Em nota, Serra elogia "grandeza" de Aécio | Fábio Campana

Em nota, Serra elogia “grandeza” de Aécio

Serra230

José Serra comentou a decisão de Aécio de deixar a corrida presidencial, em nota divulgada há pouco. Agradou o companheiro de partido: “O governador Aécio Neves tem todas as condições para ser o candidato do nosso partido a presidente, por seu preparo, sua experiência política, sua visão de Brasil e seu desempenho como governador eleito e reeleito de Minas Gerais.”

E ainda: “Não me surpreendem a grandeza e desprendimento que ele demonstra neste momento”.

Em situações anteriores, o PSDB de Serra já encarou eleições dividido. Em 2002, o partido não conseguiu enfrentar a disputa presidencial completamente unido. Em 2006, Serra desistiu da pré-candidatura em favor de Alckmin. Já em 2008, Serra não embarcou na candidatura de Alckmin à Prefeitura de São Paulo e apoiou Gilberto Kassab.

No discurso em que renunciou à pré-candidatura, uma carta endereçada ao presidente do PSDB, Sérgio Guerra, Aécio alertou para o perigo da eleição plebiscitária defendida pelo PT. Criticou também a estratégia do PT de mostrar o país dividido entre ricos e pobres no programa eleitoral da TV.

“O governador Aécio Neves tem todas as condições para ser o candidato do nosso partido a presidente, por seu preparo, sua experiência política, sua visão de Brasil e seu desempenho como governador eleito e reeleito de Minas Gerais.

É um homem que soma e que, ao mesmo tempo, sabe conduzir com firmeza as políticas públicas. Não é por menos que seu governo é tão bem avaliado e que a imensa maioria dos mineiros o considera credenciado para ocupar a função mais alta da República.

Não me surpreendem a grandeza e desprendimento que ele demonstra neste momento. Os termos em que ele se manifestou confirmam a afinidade de valores e as preocupações que inspiram nossa caminhada política. Faço minhas suas palavras:

‘Defendemos um projeto nacional mais amplo, generoso e democrático o suficiente para abrigar diferentes correntes do pensamento nacional. E, assim, oferecer ao país uma proposta reformadora e transformadora da realidade que, inclusive, supere e ultrapasse o antagonismo entre o ‘nós e eles’, que tanto atraso tem legado ao País’.

Não somos semeadores da discórdia e do ressentimento. Nem estimuladores de disputas de brasileiros contra brasileiros, de classes contra classes, de moradores de uma região contra moradores de outra região. Trabalhamos, ambos, sempre, pela soma, não pela divisão. Somos brasileiros que apostam na construção e não no conflito.

Quero reafirmar o sentimento expresso pelo presidente do PSDB, senador Sergio Guerra, no sentido da união e da convergência que nos move, de valores e ideais.

Temos o sonho de um país melhor, unido e progressista, com oportunidades iguais para todos. E é nesse sentido que vamos continuar trabalhando. Juntos”.

José Serra


14 comentários

  1. Olho vivo
    quinta-feira, 17 de dezembro de 2009 – 23:46 hs

    Perguntar não ofende…
    Com todo respeito.
    Mas esse depenado guentaria um ano de governo?
    Tá feio heim!!!

    Mais parece o burrico do Mazaropi…rsrsrsrsrsrsrsr

  2. Tania
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2009 – 2:07 hs

    Que comentário de despeitado hein, olho cego?!

    O Serra mostrou que é o Presidente que precisamos. Um Presidente para todos os brasileiros!

  3. Silvano Andrade
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2009 – 10:34 hs

    Realmente este serra tá virado num “mantena” …

    Ele mostrou a verdadeira face no Cop 15…quando saiu com aquele papo que o Brasil ( o Povo Brasileiro ) teria ou tem que contribuir mais…

    Os estadunidenses e europeus que paguem a conta…poluiram, consumiram, contaminaram, usufruiram e sacanearam…e agora vem querer dividir o bolo do prejuizo de forma igualitária…BANDO DE CALHORDAS!!!

    I

  4. OSSOBUCO
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2009 – 11:09 hs

    Deu no JB Online:

    A decisão de Aécio Neves

    17/12/2009 – 23:46 | Enviado por: Mauro Santayana
    Por Mauro Santayana

    Quando, instado por importantes personalidades da sociedade brasileira, entre elas líderes políticos regionais, a candidatar-se à sucessão presidencial, Aécio Neves sugeriu consultas prévias às bases partidárias. Seria a forma mais democrática de escolha. Não deveria o partido, que surgiu da dissidência do PMDB, em oposição ao mando do governador de São Paulo, Orestes Quércia, ficar submetido à vontade de duas ou três personalidades paulistas, como vinha ocorrendo desde a Presidência de Fernando Henrique.

    Em uma Federação, os diretórios regionais devem ter o direito de expor suas ideias e suas preferências, de acordo com as condições políticas locais. Não podem transformar-se em caudatários resignados de um diretório em particular. O problema não houve em 1995, porque o PSDB não elegeu o sociólogo; quem o elegeu foi Itamar Franco. O PSDB não o elegeria, sem o claro apoio do presidente da República, que dispunha de prestígio equivalente ao do atual chefe de Estado.

    Os paulistas, com Fernando Henrique à frente, se opuseram às prévias, ao perceber que o governador mineiro as venceria facilmente. Aécio, nas visitas esporádicas aos estados, reunia poderosas alianças regionais, em torno dos diretórios de seu partido. Se realizadas, as consultas confirmariam a tendência já registrada. Por isso, Serra, Fernando Henrique e Geraldo Alckmin não aceitaram a consulta.

  5. OSSOBUCO
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2009 – 11:13 hs

    Sugestão de um internauta, Sergio Rodrigues: O que o Zé Pedágio foi mostrar em Copenhague?

    * Como NÃO fazer um sistema decente de transporte coletivo
    * Como NÃO desestimular o uso dos automóveis engarrafadores e poluidores
    * Como NÃO despoluir rios
    * Como NÃO combater enchentes
    * Como NÃO cumprir um mandato de prefeito
    * Como NÃO ser engenheiro
    * Como NÃO ser economista
    * Como NÃO ser competente
    * Como NÃO ter uma ideia própria sequer
    * Como escapulir da responsabilidade de governador quando seu estado alaga

  6. KAREKA
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2009 – 12:23 hs

    NÃO CONFUNDIR GRANDEZA COM TROCA DE GENTILEZA….COM CERTEZA VAI SOBRAR UM CARGUINHO PRO AÉCIO NEVES ET CATERVA…..

  7. jefethe
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2009 – 12:52 hs

    O Aécio aprendeu bem com os mineiros, ele viu que iria perde para a Dilma então deixa o Serra que se f. mais uma vez. Este cara é avião e o José Alagão(Serra), não passa de um tonto.

  8. Laertes
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2009 – 13:39 hs

    O Jardim Pantanal em SP é a New Orleans brasileira!

    O negócio do Zé Serra Alagão é, assim como fez o Bush, é tentar afogar os pretos, pobres, mestiços e nordestinos!!

  9. Profª Abel
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2009 – 15:53 hs

    Acredito que O POVO BRASILEIRO não que ver
    batalha como foi visto entre as polícia militar e civil de SP em confronto direto
    livro de GEOGRAFIA com dois Paraguias e sem Uruguai
    Privatização de estradas por exemplo, “R$12,80” PARA DESCER AO LITORAL na BR 277
    Cade o GOVERNADOR em quanto seu estado esta alagado………….

  10. Odair
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2009 – 15:59 hs

    Com a desistência de Aécio, o PSDB só tem um nome conhecido em todo o Brasil que pode ser vice de Serra: Fernando Henrique Cardoso!

    Eis uma grande campanha nacional que pode ser de iniciativa do PSDB.

    Fernando Henrique vice de Serra 2010 !!

    ( E a Dilma correndo para o abraço no primeiro turno )

  11. ÁULICO
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2009 – 16:16 hs

    Com a desistência do “Boby neto” o quadro fica mais esclarecedor. Bem como a situação queria Serra será o pau de pancada. Atrelado até o pecoço aos governos FHC terá que ter a paciência necessária para responder vários questionamentos daqueles governos, entre êles, o porque das PRIVATIZAÇÕES e onde foi “the money”. Quanto ao garotão, à exemplo do garotão daqui, parece-nos que a carreira começa à declinar. Não em virtude de potencial mas da galera que os cerca. Muitos ultrapassados e carentes de idéias novas no sentido de enfrentar uma máquina poderosa que não medirá esforços para continuar no poder. Aliado ao fato que ficaram à ver o bonde da história passar o que, por incrivel que pareça, também aconteceu com Demos e Pepessistas (também oposições) que ficaram parados no tempo. A coisa piorou ainda mais com as notícias dos escãndalos do DF onde Demos, Pepessistas e outros são citados como parte integrante de um processo vergonhoso de distribuição de propinas onde altas somas eram escondidas em cuecas e meias com deputados, filiados e dirigentes partidários nacionais com suspeitas de envolvimento. Enfim, ficará muito dificil reverter um quadro que se apresenta muito favoravel à situação. Quem sabe em 2030 essas oposições estejam renovadas e mais fortalecidas para tentarem novamente. Será?

  12. Reinoldo Hey
    sábado, 19 de dezembro de 2009 – 8:57 hs

    Deus que me perdoe , mas isso aí da foto, se eleito, chegará vivo até o final do mandato?
    O homem tá virado numa múmia !

  13. OSSOBUCO
    sábado, 19 de dezembro de 2009 – 10:40 hs

    Já que o Aécio não vai sair e o Serra não assume, o PSDB e o DEM vão lançar a chapa YEDA CRUSIUS e ARRUDA.

  14. ildo baldo
    sábado, 19 de dezembro de 2009 – 13:53 hs

    QUEM ESTA AREPENDIDO É O SERRA POIS APESAR DE ELE TER DERUBADO UM MONTE DE VIADUTO O POVO DE SÂO PAULO PARECE SER TUDO CHINEIS DOS OLHOS FECHADO SÂO MEIOS LENTOS E ELE SE ELEGERIA NOVAMENTE MAS ELE APRENDEU A PERDER PRO PT QUE VAI SER MAIS UM TUNDÂO QUE VAI LEVAR DA DILMA E OLHA QUE APANHAR DE MULHER FICA MAIS FEIO MAS ELE JÁ ESTA ACOSTUMADO NEM VAI LIGAR

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*