Congresso tem 594 políticos, mas paga 616 | Fábio Campana

Congresso tem 594 políticos, mas paga 616

da Folha Online

Além de arcar com salários de 513 deputados e 81 senadores, o Congresso Nacional gasta mais R$ 4,3 milhões por ano com os vencimentos de 22 parlamentares licenciados para ocupar cargos em secretarias municipais e estaduais, ministérios e prefeituras, informa a reportagem de Maria Clara Cabral (a íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL).

Segundo a reportagem, isso acontece porque o salário mensal de um senador ou deputado é de R$ 16,5 mil –valor mais alto do que a maioria dos salários no Executivo.

Quando voltam ao Congresso, os licenciados também têm direito ao benefício do auxílio do mandato. Na Câmara, o auxílio varia de R$ 23 mil a R$ 34,2 mil por mês, dependendo do Estado do parlamentar. Quem volta à Casa tem direito a benefício proporcional aos dias trabalhados como deputado.

É o que ocorre com Alberto Fraga (DEM-DF): ele foi eleito deputado federal, mas exerce o cargo de secretário de Transportes do Distrito Federal.


4 comentários

  1. sábado, 2 de janeiro de 2010 – 18:28 hs

    MEU DEUS DO CÉU;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;?????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

  2. Analista
    sábado, 2 de janeiro de 2010 – 21:57 hs

    Essa é outra excrescência de nossa República (a par da bilionária “publicidade oficial”, nomeações para tribunais e por aí vai). O sujeito é eleito para um cargo e vai para outro e ainda leva vantagem no cargo que não exerce. O sujeito é eleito para ser prefeito ou governador e logo está pensando na próxima eleição em que, se eleito, deixa com a maior cara de pau o cargo para o qual foi eleito para fazer carreirismo político no outro. Evidente que não há compromisso com o interesse público pois logo prevalece o interesse personalíssimo do carreirista. Tudo isso é regiamente pagao pelo povo insosso deste país. Esse pula-pula deve ser banido – o candidato deve cumprir o mandato para o qual foi eleito. Se não estiver satisfeito renuncie e vá trabalhar como qualquer outro brasileiro decente neste país.

  3. observador
    segunda-feira, 4 de janeiro de 2010 – 9:23 hs

    MESMO CASO DO SR. TANIGUCHI.. Q TAVA LÁ NAS FALCATRUAS DO GOVERNADOR ARRUDA.. E AGORA VOLTA COM O RABO ENTRE AS PERNAS PARA ASSUMIR O MANDATO..

  4. ildo baldo
    segunda-feira, 4 de janeiro de 2010 – 13:49 hs

    É PERGUNTEM PARA O BETO RICHA SE ELE ABRE MÂO DO DINHEIRO PUBLICO POIS JÁ QUE É O SALARIO DE PREFEITO MAIS CARO DO BRASIL PERGUNTE PRO CASSIO VE SE ELE DEIXOU O SALARIO PARA SERVIR O LADRÂO DO ARUDA LÁ EM BRASILIA PERGUNTEM AO DEROSSO SE ELE MERECE ESSE SALARIO DE VEREADOR E PRESIDENTE DA CAMARA DE CURITIBA E AINDA DISSE QUE SE OS CURITIBANOS NÂO ESTAO CONTENTES COM O QUE ELE RECEBE DA PREFEITURA É SO NÓS TRACAR DE EMPREGO PARA GANHAR MAIS SÂO TODOS MERCENARIOS E IPOCRITAS POLITICOS SEM ESCRUPULOS ALGUM

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*