Alvaro esperneia | Fábio Campana

Alvaro esperneia

Assim caminha a humanidade. Alvaro Dias passou os últimos meses insistindo em que o candidato do PSDB ao governo do Paraná teria de ser escolhido a partir das pesquisas de opinião.

Ora, pois, agora que as pesquisas mostraram seu adversário natural no partido, o prefeito Beto Richa, em vantagem sobre ele, Alvaro desistiu da idéia e passou a propor a escolha por outros critérios que resumidos apontariam o seu nome.

Veja o que ele disse para Denise Mello, da rádio Banda B:

O primeiro critério defendido por Alvaro é da exclusão do adversário interno. Alega que Beto Richa deve cumprir o seu mandato de prefeito e jamais entre-gar a Prefeitura aos mexicanos de Luciano Ducci.
Beto excluído, ele próprio se encarregaria de fazer o adversário externo mais forte, Osmar Dias, do PDT, recuar e se candidatar ao Senado. Com o apoio dos desistentes Richa e Osmar, ele, Alvaro Dias, se candidataria em condições de vencer no primeiro turno, pois não teria adversário competitivo.
Esqueceu de combinar com o pessoal da outra banda. Não há disposição de Beto Richa ou de Osmar Dias de desistirem em favor de Alvaro. Richa vai bata-lhar pela indicação e conta com o apoio de nove de cada dez tucanos nativos. Ampla maioria que não apóia Alvaro Dias em nenhuma hipótese, como já demonstrou em eleições anteriores.
Ora, pois, Beto Richa louva a opinião do secre-tário geral Affonso Camargo e a decisão do PSDB de escolher o seu candidato ao governo imediatamente e com base na longa série de pesquisas de grandes insti-tutos que são coincidentes em seus resultados.
Postergar essa decisão seria vantajoso apenas para os adversários do PSDB, que neste momento tor-cem pelos conflitos e divisões dentro do ninho tucano que, se sair coeso deste processo de escolha, tem a seu favor todos os prognósticos.


6 comentários

  1. CLOVIS PENA -
    quinta-feira, 7 de janeiro de 2010 – 17:16 hs

    Blá blá blá blá…………..

    Mas, em relação ao pacto (?) com o irmão, como fica ?
    Álvaro revelaria os critérios para a definição entre um e outro ?
    E o PDT, que tem a ver com o acerto dos irmãos ?
    Se der para Álvaro no PSDB, qual o discurso do Osmar para Lula e para o povo?

  2. renovação
    quinta-feira, 7 de janeiro de 2010 – 18:39 hs

    O que o alvaro Dias quer mesmo, é que o PSDB indique ele p/ candidato.
    Não importa de que forma. desde que seja ele o candidato.
    Não importa que esteja perdendo nas pesquisa e que tenha a maior rejeição.

  3. Valmor Lemainski - Cascavel
    quinta-feira, 7 de janeiro de 2010 – 18:41 hs

    Escolha de candidato através de pesquisa aberta, a meu ver, é casuísmo. Candidato deve ser escolhido pelo partido, através de seus filiados, fundamentado em um programa de governo.
    É de lamentar o sofrimento e desgaste do Álvaro diante da atual situação. Mas, caso não seja o indicado para candidato a governador, pode muito bem ser o vice do Serra. Dá tempo para negociar. Álvaro é conhecido no país inteiro e dono de uma credibilidade invejável.

  4. Divanir
    quinta-feira, 7 de janeiro de 2010 – 22:48 hs

    Alvaro Dias afirmou recentemente que não competiria com seu irmão, como fica agora, brigando para ser candidato pelo PSDB. Se brigar contra o irmão vai perder e se Beto for candidato, vai virar a casaca?…vai torcer e apoiar o irmão?…. confrontando seu partido. Tudo pode nessa política podre.

  5. Luciano
    sexta-feira, 8 de janeiro de 2010 – 0:21 hs

    No PR o PSDB chama-se Álvaro, e vice versa, independente se seu prestígio dentro de sua casa estiver baixo. Uma decisão da executiva nacional tucana pode decidir não só a sucessão de Requião e Pessutti, como também a sucessão de ‘São’ Lula, pois sim o PR pode ser uma das UF a decidir a parada. Portanto se Álvaro for ungido, tchau Osmar, tchau Lula, tchau Dilma, só Requião que ainda teremos que aguentar. Saibam que Lula tem sim medo do Álvaro, pois quem é o único tucano de bico grande que não tem medo de dar bordoadas no glorioso? E se tiver a hipótese da vice-presidencia na chapa de Serra, pode ser sim interessante.

  6. PAULO SÉRGIO MOREIRA
    sexta-feira, 8 de janeiro de 2010 – 10:14 hs

    Vários turistas em Salvador-BA afirmam, que o Lula, naquele dia que carregava a caixa de isopor na cabeça na praia, disse que o Álvaro PERDE FEIO para o Beto dentro do partido.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*