Hillary vem em março preparar visita de Obama | Fábio Campana

Hillary vem em março preparar visita de Obama

DENISE CHRISPIM MARIN – Agencia Estado

BRASÍLIA – A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, virá a Brasília em março para preparar a visita do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao País ainda neste semestre. Programada para o segundo semestre de 2009, essa agenda foi atrasada pela ausência de um embaixador dos EUA em Brasília desde o final de agosto.

A chegada a Brasília do novo embaixador americano, Thomas Shannon, tende a destravar essas visitas. No último dia 8, Shannon apresentou as cópias de suas credenciais ao Itamaraty e conversou com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Em 4 de fevereiro, o embaixador entregará suas credenciais ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva – rito que oficializa sua condição de representante dos EUA diante do governo brasileiro – e receberá, no dia seguinte, o subsecretário de Estado, Nicholas Burns, que preparará a vinda de Hillary.

Os encontros entre Hillary e Amorim e, depois, entre Obama e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva serão consumidos pelo esforço de aproximar as posições entre os dois países nos âmbitos bilateral, regional e global. Ambos os governos pretendem dar vazão a um acordo sobre economia e comércio para expandir a atual margem de cooperação e de facilitação de trocas de bens e serviços e de investimentos, mas que não alcançará a abertura comercial.

Amorim deixou claro a Shannon que espera de Washington a preservação de um canal de comunicação mais fluído. Em especial, sobre temas sensíveis para a região, como a presença de soldados americanos em sete bases militares da Colômbia.


Um comentário

  1. quarta-feira, 13 de janeiro de 2010 – 1:11 hs

    LULA irá para o oriente médio em março e depois recebe Obama no Brasil.
    Lula tem credibilidade na região, o Brasil para os palestino é confiável e para o Irã também.

    Tenho a impressão que tem diplomacia de paz nessas viagens.
    Seria maravilhoso ver a guerra acabar no oriente médio.
    Não com a derrota do povo palestino e nem com a subimissão do Irã aos EUA e miquinhos amestrados como Inglaterra, Alemanha, Itália e etc.

    Israel tem que ser reconhecido, mas tem que reconhecer o Estado Palestino, Irã e etc.
    Tem que deixar de ser o cão de guarda dos EUA não região.

    Quanto ao Iraque, não tem jeito.
    O governo colaboracionista com os invasores vai ser implodido.
    Espero ver, como vi no Vietnam, os soldados dos EUA saírem correndo do Iraque. Como serão no Afeganistão.
    É essa debandada de nada adianta porque toma o poder é o Talibã. Vade retro às trevas!!!!!!!

    Logo, a Sra. Clinton vem para discutir coisas que já devem ter sido discutidas por Lula com os presidentes da Autoridade Palestina, do Irã e de Israel, quando de suas passagens pelo Brasil

    Zé Bunitinho foi aos EUA a ganhou um prêmio. Parabéns!
    A moçada das trevas tá eufórica. Tem que ficar mesmo.
    Mas não dá para comparar com O CARA.
    Dá um tempo moçada!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*