Só em janeiro, 162 pessoas assassinadas na região de Curitiba | Fábio Campana

Só em janeiro, 162 pessoas assassinadas na região de Curitiba

Jadson André com informações de Tiago Silva e Bruno Henrique, na rádio Banda B

Curitiba e Região Metropolitana enfrentaram um cenário de guerra neste mês de janeiro. Desde a virada de 2010 até esta quarta-feira (27), foram assassinadas 162 pessoas na região da capital, segundo a contagem feita pela equipe de jornalismo da Rádio Banda B, que acompanha diariamente todos estes crimes.

Só na madrugada e na manhã desta quarta-feira, foram seis mortes a tiros, confirmando a média diária do mês que foi de seis mortes por dia no período. Entre os bairros campeões no ranking da violência, a Cidade Industrial de Curitiba (CIC) aparece em primeiro lugar com 15 mortes.

Em segundo aparece o Sitio Cercado, com seis assassinatos. Já entre os municípios da região metropolitana, Piraquara foi o mais violento. Em 27 dias, 20 pessoas foram encontradas mortas no município. Colombo está em segundo lugar, com 18 pessoas mortas no mês. A contagem de homicídios por bairros e municípios é do site Crimes Curitiba, do jornalista Marcelo Vellinho do jornal Tribuna do Paraná.

Sem controle

O repórter Tiago Silva, da Rádio Banda B, entrevistou hoje (27) uma família de um rapaz assassinado em Piraquara. Segundo os familiares, quando foram retirar o Guia de Necropsia (documento necessário para liberação de corpo assassinado no Instituto Médico Legal) na delegacia, no último domingo (24), foram informados pelo plantonista que não tinham mais vias do documento, devido ao grande volume de assassinatos registrados naquele município.


15 comentários

  1. LEOl
    quinta-feira, 28 de janeiro de 2010 – 13:36 hs

    O MOTIVO PELO QUAL NÃO DIMINUI A CRIMINALIDADE!!!!!

    O MAIOR DOS ABSURDOS:

    *************** **************

    Você sabe o que é o AUXÍLIO RECLUSÃO?

    Todo presidiário com filhos tem direito a uma bolsa que, a partir de 1º/1/2010 é de R$798,30 por filho para sustentar a família, já que o coitadinho não pode trabalhar para sustentar os filhos por estar preso. Mais que um salário mínimo que muita gente por aí rala pra conseguir e manter uma família inteira.

    Ou seja, (falando agora no popular pra ser entendido)
    Bandido com 5 filhos, além de comandar o crime de dentro das prisões, comer e beber nas costas de quem trabalha e/ou paga impostos, ainda tem direito a receber auxílio reclusão de R$3.991,50 da Previdência Social.
    Qual pai de família com 5 filhos recebe um salário suado igual ou mesmo um aposentado que trabalhou e contribuiu a vida inteira e ainda tem que se submeter ao fator previdenciário?
    Mesmo que seja um auxílio temporário, prisão não é colônia de férias.
    Isto é um incentivo a criminalidade nesse pais de merda, formado por corruptos e ladrões.

    Não acredita?
    Confira no site da Previdência Social.

    Portaria nº 48, de 12/2/2009, do INSS
    ( http://www.previdenciasocial.gov.br/conteudoDinamico.php?id=22 )

    Pergunto-lhes:

    1. Vale a pena estudar e ter uma profissão?
    2. Trabalhar 30 dias para receber salário mínimo de R$510,00, fazer malabarismo com orçamento pra manter a família?
    3. Viver endividado com prestações da TV, do celular ou do carro que você não pode ostentar pra não ser assaltado?
    4. Viver recluso atrás das grades de sua casa?
    5. Por acaso os filhos do sujeito que foi morto pelo coitadinho que está preso, recebe uma bolsa de R$798,30 para seu sustento?
    6. Já viu algum defensor dos direitos humanos defendendo esta bolsa para os filhos das vítimas?
    7. Vc acredita nas promessas dos politicos corruptos, ladrões eleitos pela grande massa de ignorantes em nosso pais?
    8. Você acredita no discurso da polícia que está se esforçando pra diminuir a criminalidade?

    ESSE É O BRAZIL COM Z…….
    Z DE ZONA!!!!!

  2. Antonio Marcos
    quinta-feira, 28 de janeiro de 2010 – 14:01 hs

    Em Cornelio Procopio, uma cidade com quase 50 mil habitantes, foram 6 assassinatos em 15 dias, indice muito alto em comparação a Curitiba. Deputado Romanelli so promete que vai melhorar, mas a violencia nas cidades pequenas continua aumentando.

  3. Delírio...........
    quinta-feira, 28 de janeiro de 2010 – 14:08 hs

    Mas aqui não é o estado mais seguro do Brasil? não temos os melhores secretários do mundo por aki? Anda bem que está acabando este governo medíocre, de merda! Fora maria louca!

  4. CLOVIS PENA -
    quinta-feira, 28 de janeiro de 2010 – 14:21 hs

    Só uma ação como a do CNJ no sistema policial/penitenciário do Paraná para mostrar a realidade sem maquiagens e impor uma solução.
    As preocupações, com certeza vão muito além das condições a serem oferecidas por ocasião de alguns jogos da copa.
    Pessuti, Beto e Osmar deveriam ser ouvidos em uma audiência pública sobre o assunto da segurança no Paraná e propor soluções efetivas e duradouras.

  5. Marcos Calonga
    quinta-feira, 28 de janeiro de 2010 – 14:47 hs

    Mata mais que a gripe H1N1!!!

  6. Uai sô......
    quinta-feira, 28 de janeiro de 2010 – 15:30 hs

    cada um deve ter sua arma!!!! já que o Estado não cumpre com os seus deveres, vamos nos armar até os dentes!!!!!!!
    Como dizia o finado Alborgueth: “bandido bom é bandido morto”

  7. Carlos
    quinta-feira, 28 de janeiro de 2010 – 16:48 hs

    Enquanto isso o Beto fica viajando pelo estado em Campanha antecipada para governador e não está nem um poco preocupado com a violência.

  8. Antonio
    quinta-feira, 28 de janeiro de 2010 – 17:28 hs

    Esses índices, só confirmam oque é notório: O Sistema Judiciário está falido, o código criminal é arcaico, perdeu-se o controle, ninguém deixa de roubar, de matar, de enganar porque alguns estão presos.!! ou correm o risco de serem presos, ou mortos… todos os dias a coisa se repete, quando não são os poderosos que cometem crimes de corrupção, prevaricação e peculato por ganância, por poder, são os pobres, menos esclarecidos que por falta de emprego, por falta de oportunidade, por falta de educação, acabam cometendo os mesmos crimes e está tudo bem…É o SISTEMA GLOBAL que tem que ser mudado, para que haja uma reação em cadeia..no mundo inteiro existem os mesmos crimes, não só no Brasil e nem só no Paraná.

  9. quinta-feira, 28 de janeiro de 2010 – 18:59 hs

    UÉ…MAS NÃO TINHA SIDO PROIBIDO AS ARMAS DE FOGO??????????????????????????///////////////////////////

  10. LÉO
    quinta-feira, 28 de janeiro de 2010 – 19:50 hs

    MUITO BEM PENSADO PEDRO GIRARDI…….MAS SÓ QUEM PODE ANDAR ARMADO SÃO BANDIDOS. PESSOAS ONESTAS E TRABALHADORAS NÃO TEM O DIREITO MINIMO DE TENTAR SE DEFENDER. E SE MATAR UM BANDIDO, VAI PRA CADEIA RAPIDINHO.

  11. Óbvio ululante
    quinta-feira, 28 de janeiro de 2010 – 20:23 hs

    Violencia urbana crescente: omissão das autoridades de todos os tipos e cores !

    O recrudescimento da violência urbana, é fruto de vários e até complexos fatores, porém é potencializada pela OMISSÃO das autoridades estaduais (poder executivo, legislativo e judiciário) e municipais, estas mais perto da população.

    Hoje nas cidades, a principal causa está no crescimento da utilização de drogas, especialmente o “CRACK”, que por ser droga barata e acessível, atinge quem queira drogar-se !

    Aí pecam as autoridades já que não instrumentalizam as instituições públicas a agirem (contra os traficantes e atendendo os “drogaditos”).

    Outro fator é desaparelhamento/desestruturação das forças policiais (militar e civil), o fato de atuarem dissociadas e sem planejamento, que sequer atendem as ocorrências policiais, alimentando a criminalidade, devido a impunidade.

    Para fazer frente à “epidemia” da violência, vários municipios criaram a “GUARDA MUNICIPAL”, dinheiro jogado fora, já que não possuem poder de polícia.

    Assim, para melhor utilizar o dinheiro público, a saída é criar-se a polícia municipal/regional, obviamente com controle social e do governo do Estado.

    Outra iniciativa é dar a devida importância ao combate à violência com DELEGACIAS EQUIPADAS, COM PROFISSIONAIS PREPARADOS, com estruturas de apoio (polícia investigativa e cientfífica), dentre outros.

    E mais, o que se vê é o gasto de fortunas com campanhas de trânsito e contra o fumo (também importantes), porém muito pouco ou quase NADA, contra o uso e tráfico de drogas, especialmente o CRACK, essa sim a MATRIZ de todo tipo de violência urbana.

    PENSEM NISTO ! Ajam e exijam atitudes das autoridades constituídas !

  12. Só não vê quem não quer
    quinta-feira, 28 de janeiro de 2010 – 20:38 hs

    SOS juventude: O crack está matando os jovens e inviabilizando o futuro !

    “Curitiba e Região Metropolitana enfrentaram um cenário de guerra neste mês de janeiro. Desde a virada de 2010 até esta quarta-feira (27), foram assassinadas 162 pessoas na região da capital, segundo a contagem feita pela equipe de jornalismo da Rádio Banda B, que acompanha diariamente todos estes crimes.”

    Possívelmente, a totalidade são pessoas tem idade abaixo de 30 anos (ou seja,são jovens) e a matriz principal são as DROGAS, especialmente o “CRACK” ou “álcool + crack” !

    Ou seja, vivemos no Paraná (e por todo o país), uma EPIDEMIA de CRACK.

    Daí, qual a atitude da sociedade diante dessa CALAMIDADE PÚBLICA ? O que fazem as autoridades de todos os setores, perfis e origens !

    NADA ? Cadê a campanha institucional, ampla GERAL E IRRESTRITA contra o “CRACK” (prisão para traficantes e tratamento para os dependentes químicos).

    QUANDO O CIDADÃO ESTÁ ACOMETIDO DE DEPENDÊNCIA QUÍMICA (“CRACK”), o que faz ? – Amarra o dependente químico dentre de casa, com corrente e cadeado, como mostram os várias reportagens televisivas ?

    Com a palavra governo do PR, deputados estaduais, ministério público, poder juduciário e prefeitos municipais !

    Não adiante, como toda EPIDEMIA, a do “crack” atinge direta e indiretamente, todas as camadas da sociedade, seja os pobres, os médios ou os ricos !

    SÓ NÃO VÊ, QUEM NÃO QUER !

  13. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 29 de janeiro de 2010 – 6:21 hs

    Não entendi nada, o Roubanelli falou que vai melhorar a violência?
    Então teremos mais crimes? KKK

    A Secretaria de (in)segurança já apresentou uma justificativa plausível para a retirada dos PMs dos presídios?
    Notaram que o Roberto Carlos, desde a rebelião, está DESAPARECIDO, não ouço nem vejo o manganão por essas bandas, será que está no interior, fazendo campanha?

    Ele é bom para ameaçar motoristas que não entregaram as carteiras, agora, na hora de enfrentar problemas sérios, como foi o motim na PCE, o sujeitinho DESAPARECE. Bem que ele poderia adotar outro nome artístico: SECRETÁRIO GASPARZINHO, por exemplo, cairia muito melhor do que Roberto Carlos. KKKK

  14. Anônimo
    quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010 – 18:58 hs

    llllllllllllllllll8iiiiiiiiiiiiii

  15. domingo, 23 de maio de 2010 – 19:42 hs

    hoje eu vi uma pessoa ser morta na esquina da minha rua.o cara foi morto a 10 tiros de doze

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*