Vídeo mostra Arruda recebendo maço de dinheiro | Fábio Campana

Vídeo mostra Arruda recebendo maço de dinheiro


De Josias de Souza na Folha Online

Sob José Roberto Arruda (DEM), o vaivém de maços de dinheiro e os diálogos sobre propinas são tão desavergonhados que se esvaiu o benefício da dúvida.

A coisa foi toda registrada em vídeo e áudio. Você pode conferir nas peças acomodadas aí no alto e lá no rodapé.

Durval Barbosa, secretário de Relações Institucionais da gestão Arruda até a última sexta-feira (27), colecionou três dezenas de vídeos. Entregou-os ao Ministério Público e à Polícia Federal. Num deles, Arruda leva as mãos a um maço de dinheiro.


A cena dovídeoem queArrudarecebe o dinheiro se passa num gabinete da estatal Codeplan (Cia. de Planejamento do GDF), onde Durval dava expediente antes de virar secretário.

Ao receber a dinheirama, Arruda pede uma “cesta”. Durval enfia as notas num envelope pardo. O governador exala preocupação.

Arruda menciona a hipótese de Durval levar o dinheiro à casa dele. Súbito, entra na sala uma terceira pessoa. Arruda a chama pelo nome: Rodrigo.

Seria um filho adotivo do governador. Arruda pede a Rodrigo que leve o dinheiro para o carro. É atendido.

Noutro vídeo, Durval Barbosa despeja maços de dinheiro numa pasta manuseada por Omézio Pontes, assessor de imprensa do governador Arruda.

Para a PF e o MP, o dinheiro é proveniente de propina paga por fornecedores do GDF.

O secretário de Ordem Pública e corregedor do governo Arruda, Roberto Giffoni, disse que as imagens são “velhas”, de 2005.

Afirmou que o dinheiro recolhido por Arruda destinava-se a ações sociais. José Gerardo Grossi, advogado do governador, saiu-se com uma alegação natalina.

Segundo Grossi, o dinheiro que salta das imagens foi usado para comprar panetones, distribuídos a pessoas carentes no DF.

Durval Barbosa, demitido por Arruda na tarde de sexta (27), tornou-se um delator premiado. Colabora com a PF e o MP em troca da promessa de redução de pena.

Nessa condição, foi a uma reunião com Arruda com equipamentos de escuta ambiental grudados ao corpo. Captaram-se diálogos estarrecedores.

As cifras saltitam das conversas como pulgas no dorso de um cão sarnento. Em depoimento à PF, Durval esmiuçou a natureza dos repasses.

Disse que Arruda lhe solicitava dinheiro periodicamente, de 15 em 15 dias. Grana para o pagamento de despesas pessoais.

Arruda não era beneficiário solitário. Durval mencionou no depoimento a partilha de R$ 178 mil.

Segundo o ex-secretário, o montante foi dividido entre o governador (40%), o vice-governador Paulo Octávio (30%)…

…O assessor de imprensa Omézio Pontes (10%) e o chefe da Casa Civil do GDF, José Geraldo Maciel (10%).

A aplicação dos 10% que sobraram ficou à espera de um “comando” do governador.

Afora o enriquecimento pessoal, a dinheirama proveniente das propinas prestava-se à compra de deputados na Câmara Distrital, o legislativo do DF.

A escuta escondida nas roupas de Durval captou, em 21 de outubro passado, cerca de 55 minutos de conversa.

A voz de Arruda soa na fita alta, límpida e clara. Num trecho, o governador não deixa dúvidas quanto à destinação dos “panetones”. Alimentava um Demensalão, o mensalão do DEM.

“Aquela despesa mensal com político hoje está em quanto?”, pergunta Arruda. Noutro trecho, o governador inquire sobre a quantia disponível no dia.

– Arruda: Hoje, tem disponível isso aqui?
– Durval: Hoje, tem isso para você fazer o que você quiser, para pagar missão. Agora, se for na coisa normal, no dia a dia, no comum, você teria hoje 400 disponível para entregar a quem você quisesse.
– Arruda: Ótimo.

A depravação é tamanha que a platéia olha para Brasília com saudades do tempo em que as pessoas eram mais puras. Como em Sodoma e Gomorra, por exemplo.


23 comentários

  1. Moisés
    domingo, 29 de novembro de 2009 – 13:51 hs

    No Governo dos DEMOs no Distrito Federal participam o PPS e o PSDB os que posavam de éticos. Devem ter copiado a experiencia do TUCANO Eduardo Azeredo de Minas Gerais.
    É exatamente essa coligação q quer voltar ao poder, para terminar de vender o que restou das nossas estatais.
    Salve retro….

  2. Anônimo
    domingo, 29 de novembro de 2009 – 14:27 hs

    Talvez este vigário da paróquia de São Larapião contribua para baratear a safardanagem e a corrupção, pois não utiliza intermediários o que, certamente, diminui as taxas para o bem do erário…. como dizia Mário Andreazza, no Brasil é mais econômico para o tesouro público pagar apenas as comissões e não realizar as obras públicas…

  3. domingo, 29 de novembro de 2009 – 15:12 hs

    PREFIRO NÃO COMENTAR////????????????????????????????

  4. domingo, 29 de novembro de 2009 – 19:16 hs

    Grampo em todos os governadores e prefeitos e vamos ver o que acontece.

  5. domingo, 29 de novembro de 2009 – 20:36 hs

    É só fazer como o Lula ;”eu não sabia” ou “caixa 2 todo mundo faz”. E depois se esconder por um tempinho e dizer que foi uma brincadeirinha.

  6. OSSOBUCO
    domingo, 29 de novembro de 2009 – 21:04 hs

    Do site do Azenha

    Todos os órgãos do Governo Arruda chefiados por políticos com mandato cobravam propina de 40% sobre o valor dos contratos, segundo o depoimento prestado ao Ministério Público pelo então secretário de Relações Institucionais, Durval Barbosa. De acordo com ele, Arruda ficava com 40%, o vice-governador, Paulo Octávio, com 30%, e os outros 30% eram rateados entre parlamentares, para que aprovassem projetos, e a chefia da Casa Civil.

    Barbosa afirmou também ao Ministério Público que várias vezes pegou pacotes com R$ 1 milhões para distribuir a deputados.

    Delegado de polícia, Barbosa entrou no primeiro escalão do governo do Distrito Federal durante o último mandato de Joaquim Roriz, antecessor de José Roberto Arruda e, hoje, seu principal adversário para a disputa eleitoral de 2010. Nomeado secretário de Relações Institucionais pelo governador Arruda, continuou no governo mesmo depois de acusado pela Polícia Federal e o Ministério Público de participar de um esquema de corrupção que operava no Governo Roriz.

    Alvo de 29 processos na Justiça, aceitou colaborar nas investigações sobre irregularidades no Governo Arruda.

    “As investigações sobre suposto repasse de recursos de origem ilícita foram reforçadas pela delação de um ex-secretário de Estado do Distrito Federal, que aceitou que fossem instalados em suas roupas equipamentos de escuta ambiental. Em função disso, foi aberta a ele a participação em programa de proteção de testemunhas da Polícia Federal”, informa nota emitida sobre o caso pelo Superior Tribunal de Justiça, referindo-se à colaboração de Durval Barbosa.

    No início da noite passada, Durval perdeu o cargo.

  7. Falcão
    domingo, 29 de novembro de 2009 – 21:29 hs

    O ocorrido vem confirmar que o eleitorado brasileiro tem
    o hábito de jogar o seu voto no lixo. Aquele individuo ja
    foi participante do episódio “violação” do painel de votação
    do senado, em conjunto com o ACM, que em boa hora nos
    deixou. Na oportiunidade, jurou inocência, invocando até o
    respeito ao filho. Depois, assumiu e chorou em público.
    Conclusão: só um cego ou mal intencionado dá seu voto a
    esse ladravaz. Lamentavelmente esse não é o único caso
    neste país tão infelicitado pela corrupção e falta de vergo-
    nha na cara.

  8. josé
    domingo, 29 de novembro de 2009 – 21:45 hs

    Vai acabar igual o mensalão do pt…não vai dar nada….

  9. segunda-feira, 30 de novembro de 2009 – 0:25 hs

    Imagina que esta turma mandou nos cofres do brasil por 8 anos e quer voltar!

    js

  10. MUTUKA
    segunda-feira, 30 de novembro de 2009 – 8:14 hs

    Essa Burguia dos DEMOs sempre agiu dessa maneira.
    E o Ex-Prefeito Cássio, já conseguiu explicar aqueles caixas 2, 3, 4,?

  11. Marcos Cordeiro
    segunda-feira, 30 de novembro de 2009 – 8:52 hs

    Agora, só não entendo porque o pedido de impeachement pro Arruda… e os outros que aparecem nas filmagens com as desculpas esfarrapadas… cadeia neles!..é como dizia meu avô “Pau que dá em doido, dá em bom também” Se bem que eu não acredito, como muito dos brasileiros que a justiça seja feita, ela é cega quando ela quer…….

  12. Vigilante do Portão
    segunda-feira, 30 de novembro de 2009 – 9:20 hs

    Pegaram um, os outros escaparam, por enquanto.
    A casa tá caindo, o sistema político está podre.

    Vivemos em um país em que todos se dizem honestos, entretanto, cada um tenta levar sua vantagem.

    Vou dar um exemplo banal:

    Ontem fui ao BIG/Portão, fim de mês, mercado cheio, estacionamento com vagas bem longe da portaria. Ao chegar percebi uma vaga livre, era reservada para deficientes, logo desocupou outra vaga comum nas proximidades, estacionei. Em seguida, um tempra preto ocupou a vaga para deficiente, desceu um sujeito de uns 28 anos, gordinho, cabelo espetado, mancava de uma perna, não parecia deficiente, imaginei que estava com gota ou que havia torcido o pé. Poucos minutos depois, eis que vejo o mesmo sujeito, andando normalmente pelos corredores do mercado.
    Pergunto, como é que vamos construir um país de 1º mundo com essa gentinha de 5ª categoria?
    Está enraizado nas nossa cabeças que ser “esperto” é certo, que deve imperar a “lei do Gerson”.
    Vamos precisar de uma geração, trabalhando as cabeças dos nossos jóvens e punindo mais severa e rapidamente os atos de corrupção, quem sabe, depois disso, vamos poder construir um país melhor.

  13. Bagualla
    segunda-feira, 30 de novembro de 2009 – 9:38 hs

    Não tem virgens na ZONA, são todos iguais, não existe sigla partidaria que seja diferente, o que existe é que em nosso politica somente este tipo de gente é que se apresenta, nosso sistema é politico é ridículo e favorece tudo isso e culturalmente nosso povo é fraco, 90% no nosso eleitorado seque se lembra em quem votou pra deputados e vereadores, queremos o que desta forma, Arruda renunciou depois de varias denuncias e retornou pelo voto popular assim como varios PTistas, lamentavelmente será sempre assim se não houver um BASTA da população nas ruas exigindo reformas, mudanças, renuncias e assim por diante, perdemos a vergonha e a reação, o absurdo e os escandalos não naos assustam mais e nao nos causam mais indignação!!! Que triste! LAMENTÁVEL. Pobre de nós Brasileiros que temos que trabalhar pra sustentar estes vagabundos de gravata!!

  14. Olho Vivo
    segunda-feira, 30 de novembro de 2009 – 9:42 hs

    Distrito Federal, RS, etc…
    O PSDB e DEM estão envolvidos em corupção…
    Por isso vamos de PT com Dilma ou qualquer outro que o PT apoiar.
    Forra PSDB.
    Forra DEM.

  15. salete cesconeto de arruda
    segunda-feira, 30 de novembro de 2009 – 10:02 hs

    Ao ver os vídeos das propinas no DF, não podemos deixar de lembrar do recente ocorrido em Curitiba com os vídeos no caso PRTB – Comite “lealdade”.

  16. HENRY
    segunda-feira, 30 de novembro de 2009 – 10:48 hs

    A QUADRILHA DO pt (partido do trambique) ENSINOU BEM A LIÇÃO. A IMPUNIDADE LEVA A QUE OUTROS POLÍTICOS FAÇAM A MESMA COISA.

  17. salete cesconeto de arruda
    segunda-feira, 30 de novembro de 2009 – 11:41 hs

    Henry
    Ainda não sabes quem gerou o MENSALÃO?

  18. ildo baldo
    segunda-feira, 30 de novembro de 2009 – 11:59 hs

    AINDA BEM QUE O PESSOAL DO DEM SÂO CRIATIVOS E MUDARÂO DE PIZZA PARA PANETONE E AGORA SERA QUE FALAM AINDA DE DINEIRO NA COECA POIS AI PRESISOU MEIA SAPATO CUECA PALETO ETC

  19. GENTE NOSSA!
    segunda-feira, 30 de novembro de 2009 – 13:53 hs

    Conheça um pouco da vida desse grande menino.
    Quem é João Arruda?
    Formado em Ciência do Esporte pela Stetson University, nos Estados Unidos, ao retornar, atuou como Diretor de Lazer e Qualidade de Vida da Paraná Esporte, trabalhando para a disseminação de atividades esportivas por todo o Estado onde realizou diversos projetos.
    Também foi Diretor de Relações Institucionais e Comunitárias da Cohapar, atuou em projetos de implantação de habitações populares em todo o Paraná. Criou em parceria com o Programa do Voluntariado Paranaense (Provopar), o Ação Cooperar, um programa de voluntariado social e promoção humana que já promoveu acesso aos benefícios de cidadania para pessoas carentes como carteiras de identidade, certidões de nascimento e casamento entre outros. Além disso, conheceu de perto as necessidades das pessoas e contribuí para a organização das comunidades em busca e defesa de seus direitos.
    Foi Presidente da Juventude do PMDB, atualmente é Secretário-Geral do Diretório Estadual do PMDB, o partido mais compromissado com as causas brasileiras, que moveu o processo de redemocratização e responsável pela maior transformação e evolução do Paraná.
    Apresenta os programas “Contraponto”, na Rádio Globo AM670, de segunda a sexta-feira, ao meio-dia e o “Falando de Esporte” às 10:15 da manhã de segunda a sábado na Rádio BandNews FM96,3, onde comenta sobre o esporte.
    Bom pessoal esse é João Arruda, um homem que trabalha 24 horas por dia 7 dias na semana em prol aos menos favorecidos.

    VISITEM O SITE
    http://WWW.JOAOARRUDA.COM.BR

  20. TOLERÂNCIA ZERO
    segunda-feira, 30 de novembro de 2009 – 14:28 hs

    Caiam fora Taniguchi e Paulo Munhoz da Rocha voltem prá casa enquanto dá tempo.

  21. carabina
    segunda-feira, 30 de novembro de 2009 – 15:08 hs

    Esse é o honesto DEM.

  22. Curitiboka
    segunda-feira, 30 de novembro de 2009 – 18:42 hs

    Até parece um político novato, pra essas coisas tem que tomar cuidado. Agora só te resta morrer negando.

  23. Vlad Tsepesh
    terça-feira, 1 de dezembro de 2009 – 3:12 hs

    Põe o vídeo da deputada enchendo a bolsa de dinheiro.

    Depois coloca umas matérias da Yeda Crusius, da Ana Julia Carepa e da Angela Guadagnin.

    Isso que dá mulher na política.

    Haha…soltei o pombo…lá vem os tiros.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*