A rádio ligeira de Joel Malucelli | Fábio Campana

A rádio ligeira
de Joel Malucelli

joel-malucelli

Joel Malucelli determinou nas suas rádios, CBN e Band News, carga total sobre a licitação do lixo, questionada no TC.

Com bons motivos, ele faz parte de um dos consórcios derrotados, a Paraná Ambiental.

Mas a briga promete, pois no consórcio vencedor estão Salomão Soifer e Silvio Name, não menos poderosos. Também esquentam a disputa os empresários Bruno Miraglia e Rodrigo Barrozo, no consórcio Tibagi.


20 comentários

  1. sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 11:48 hs

    Agora parece que o Sipar vai..agora algumas coisas são incriveis, parecem filme dos três Patetas. Vendo na imprensa os 5 temas pendentes são: …segundo o TCE: falta de plano de encerramento do Sipar; inobservância, por parte do Recipar, quanto ao prazo de vida útil do aterro; pontuação do composto orgânico da proposta da Recipar com umidade excedente ao que foi admitido no edital; classificação do Recipar levando em consideração dados dos túneis de compostagem de lixo orgânico que não estavam presentes na proposta da licitante e, ainda, ofensa à isonomia e falta de fundamentação técnica na pontuação dos licitantes Paraná Ambiental e Gralha Azul no que se refere ao prazo de antecipação do processamento dos resíduos….ou seja..tão discutindo um plano de encerramento do Sipar sem o mesmo tenha sido sequer iniciado..qual a relevancia disso nesse momento…sobre os dados técnicos: as explicações são totalmente “gregas” para os leigos, porém tem uma que chama a atenção: falta fundamentação técnica no que se refere ao prazo de antecipação do processamento de resíduos..fica a questão, o que é essa antecipação, visto que é necessário toda a estrutura pra isso…..

  2. gilberto spuza
    sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 12:00 hs

    COITADO DE NÓS E DE CURITIBA…VC VIRAM AS PESSOAS QUE ESTÃO DISPUTANDO O LIXO….TBÉM SÃO LIXO….

    SÓ TEM BANDIDO NESTA LICITAÇÃO…..

  3. claudemir
    sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 12:06 hs

    VAMOS SUGAR TUDO MORCEGO NÃO CHEGA A MAUA E OS PEDAGIO VAMPIRO DO DINHEIRO PUBLICO

  4. Sócio
    sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 12:13 hs

    Tem mais sócio nessa Tibagi. Só não entendo tanto esforço do TC no caso.

  5. Estagiário
    sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 12:16 hs

    Quem rouba perde. Apresentou proposta com irregularidades a prefeitura nao viu mais o Tribunal de Contas viu. Agora o magnata manda suas radios falarem mal da Corte, ta nervosinho porque o Tribunal de Contas descobriu suas falcatruas.
    Que feio. Se fosse torcedor do coxa ia quebrar tudo também?

  6. vitor
    sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 14:00 hs

    por que tanto interesse do TC nessa questão? por que a imprensa não investiga quem realmente está por trás das empresas perdedoras?

  7. Sócio
    sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 14:13 hs

    O TC viu o quê? Incrível o empenho de alguns conselheiros nesse caso. Se o TC tiver sucesso na ação, quem será a empresa favorecida?

  8. Bob
    sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 15:29 hs

    Sandro: basta dar uma pesquisada nas últimas notícias do que aconteceu com a Caximba para perceber a importância do Plano de Encerramento…aliás, só pelo termo “encerramento” não dá para dizer que é algo para se preocupar só ao final da utilização do aterro. É algo para se preocupar durante e depois da utilização da área. De fato, as explicações podem estar meio “gregas”, mas você disse certo: estão gregas para quem é leigo (e em se tratando de muitos por aí, verdadeiros analfabetos funcionais)…não dá pra exigir que os que sabem desçam ao patamar dos que são alienados para tentar fazê-los entender. Para quem sabe o mínimo de licitação as notícias veiculadas permitem um entendimento suficiente de que aconteceu: o Tribunal de Contas constatou irregularidades quanto às propostas técnicas (2ª fase da licitação) das licitantes Recipar e Paraná Ambiental (e não no edital como muitos estão dizendo)….por isso aquele trecho da notícia da Gazeta do Povo de que “a decisão do Tribunal não significa que a licitação precisará voltar ao início”. Basta que o Consórcio pratique os devidos atos para anular os atos anteriores que foram apontados ilegais e aí a licitação prossegue.

  9. Chris Redfield
    sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 15:34 hs

    Acho que esse ´Sócio´ é um dos advogados que terá que trabalhar Natal e Ano Novo porque a decisão do TC o desfavorece….aeuhauehuaehuaeh….é moçada, tem gente séria na Corte de Contas…é melhor não fazer palhaçada com o dinheiro público porque o TC (a Corregedoria, especialmente) cai de pau mesmo…

  10. Chris Redfield
    sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 15:39 hs

    Prezado Vitor….só porque vc foi desfavorecido não precisa ficar bravinho…ainda tem recurso da decisão do TC…mas, se Deus quiser, o TC não vai deixar passar maracutaia nesta questão do lixo, pois eu não quero ter que pagar (por meio de impostos) o meu suado dinheirinho para uma empresa que não estava apta a vencer a concorrência…o interesse do TC na questão deve ser o exato oposto do seu interesse…

  11. Mario Lobato
    sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 16:08 hs

    Salomão Soifer, ‘o ungido’, provavelmente ganhou na nota técnica por ter maior ‘expertise’ que os outros.

    Os demais consórcios (perdedores) estão indignados. Querem saber o que significa ‘expertise’. Dizem que vem do mesmo vocábulo latino que deu origem a “esperto”.

    Salomão, que prometeu – e não cumpriu – uma série de coisinhas quando conseguiu cravar o Shopping Muller em pleno Centro Cívico ao arrepio da Lei de Zoneamento e vai trucidar com o Bosque dos Gomm no coração do Batel (com direito ao fatiamento da ‘pracinha’ do Batel) ao arrepio da lei ambiental, entende tudo de meio ambiente.

    De qualquer forma, preparou-se com afinco para este “samba do crioulo doido” que tem sido a licitação do lixo em Curitiba, uma vez que foi durante mais de década proprietário do Hospital Pinheiros em São José dos Pinhais.

    A especialidade do Pinheiros? Ora, ora… era hospital psiquiátrico até ser desativado e virar shopping center…

  12. todosenganados
    sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 16:53 hs

    quem HH seria o conselheiro HH do TC HH que tem sociedade HH numa das empresas HH que participam HH dos consórcios HH que disputam HH o tratamento do lixo HH de curitiba e região HH ?.

  13. Alfredo Luziatti
    sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 17:21 hs

    Chicago anos 30 ou Sicília da Cosanostra ?

  14. J.J.Benitez
    sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 19:52 hs

    SOLUÇÃO JURÍDICA TABAJARA PARA AS LICITAÇOES IRREGULARES DA PREFEITURA DE CURITIBA EM TRÊS PASSOS SIMPLES

    1. Publique um edital milionário mas cheio de problemas.
    2. Entre com um Mandado de Segurança contra o edital, mas esqueça de juntar alguns documentos no processo.
    3. Aguarde o juiz extinguir o Mandado de Segurança sem apreciar o edital por causa das irregularidades no processo.

    PRONTINHO, você acaba de arrumar uma sentença judicial “declarando” que o edital é perfeitamente legal. A solução é tabajara, mas o Tribunal de Justiça do Paraná já comprou (ou vendeu) essa idéia. Se alguém reclamar, basta recorrer aos desembargadores que eles mandam tocar a licitação pra frente sem problema.

  15. FILET MIGNON
    sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 21:00 hs

    Cadeia pra eles é pouco!

  16. Celso Santos
    sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 – 22:23 hs

    Por que essa briga toda por “lixo”? o que tem nesse lixo deve valer muita mais que simplesmente LIXO. Tem cheiro podre no ar!!!

  17. sábado, 12 de dezembro de 2009 – 12:41 hs

    Caro Bob, entendo que discutir o “plano de encerramente” é pura especulação nesse momento, o que o torna irrelevante. Seguramente isso é um monte de suposições que serão acertadas com o passar do tempo. O próprio aterro sanitário da Caximba um dia deve ter tido um plano de encerramento, mas o tempo deve ter mudado ele por inteiro, logo não é normal nem inteligente perder tempo da construção do SIPAR, por um assunto que sofrerá mudanças, lembre-se que a tecnologia muda, os conceitos também…Se querem algo escrito lá tudo bem, mas não tem valor real nenhum…então o que é prioridade: fazer a tal SIPAR ou ficar ai discutindo o sexo dos anjos…Os assuntos técnicos são de responsábilidade dos engenheros, técnicos, analistas, etc que estarão realmente trabalhando na obra e na manutenção do sistema, então isse tipo de discursão tem que ser feita por eles e não por nós leigos nem pelo TCE. Pelos pontos colocados, não há nenhuma irregularidade técnica apenas discussão de pontuações, dados de túneis de compostagem, e teoria de antecipação e encerramento….Para a popuação, fica claro o seguinte: discussão técnica com quem de direito, o preço está dentro do praticado no mundo inteiro, o projeto é de vanguarda, usado em cidades de primeiro mundo e recomendado por várias entidades…a Caximba precisa ser desativada, então que parem de se opor ao sistema e que seja definitivamente feito, pois já se perdeu tempo demais com inutilidades…

  18. Celso Rocha
    sábado, 12 de dezembro de 2009 – 15:50 hs

    QUE PENA DO POBRE E MISERÁVEL JOEL MALUCELLI UM DOS GRANDE REPRESENTANTES DA NATA (PODRE) SOCIAL CURITIBANA NA CONDIÇÃO DE MOSCA VAREJEIRA EMPRESARIAL E DAQUELAS BEM VERDES! DEVE ESTAR MUITO DESPEITADO E FRUSTRADO POR NÃO CONSEGUIR SER UMA DAS MOSCAS NA SOPA DE CHURUME QUE DÁ LUCRO! OU SEJA, ELES NÃO PENSAM NO MEIO AMBIENTE E SIM QUEREM QUE SEUS OVOS DA SATISFAÇÃO DE INTERESSE INESCRUPULOSO SE TRANSFORMEM EM LARVAS DEVORADORAS PARA O LUCRO DELES!

  19. Estagiário
    sábado, 12 de dezembro de 2009 – 20:14 hs

    PorRa Sandro você acha que serve pra que a Coordenadoria de Engenharia e Arquitetura do TC??? São engenheiros que analisaram tecnicamente o processo e forneceram um parecer que fundamentou a decisão.

  20. domingo, 13 de dezembro de 2009 – 13:27 hs

    E mesmo estagiário..então mostre ai os problemas técnicos apresentados pela coordenadoria de engenharia e arquitetura….que até agora eu não li…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*