Câmara gastou R$ 44,4 milhões com horas extras em 2009 | Fábio Campana

Câmara gastou R$ 44,4 milhões com horas extras em 2009

De Isabel Braga, de O Globo

A Câmara gastou em 2009 R$ 44,4 milhões com o pagamento de horas extras de funcionários. O valor é 64,4% (R$ 17 milhões) maior do que o gasto em 2008, quando foram gastos R$ 27 milhões pelas sessões deliberativas que passaram das 19h.

O valor, no entanto, fica abaixo do pago pelo Senado em 2009 a seus servidores. A Casa registrou um crescimento de 4,4% em relação a 2008, gastando um total de R$ 87,6 milhões.

O aumento acontece mesmo depois do anúncio de regras mais rígidas no controle de ponto dos servidores e o limite de pagamento de duas horas extra/dia.

A Câmara possui mais de 15 mil funcionários, entre servidores concursados, cargos de confiança e secretários parlamentares que trabalham nos gabinetes dos 513 senadores.

Só recebem o pagamento extra os que assinam a folha de ponto, distribuída, segundo a assessoria da Câmara, por volta de 20h/ 20h30 nos dias em que a sessão se estende além do horário. A dotação para a folha de pagamentos da Casa, em 2009, foi de R$ 2,6 bilhões, num orçamento global de R$ 3,2 bilhões.

De acordo com a assessoria de imprensa da Câmara, o aumento no montante de horas extras pagos pode ser explicado por vários fatores.

Um deles é o número maior de sessões que passaram das 19h de um ano para outro. Em 2009, 74 sessões extrapolaram o horário, contra 52 em 2008.

E o maior número de sessões extraordinárias foi possível depois do entendimento dado pelo presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), em relação ao trâmite das medidas provisórias na Casa, que permitiu votações de emendas constitucionais e outras propostas, mesmo quando a pauta estava trancada por MPs, o que não ocorreu em 2008.


2 comentários

  1. bimbo
    sexta-feira, 8 de janeiro de 2010 – 9:04 hs

    Foi para isso que conquistamos a DEMOcracia? para sermos pilhados por um bando de vagabundos! eu trabalho em empresa
    de iniciativa privada, quando faço hora extra, recebo em folgas, isso quando dá prá tirar.

  2. STORM
    sexta-feira, 8 de janeiro de 2010 – 13:47 hs

    Justiça seja feita, antes que surjam comentários desinformados criticando Álvaro Dias e as horas extras do Senado.

    Álvaro sempre distribui valores extras recebidos às entidades assistenciais e, disso, não faz divulgação.

    Sou testemunha que, além de emendas, Dias repassa ao Pequeno Cotolengo do Paraná, uma das 10 mais conceituadas entidades do Brasil, parte das horas extras recebidas. Sei também que além do Cotolengo outras entidades assistenciais do Paraná são atendidas, numa divisão justa.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*