Ministério Público pede cópia do besteirol na "escolinha" | Fábio Campana

Ministério Público pede cópia do besteirol na “escolinha”

requiao090909

De Ivan Santos, no Bem Paraná

O Ministério Público Federal requisitou, hoje, cópias das gravações do programa Escola de Governo à Rádio e Televisão Educativa do Paraná (RTVE).

Foram requisitadas as gravações dos programas exibidos no dias 27 de outubro e 3 de novembro de 2009, quando o governador Requião, do PMDB, segundo noticiado, teria associado a incidência do câncer de mama em homens às passeatas gays.

O MPF lembra que Requião está obrigado, pela Justiça Federal, a se abster de utilizar indevidamente a programação da Rádio e da RTVE, sob pena de multa. Já foram aplicadas ao governador quatro multas, cujo valor total até esta data é de R$ 850 mil por descumprimento dessa decisão judicial.

A última delas, no valor de R$ 200 mil, foi imposta em agosto de 2009, em razão dos ataques feitos ao prefeito de Curitiba, Beto Richa (PSDB), seu adversário político.


7 comentários

  1. Francisco Alpendre
    quarta-feira, 4 de novembro de 2009 – 18:40 hs

    O CPC, Código de Processo Civil, determina que a multa deve servir processualmente como uma forma de desencorajar o infrator a repetir a conduta que é juridicamente reprovável. A partir do momento em que o infrator ignora as multas, esta perde seu caráter desencorajador. Logo, o MPF poderia tomar atitudes alternativas, de forma a não permitir este abusivo uso de veículo oficial em benefício próprio.

  2. rodrigo
    quarta-feira, 4 de novembro de 2009 – 19:09 hs

    A estupidez do Requião só não maior que a dos seus seguidores, asseclas e puxa0-sacos de plantão (coisa que ele adora). Tomara que o MP faça a sua parte não se enfileirando junto à esses outros.

  3. BISTEKA
    quarta-feira, 4 de novembro de 2009 – 20:06 hs

    Multa… Multa…
    850 mil mais 200 mil, e daí???
    Não é reincidência???…
    Se foi multado, não pagou a multa…
    Foi mmultado novamente pelo mesmo motivo..
    A Lei não deve imediatamente cassar a utilização da TV pelo INSANO?
    QUALQUER ESTABELECIMENTO COMERCIAL QUE NOTIFICADO PELA VIGILÂNCIA SANITÁRIA, NÃO TOMA AS PROVIDENCIAS EVIDENCIADAS NA NOTIFICAÇÃO, SEGUE-SE A MULTA… SE NO PRAZO LEGAL CONCEDIDO, NÃO FOREM TOMADAS AS PROVIDÊNCIAS… INTERDITA-SE O ESTABELECIMENTO…
    O caso de uso indevido da TV Educativa foi constatado, notificado e multado…
    Cabe-se agora o cumprimento da Lei…Fecha-se a espelunca!
    ORA BOLAS!

  4. Cidadão de olho
    quarta-feira, 4 de novembro de 2009 – 22:41 hs

    Enquanto isso o MINISTÉRIO PÚBLICO DO PARANÁ, só assiste ?

    Também, não deveria tomar suas providências ? Um dia o Sr. Requião é racista (vide ocaso do técnico do Iapar), depois é preconceituoso e nada se faz a respeito ?

    Até quando esse decadente governador, vai continuar dando maus exemplos e anti-shows ?

  5. centro cínico
    quarta-feira, 4 de novembro de 2009 – 22:55 hs

    Neste caso, não paga multas, não deveriam penhorar seus bens na execução da dívida? Ou até quando essa viadice de não pagar dívidas vai durar? Mais uma para demoralizar o MP!!!!!!!!!

  6. João Ribeiro
    quinta-feira, 5 de novembro de 2009 – 10:23 hs

    Justiça multa e blá blá blá…

    Conhecemos muito bem essa hitória.

    Esses “juísesinhos” deviam se envergonhar do papel de babacas que fazem.

    Ele não será cobrado em um centavo sequer disso.

  7. Zé do Coco
    sexta-feira, 6 de novembro de 2009 – 16:47 hs

    Nem adianta comentar. Quem está satisfeito com o atual governador, VOTE NELE. As eleições estão aí.
    Quem se sentir ludibriado pelo estilo de governar, não vote mais nele. Simples assim. Temos alternativas mais honrosas para ocupar o cargo e evitar que fora das fronteiras de nosso estado sejamos alvo de chacota…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*