Rebelião na Penitenciária revela fragilidade do sistema, diz Moraes | Fábio Campana

Rebelião na Penitenciária revela fragilidade do sistema, diz Moraes

O motim ocorrido na última quinta-feira (14) na Penitenciária Central do Estado, em Piraquara, colocou em evidência a desatenção das autoridades responsáveis com a segurança dos presídios paranaenses. Para o deputado Mauro Moraes (PSDB), a fragilidade do sistema é um reflexo da falta de interesse do governo em investir recursos no setor.

Informações a respeito de um possível motim provocado pela transferência de30 presos perigosos chegaram até a secretaria de Justiça, que imediatamente avisou a secretaria de Segurança sobre o risco de uma rebelião no local. No entanto, nenhuma medida foi tomada pelas autoridades para evitar a ação dos rebeldes. “A Comissão de Diretos Humanos da OAB fez um alerta sobre o que poderia acontecer, comentou o parlamentar.

Segundo o deputado, diante do triste episódio, o governo precisa discutir imediatamente a criação de uma assessoria jurídica para os presos, “o que, na realidade, é uma exigência constitucional”, pontuou. O Paraná é o único estado brasileiro que não possui uma defensoria pública.

Estrutura

“O sucateamento e superlotação dos presídios não são novidades. O que causou espanto foi o remanejamento de policiais que faziam a segurança do presídio para trabalhar no atendimento 190 no litoral”, lamentou Moraes. “A rebelião ocorrida na semana passada coloca novamente em discussão a defasagem do efetivo e a necessidade de contratação urgente de policiais”, disse.


10 comentários

  1. Curitiboka
    segunda-feira, 18 de janeiro de 2010 – 18:52 hs

    Manda esses marginais pra “Nho Cu Né”, os Dias vão arrumar um emprego para toda essa corja. Ou utilizem a máxima do nosso governante estadual: Pau, Cacete e Porrada neles.

  2. Vigilante do Portão
    segunda-feira, 18 de janeiro de 2010 – 18:59 hs

    E o Pilantra do Secretário de Segurança, falou alguma coisa?
    Ele gosta muito de aparecer, principalmente para ameaçar prender motoristas, pelo simples fato de não terem entregue as carteiras de motorista.
    Na rebelião, nosso “Roberto Carlos” DESAPARECEU, passadas 72 horas do encerramento do motim e NADA do Secretário dar satisfações para a sociedade paranaense, aquela que lhe paga o polpudo salário.

  3. LÉO
    segunda-feira, 18 de janeiro de 2010 – 19:17 hs

    OS PARLAMENTARES ESTÃO ASSISTINDO REBELÕES “DE CAMAROTE” MAS NENHUM TOMA UMA ATITUDE DE MACHO E PÕE ORDEM NA CASA..FALAR E CRITICAR É FÁCIL, RECISAMOS DE UM CARA DE SACO ROXO, E PELO VISTO NEM BETO NEM OSMAR E NEM ÁLVARO DIAS SÃO OS MAIS INDICADOS…O PARANÁ PRECISA DE MAIS CORAGEM E MENOS FALAÇÃO…..MAIS CHUMBO E MENOS TERNO E GRAVATA.

  4. CLOVIS PENA -
    segunda-feira, 18 de janeiro de 2010 – 19:41 hs

    Importante este manifesto de Mauro Moraes, principalmente em função da minimização do impacto da rebelião na penitenciária central, por coincidir com o grave fato ocorrido no Haiti e o falecimento de Zilda Arns.
    Como o governo não é fiscal dele mesmo, não pode querer ficar com a última palavra sobre o assunto.

  5. Marcos Cordeiro
    segunda-feira, 18 de janeiro de 2010 – 20:23 hs

    Fragilidade!?!?!?!?! O Sistema todo está falido, não possuímos contigente necessário, existem individuos que cumprem penas além dos prazos de condenação e não ganharam a liberdade, não existe mais o relaxamento de detenção por bom comportamento, acho que a grande culpa é da Comissão de Direitos Humanos da OAB, que só apontam os problemas, mas nada fazem para dar suporte jurídico para providência das solturas contribuindo assim com as falhas do TJ que já são bastantes, teriamos que mudar o Código Penal Brasileiro que está ultrapassado, enfim são tantos os problemas que não sabem por onde começar!

  6. SANTANA
    segunda-feira, 18 de janeiro de 2010 – 22:00 hs

    A PEC 308/2004, É UMA ALTERNATIVA PARA RESOLVER DE VEZ ISSO QUE ESTA ACONTECENDO NO PARANÁ, A PEC FOI A PROPOSTA MAIS VOTADA NA 1ª CONSEG. O GOVERNO PERGUNTOU PARA OS TRABALHADORES E PARA A SOCIEDADE O QUE DEVIA SER MUDADO E A RESPOSTA FOI A PEC.
    POLICIA PENAL JA!!!!!

    POLICIA PENAL

    AGENTE PENITENCIARIO DO PARANÁ

  7. FILET MIGNON
    segunda-feira, 18 de janeiro de 2010 – 23:12 hs

    QUEM PODE RECLAMAR DO ANÃO DE JARDIM DO CANGUIRI, VULGO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA?
    OS DEPUTADOS DO PARANÁ? VENDILHÕES DO TEMPLO?
    BANDO DE LAMBE-BOTAS DE REIQUIÃO?
    CATERVA!

  8. carlos almeida
    terça-feira, 19 de janeiro de 2010 – 14:26 hs

    Concordo com o Deputado MAURO MORAES, o governo tem que investir em segurança porque do contrario iremos ver sempre essa barbarie, e já este secretário de segurança é um pau mandado!!!!!!!!

  9. ildo baldo
    terça-feira, 19 de janeiro de 2010 – 14:52 hs

    MAURO MORAES VOCE VAI PERDER O MANDATO NÂO FIQUE DANDO PALPITE VOCE FEIS MUITO MALFEITO O TEU SERVICO QUANDO ESTAVA NA SEGURANÇA E AINDA É BURRO FOI NA CONVERSA DO ESTEFENES JUNIOR QUE NADA MAIS É DO DEM DOQUE DO PMDB VE SE ELE TROCOU DE PARTIDO O JUNINHO É SO TRAIRA MAS QUEM MANDA NELE AINDA É O PAI DELE

  10. SABER VOTAR.
    sábado, 23 de janeiro de 2010 – 13:46 hs

    ILDO BALDO ILDO BALDO O portugues esta indo de mal a pior.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*