Metrô de Curitiba no PAC da Dilma | Fábio Campana

Metrô de Curitiba
no PAC da Dilma

Agora se sabe porque, há poucos meses, Dilma Rousseff foi tão enfática ao dizer que o metrô de Curitiba não entraria no PAC da Mobilidade para a Copa, chegando até a ser desmentida pelo ministro Paulo Bernardo.

O que ela queria era capitalizar para si mesma o repasse dos recursos. O governo federal está preparando a toque de caixa o PAC 2, para lançá-lo até março, antes que Dilma saia do governo para ser candidata à presidência.

A estratégia é que Dilma anuncie o PAC 2, transformando o programa em palanque eleitoral. O fato é que o metrô de Curitiba vai entrar no PAC da Dilma por opção do prefeito Beto Richa, que não quis incluí-lo no PAC de Mobilidade Urbana por se tratar de financiamento. Richa optou pelo PAC 2 para ter o recurso a fundo perdido, assim não compromete as finanças do Município.


19 comentários

  1. CLOVIS PENA -
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 6:33 hs

    Este PAC vai dar música. É só usar aquela do engraxate. Lembra?
    Tudo por Curitiba.

  2. quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 6:47 hs

    Qual é o problema? Em um país onde até instalação de semáfaro conta como “trabalho” de político ( não é Sr Mauro Moraes&filho?) o metrô é para ser degustado com muito carinho, mas não vamos nos esquecer que de acordo com vários outdoors, o metrô de Curitiba é “trabalho” do Deputado Ratinho , ele que fez o requerimento….
    -Puxem o fio da tomada…

  3. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 7:23 hs

    Caso não seja mais uma daquelas promessas de campanha, como são muitas obras do PAC, será muito bom para Curitiba.

    Não gosto de ser pessimista, entretanto, é hábito do governo federal anunciar obras e ir “liberando” a grana “bem devagar”, como ensinou Maquiavel – O mal, faça de uma vez, o bem, faça aos poucos -. kkkk

    A tática é a seguinte:

    Primeiro anunciam que a obra vai ser construída;
    Depois, outro anúncio, dessa vez para a liberação de uma “graninha” (bem pouco dinheiro), para fazer um tal de “estudo da viabilidade econômica”;
    Nova rodada de publicidade para encaminhar a proposta ao IBAMA/IAP, visando a liberação ambiental;
    Em seguida vem o projeto, a concorrência, com os seus percalsos – contestações, impugnações e outras medidas -;
    Enfim, a tão sonhada liberação da grana e o começo da obra.
    Nessa brincadeira podem se passar vários anos.

    Vejam o caso da construção da nova ponte Brasil/Paraguai, em Foz, ouço a notícia de que a obra vai começar, tem pelo menos uns 10 anos, sendo que nenhuma pilastra foi erguida. KKK
    Agora mesmo, quando parece que a coisa vai andar, há um movimento dos comerciantes que não aceitam o local da ponte. A obra pode emPACar novamente. kkk

    Em relaçãos aos políticos, sejam de que partido forem, uso uma frase: ” Quem gosta de promessa é Santo, povo gosta de ação “

  4. Olho aberto
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 8:50 hs

    A questão é que aqui em Curitiba é o prefeito Beto Richa que tem faturado os investimentos federais realizados. É só você verificar na questão da moradia, por exemplo. Além de atrasar nas obras (financiadas pelo PAC) e culpar o governo federal pelo atraso, o que é um absurdo, o prefeito tucano monta palanque para inaugurar a sua política habitacional. Se tirar os recursos federais da área sobra bem pouco, mas é como se fossem obras do prefeito Beto Richa.
    Realmente não bate a afirmação de que Dilma quer faturar politicamente. Aqui em Curitiba quem tem faturado (sem merecimento) é o prefeito tucano.
    Sobre o metrô ele (o prefeito) prometeu em palanque e disse que ia fazer. Agora não pode “culpar” o governo federal… ele que cumpra a promessa.

  5. quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 9:13 hs

    Vamos ver se isso se confirma..Muito mais importante que a disputa eleitoral é o bem estar da população. .Logo o metrô é uma obra cara, porém necessária…Quanto antes começar, antes termina..politicamente é boa pra todos (Dilma, Beto) mas o que importa realmente é a melhoria por ele proporcionada…quanto ao PAC2, esse dinheiro é a fundo perdido, os cofres municipais não estariam com um financiamentoa pagar a longo tempo…até nisso a coisa foi bem feita…….as coisas estão tomando rumos certos.

  6. Plauto
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 10:12 hs

    O errado é fazer sombra com o chapeu dos outros. Explico: Fazer a obra, com recurso do governo federal, e anunciar com sendo do governo municipal. Ex: minha casa, minha vida.

  7. henry
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 10:13 hs

    OS TRAMBIQUEIROS DO pt (partido do trambique) JÁ DERAM O CALOTE NO TAL DE pac 1 E AGORA ESTÃO VINDO COM O pac 2. SÃO UNS VERDADEIROS 171. E PIOR QUE TEM GENTE QUE VOTAM NELES…

  8. RG
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 10:13 hs

    Mas esse Richa é um burro mesmo… dai vem a campanha e a Dilma dizendo pro povo da capital: “Ou o Governador é o Osmar Dias ou esquecem de metro no PAC2″…

  9. DILMONA - UM HOMEM NO PODER
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 10:33 hs

    Caso a Guerrilheira, assaltante de banco, mentirosa e machorra DILMA por uma desgraçavenha a levar as eleiçoes, nÃO MUDARÁ NADA POIS CONTINUAREMOS A SER GOVERNADOS POR UM HOMEM., SO QUE DESTA VEZ UM HOMEM DE SAIA.

    VEGONHA DONA SALETE CESCONETO BOLSISTA DA SILVA

    VERGONHA

  10. Jonas
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 11:34 hs

    A novela nunca acaba, o metrô não vai sair.

  11. Alvaro Dias Governador
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 12:04 hs

    Lula o mentiroso

    http://lintomass.wordpress.com/2010/01/21/parana-esquecido-pelo-lula-e-pt/

    fora Lula

    Fora Dilma

    fora PT do Lula

  12. Raquel
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 12:33 hs

    Betinho saradinho: um beijinho!!!!!!!!!!
    Ah, ah, ah…..vai faturar em cima da guerrilheira.
    O betinho não é chagado ao estilo dela…prefere algo mais feminino.

  13. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 12:50 hs

    Como tem gente ingênua, então o Beto faz cortesia com o chapeu alheio, principalmente no caso da habitação.
    Quero lembrar ao Plauto e ao Olho Aberto que as obras de habitação são feitas “EM PARCERIA” com o governo federal, a prefeitura entra com uma parte e o governo federal com outra. Entre as tarefas da prefeitura estão as de achar, desapropriar e lotear o local das obras, fazer arruamento e entragar pronto para a construtora fazer as casas, depois, caso seja via COHAB, selecionar os candidatos, aprovar o financiamento e acompanhar a construção.

    Uma coisa bastante importante, quando o governo federal diz que está construindo tantas casas, através do programa Mnha Casa, MInha Vida”, temos que filtrar a informação, pois existem várias modalidades de aquisição das moradias; A principal é o FINANCIAMENTO paraaquisição, esse, somente é possível com aporte de recursos da Caixa Econômica, (dinheiro dos depósitos da poupança, do FGTS e de uma liberação do FAT), como vemos, TODOS recursos do próprio trabalhador, nada do tesouro gastar dinheiro dos tributos. Aliás, fora o FAT, os demais fundos DEVEM ser aplicados em moradias. Construir casas, tendo como alavanca esses recursos, é OBRIGAÇÃO DO GOVERNO.
    Viram como é fácil enganar o povão. Quem faz cortesia com o chapeu alheio?

    Parece o Requião, aquele que diz ter feido 1000 KM de estradas ( na verdade ele engloba construir, reformar e tapar buracos, tudo em “CONSTRUIR”. O manganão não conta que os recursos para tais obras vieram da CIDE, contribuição embutida no preço dos combustíveis, é o chamado “DINHEIRO CARIMBADO” só pode ser aplicado em estradas. O Napoleão apresenta como oba do seu governo.

  14. STORM
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 14:30 hs

    “olho aberto”
    Já escrevi aqui e volto a repetir.
    Governo federal não faz favor algum liberando verbas para Curitiba.
    A nossa cidade é uma das maiores arrecadora de tributos federal e, apenas 8,6%, Curitiba retoma.

    Beto age corretamente em exigir a inclusão do metrô à fundo perdido. Esse episódio me faz lembrar o saudoso José Richa, quando prefeito de Londrina, em plena ditadura militar, que só aceitou financiamento do extinto BNH para pavimentação asfáltica em toda a periferia da cidade, a “fundo perdido” e, conseguiu.

  15. Murilo
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 17:40 hs

    Mas existia alguma dúvida nisso tudo?!

    Independente disso acredito que mesmo o Osmar subindo junto e ajudando a segurar a cabeleira da Dilma, ele não vai melhorar de forma tão significante sua imagem.

    Não aqui… Acredito que o Richa ainda cativa aa maioria (já de for o Alvaro, fica a dúvida).

    Mas isso tudo é esperança né, ainda deve vir com esse Pac um aumento do Bolsa Familia, Bolsa Moradia, Bolsa Gás, Bolsa Mercado, deve sair até umas promessas de colchões de melhor densidade para os detentos que um momento de revolta acabaram queimando os que o estado comprou.

    O negócio é ter fé, acredito que o Richa desenvolveu um bom trabalho, se comparado com tantas outras regiões então… espero que seja bem visto isso tudo.

  16. bettonn
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 18:56 hs

    sera feito o primeiro metro anfibio pois em curitiba ha muitos rios que cortam a cidade !!!

  17. ildo baldo
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 19:56 hs

    DEVERIA DEIXAR O BETO SEM RECURSO POIS ELE DIZ QUE A PREFEITURA ESTA FAZENDO E A PREFEITURA SÓ ADMINISTRA O DINHEIRO QUE VEM DO GOVERNO FEDERAL FORA BETO

  18. Ze Anibal
    quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 – 20:07 hs

    PAC? Fala sério…. só trouxa cai ness propaganda enganosa

  19. José Luiz
    terça-feira, 23 de fevereiro de 2010 – 15:00 hs

    Não só o “metrô” é necessário em Curitiba e diga-se de passagem; já com atraso de pelo menos 20 anos, como também se faz necessário urgentemente a extinção dos “FDP” que estão detonando toda a cidade com suas malditas pichações!!!. Depois há quem chore quando um destes marginais despenca de algum ponto alvo de suas imundices! – (quem pariu moisés, que o embale…). Aproveito para relembrar que a linha turística com os velhos bondes usados em Curitiba até meados da década de 50, também é necessária, pois além de revitalizar o centro histórico, seria um negócio rentável como em Santos o esta sendo!. Ademais, parabéns prefeito BETO RICHA e os incomodados de “PlanTão” que não tem mais o que criticar, que “se mandem” para a roça de onde vieram!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*