ MAIS CONDIÇÕES ÉTICA E MORAL DESSES ELEMENTOS CONTINUAREM NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA.

  7. Salvador
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 8:23 hs

    Eles são santos. Demagogia pura. Pra cada político safado tem 100 advogados mercenários.

  8. Austragésilo
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 9:00 hs

    Pois, então, que a OAB faça a sua parte. Aliás, a gestão anterior da entidade estava leniente com os desmandos e os desaforos praticados pela alta cúpula política nacional. O novo presidente da entidade, se manter a palavra, será uma pedra bem colocada no calcanhar dos que usam e abusam dos direitos onstitucionais do cidadão brasileiro. Outras entidades precisam se levantar em favor da moralização na política. Esse estado abusivo da ordem pública não pode continuar. Moralizar é necessário, urgente e indispensável.

  9. Marcos Calonga
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 9:22 hs

    “Repudiar pelo voto os que não tem vergonha na cara”? Só se não votarmos em ninguém, já que político nenhum tem vergonha na cara.

  10. joão prejudicado
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 10:35 hs

    Este presidente da OAB deveria também criticar o próppio orgão o qual preside.
    A OAB não se preocupa com o advogado, virou partido politico e reduto eleitoreiro e cabide de emprego.
    Este presidente oportunista que fale das ações judiciais que levam 15 ou 20 anos e não são julgadas( vide a comarca de Matinhos).
    Dá nojo!

  11. Jose Carlos
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 10:50 hs

    Ele esqueceu de falar do mensalão petista e das cuecas petistas recheadas, além dos dólares dos churrasqueiros presidenciais aloprados… aqui na República Bananeira os rotos falam dos esfarrapados… PT, PMDB, PSDB, DEM, etc e tal, são todos farinha do mesmo saco, com granulometrias diferentes… há safadezas para todos…

  12. Divanir
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 11:16 hs

    ZÉ DA COXINHA, o que o governo federal pode fazer neste caso?…, pois, quem pode fazer alguma coisa é a camara dos deputados do Distrito Federal, a qual tem obrigação legal e ética, ou os ministros do TSE, mas, quem pode dar uma resposta ainda melhor, é o povo Brasiliense, este sim, pode excluir cada político que tenha enfiado dinheiro pelas meias, e ainda mais, pode excluir os políticos que lá estão e se omitiram na ora de votarem contra estes corruptos, pois é tão ou mais corrupto quem peca pela OMISSÃO. O governo federal também não pode pousar de santo nesta situação, pois está com várias denúnciais de irregularidades nas obras do PAC, tanto que o nosso presidente, pediu que não parassem as obras somente por denúncias e suspeitas. A ordem neste país é vamos roubar, depois veremos no que vai dar, pois temos a máquina do estado a nosso favor, eta Brasil cheio de corruptos. Vale lembrar que também tem advogados corruptos, no entanto, nós não os elegemos, e sim nossos políticos, estes sim tem o dever legal e obrigação moral de zelar pelo nosso país, pois o pior ladrão é aquele que tira dinheiro da saúde pública matando vários brasileiros de uma só vez.

  13. Jr
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 12:09 hs

    Muito cara de pau este presidente da OAB, criticar a falta de vergonha dos políticos. Deveria começar na sua própria classe, anulando a prova prática profissional 2009.2 (direito do trabalho e tributário) o qual foi elaborada com muita, mas, muita mesmo má fé. (maldade mesmo) No sentido de reprovar os inscritos aprovados na primeira fase. Pois, se quer aparecer Sr. presidente da AOB, então, tem que ser de dígna e correta. Tem um diatado que diz “onde à fumaça à fogo” isto é, tem mais de 1.500 ações contra esta prova 2009.2, ou seja, tem algo errado. Além do mais, esta prova é inconstitucional simplesmente porquê fere o princípio da isonomia, outras profissões somente é exigido o diploma reconhecido pelo MEC.

  14. FILET MIGNON
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 12:21 hs

    Vamos todos juntoss apoiarmos as atitudes da OAB…
    Manda brasa que nós vamos assoprar…
    Numa dessas até REIQUIÃO vai pro pau!

  15. Borduna
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 13:43 hs

    A AOB sabe perfeitamente quem são os Juízes e Ministros corruptos, os políticos ladrôes e os advogados canalhas que os inocentam. A IMPUNIDADE TEM AS RAÍZES NA OMISSÃO DA OAB. Portanto, chega de discurso vazio da OAB e que seja dado nome aos bois.Venha-se a público com a relação nominata. Daí os discursos começarão a ter credibilidade.

  16. Zangado
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 18:57 hs

    João Prejudicado – com razão !
    A OAB federal deveria atentar para o CALOTE dado nos preceitos constitucionais, empurrando com a barriga a criação da Defensoria Pública no Estado, em troca de um convênio envolvendo a OAB-PR, Secretaria da Justiça e da Cidadania, a Procuradoria Geral do Estado e o Tribunal de Justiça para assistência jurídica aos cidadãos que não têm condições de pagar um advogado, mediante advocacia dativa, através de repasse de R$ 7,5 milhões no primeiro ano do contrato. Ora, como tem dinheiro para tal repasse e não tem para cumprir a Constituição. O Paraná (junto com Santa Catarina) não tem Defensoria Pública, tem um remedo num apêndice administrativo na Secretaria de Justiça, composto de poucos advogados de outra carreira, estagiários e contratados. Recentemente até perdeu verba federal por não ter Defensoria Pública preconizada nos termos da Constituição. Agora fazem um remendão para empurrar com a barriga a omissão mais 3 ou cinco anos e descumprir flegrantemente a Constituição e – pasmem – a OAB seccional participa deste CALOTE à Constituição ! O anel dos advogados está cada vez mais vermelho … de vergonha !

  17. Reinoldo Hey
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 19:17 hs

    Ophir: sinceramente é o fundo do poço, é o sucateamento da moral e da ética, é a soberania da hipocrisia e o apogeu da ignorância desse povo que sinceramente não está preparado intelectualmente para escolher coerentemente. Povo que troca voto por leite , por salário- família, por vale- alfafa, por urinol de plástico.
    É preciso investir em EDUCAÇÃO.
    Pagar melhor para os professores competentes ( e não para os que fazem cursinhos mandrakes durante o período letivo).
    É preciso parar de transformar o magistério em cabide de empregos para eleitores, arrumando remoções fantasmas,emitindo ordens de serviços questionáveis, apadrinhando alguns em detrimento de outros…).
    É isso aí!!!

  18. Zangado
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 21:45 hs

    João Prejudicado – com toda razão !

    Enquanto o Presidente do STF mantém decisão que determinou instalação de defensoria pública em Foz do Iguaçu (PR), a OAB-PR, Secretaria da Justiça e da Cidadania, a Procuradoria Geral do Estado e o Tribunal de Justiça celebram convênio para dar assistência jurídica dativa aos cidadãos que não têm condições de pagar um advogado, dando verdadeiro calote na Constituição ao não instalar a defensoria pública estadual nos moldes previsto na Constituição, somente este com legitimidade e prerrogativas necessárias a tal mister. Que o Estado seja omisso em não instalar a Defensoria Pública (perdendo recentemtne até verba federal a ela destinada) não impressiona, o que impressiona é participar a seccional da OAB em tal calote à Constituição, quando vemos que no âmbito federal a posição é outra. Com repasse de R$ 7,5 milhões no primeiro ano do convênio, não daria para implantar a defensoria pública estadual ? Trata-se, inclusive, de cidade importante do Paraná – Foz do Iguaçu – a demandar a atuação meritória do Parquet federal. Enquanto isso, no âmbito estadual, aplicam este calote constitucional. Eis parte da notícia do STF:

    “Alegou o Ministério Público na ação civil que a Defensora Pública da União, com sede em Curitiba, afirmou não ter atribuições perante o município de Foz do Iguaçu, deixando a população carente daquela localidade desassistida.

    Segundo a ação do Ministério Público, “no Município de Foz do Iguaçu, por ser uma região fronteiriça, são recorrentes os casos de flagrantes contra pessoas impossibilitadas financeiramente de custear advogado, estimando-se um percentual de 75% de prisões em flagrante sem a atuação da Defensoria Pública”.

    Diante dos argumentos, a Justiça Federal determinou a instalação de uma Defensoria em Foz do Iguaçu. Inconformada a Defensoria Pública da União recorreu da sentença, mas alega que os recursos interpostos não possuem efeito suspensivo, para reverter a decisão da Justiça Federal. Por esta razão, ajuizou o pedido de Suspensão de Tutela Antecipada no Supremo Tribunal Federal, que foi considerada incabível pelo presidente da Corte, ministro Gilmar Mendes.” (Notícias STF – Quarta-feira, 03 de Fevereiro de 2010)

  19. A.P. 25
    quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 – 22:08 hs

    Quem sabe este presidente da OAB tenha a vontade de cumprir a Constituição do Brasil, começando com os direitos do Bachareis de Direito que estudaram 05 anos em suas vidas voltados ao mundo das leis de seu país. Com o sonho para trabalhar na profissão escolhida, ainda tem a realizar, a prova que acontece 03x por ano no Brasil, cobrando o valor de R$150,00 da primeira fase e segunda isto é para avaliar o conhecimento jurídico e raciociniar como certos advogados …. vejam os cometários….e ainda falam em vergonha….vamos exigir decência….moral ética….

  20. CIDADAO COERENTE
    quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010 – 8:01 hs

    hipócritas
    PARA TODO CORRUPTO E BANDIDO, TEM UMA ALCATÉIA DE ADVOGADOS DA PIOR ESPÉCIE, PRESSIONANDO E CORROMPENDO COLEGAS DA JUSTIÇA, ESTES TODOS ORIUNDOS DA ADVOCACIA

    ESSA CLASSE DEFENDE TODAS AS MALDADES PRATICADAS PELOS PIORES HOMENS, E ACHAM UMA MANEIRA DE ABSOLVE-LOS

    SE MEU FILHO FALASSE QUE QUER SER ADVOGADO, EU LHE FALARIA, FALHEI CRIEI UM BANDIDO, PQ ESSA CLASSE NAO TEM HONRADEZ HONESTIDADE, E A JUSTIÇA QUE QUEREM É APENAS A QUE BENEFICIA SEU PRÓPRIO BOLSO, MESMO QUE PARA ISSO TENHAM QUE ABSOLVER O ASSASSINO DA PRÓPRIA MÃE MAE

  21. Jeanete
    sexta-feira, 2 de abril de 2010 – 11:06 hs

    É muita hipocrisia! A OAB do Paraná celebra um convênio desrespeitoso perante a lei e a CF para admitir que advogado preste assistência jurídica a pessoas pobres sem passar por concurso público – ou seja, faz disso um cabide de emprego pautada na ilegalidade e vem falar de corrupção. Há várias maneiras de realizar corrupçlão. Aliás as menos óbvias são as mais perigosas porque ao passarem despercebidas não sofrem a pressão da crítica ou da resistência social. É por essas e outras que tenho medo da volta dos velhos donos do poder com a saída de Lula. Foi na gestão deste que as Defensorias se fortaleceram um pouco. E o modelo de Requião dá uma idéia de como as coisas destinadas aos pobre são tratadas: como instrumento de enganação. Aliem-se á Constituição, pautando não só a criação da Defensoria, mas também a sua autonomia, como fez a OAB do Maranhão ao que impetrou uma ADIN para garantir a autonomia da que já estava criada, e, então , apaudiremos seu discurso, Presidente!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*