PDT denuncia gastos de Temer para reforma de apartamentos | Fábio Campana

PDT denuncia gastos de Temer para reforma de apartamentos

O PDT mostra que Michel Temer não é o seu favorito para a vice de Dilma Rousseff. Intensificou as denúncias contra o presidente da Câmara. A última é a que segue: para concluir a reforma de apartamentos funcionais que se arrasta há cinco anos e já consumiu R$ 11 milhões, a Câmara dos Deputados pretende desembolsar mais R$ 40 milhões no ano que vem. Com quatro quartos e 225 metros quadrados, 144 imóveis construídos para servirem de moradia aos parlamentares se degradam expostos à chuva e ao sol.

Como a empreiteira escolhida para fazer a obra teve seu contrato suspenso em fevereiro depois de alegar falta de capital de giro, os apartamentos estão sem aberturas e sujeitos às intempéries. Um novo orçamento foi encomendado e a licitação aberta em 2 de dezembro.

A remodelação, contudo, será mais onerosa do que os R$ 40 milhões previstos. Antes de entregar os apartamentos, a Câmara pretende equipá-los com móveis e eletrodomésticos. Para o economista Gil Castelo Branco, diretor da Contas Abertas, entidade especializada em finanças públicas, a manutenção dos imóveis é um desperdício de dinheiro público.

– O custo é muito alto e talvez eles nunca sejam ocupados. A Câmara não pode agir como uma imobiliária – critica Castelo Branco… (leia mais) Atualmente, 270 deputados recebem R$ 3 mil mensais de auxílio-moradia, sem necessidade de prestar contas à administração da Casa. Dos 31 integrantes da bancada gaúcha, 16 recebem o benefício. – Não há motivos para eu morar sozinho num apartamento tão grande. Por isso, optei pelo dinheiro. Morei em hotel, mas agora estou num flat – diz o deputado Vieira da Cunha (PDT).


2 comentários

  1. SO FALTAVA ESTA
    terça-feira, 29 de dezembro de 2009 – 15:57 hs

    Inicialmente gostaria de dizer de que não sou preconceituoso tampouco nada tenho contra as pessoas que sente prazer pelo oposto mas, por favor, vejam companheros de quem este inútil vai ser vice.

    Organizadora de passeata lésbica quer Dilma presidente13 de junho de 2009 • 15h34 • atualizado às 17h38NotíciasFotos A 7ª Caminhada Lésbica se concentrou na praça Oswaldo Cruz, na região da avenida Paulista 13 de junho de 2009Foto: Raphael Falavigna/Terraimprimirreduzir tamanho da fonte tamanho de fonte normal aumentar tamanho da fonte

    Hermano Freitas

    Direto de São Paulo

    A organizadora da 7ª Caminhada Lésbica, Maria de Lurdes Rodrigues, 49 anos, conhecida como Lurdinha, disse neste sábado, durante o evento, que quer uma mulher na Presidência da República. Com o tema Não se Cale! Ser Lésbica é um direito!, a passeata ocupava três faixas da avenida Paulista por volta das 17h.

    A socióloga afirmou que a classe das homossexuais mulheres é duplamente discriminada no País, porque sofre o preconceito de ser mulher e de ser homossexual. “Queremos espaços de poder, de decisão. Eu quero uma mulher na Presidência e vou votar em Dilma (Rousseff, ministra-chefe da Casa Civil)”, disse Lurdinha.

    Ela afirmou que um dos objetivos da passeata é manifestar o direito de ter sua opção sexual e não ser hostilizada por isso. “Ainda há muitos bares e outros espaços que mandam meninas embora quando manifestam carinho entre si”, contou.

    A caminhada estava prevista para ocupar todas as quatro faixas do sentido Consolação da avenida Paulista, mas a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) não autorizou a interdição. A Polícia Militar acompanha a manifestação com pelo menos 20 homens. Duas mil pessoas eram esperadas, mas havia cerca de 500 no momento da concentração.

    ACORDA BRASIL

  2. quarta-feira, 30 de dezembro de 2009 – 18:14 hs

    Reforma de apto para parlamentares….em época de eleições… isso cheira a caixa dois. Como pode em uma licitação não verificarem a capacidade financeira das empresas participantes? O Temer é algo a ser temido …como vice-Presidente! Já ficou envolvido no caso ARRUDA, e talvez no Mensalão anterior…Agora quer 40 milhões….E o TCU. e o TCE. Acabem com esses gabides de emprego de ex-políticos indicados por Governadores e pelos Presidentes.
    As auditorias das contas públicas devem ficar sob a responsabilidade do Ministério Público, representante legítimo da justiça e da população.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*