Governo planeja dar telefones no ano eleitoral | Fábio Campana

Governo planeja dar telefones no ano eleitoral

Deu na Veja de Alexandre Oltramari

A eleição do ano que vem será a mais cara já realizada no país. Marqueteiros envolvidos no processo eleitoral calculam que só a campanha presidencial custará mais de 1 bilhão de reais. A cifra refere-se ao caixa um e, caso ocorra novamente, ao caixa dois – aquela prática celebrizada pelo ex-tesoureiro petista Delúbio Soares como “recursos não contabilizados” que o presidente Lula já disse que todo mundo faz. A estimativa, porém, exclui o caixa três.

Caixa três? Trata-se daquele tipo de gasto público, sempre de caráter ambíguo, cujo principal objetivo é conquistar a simpatia e a gratidão dos pobres em ano de eleições. O caso mais recente de investimento com essa rubrica é a intenção do governo de oferecer um telefone celular a cada uma dos 12 milhões de famílias que recebem o Bolsa Família, trunfo eleitoral do governo para o ano que vem. A ideia de distribuir celulares em ano de eleições partiu do ministro das Comunicações, Hélio Costa, pré-candidato ao governo de Minas Gerais. O Bolsa Celular, como o programa deve ser chamado, tem outra vantagem eleitoral. Ao custo de 2 bilhões de reais, ele será inteiramente bancado pelos contribuintes.

“A inclusão digital abre novas oportunidades de trabalho e aumenta a renda dos mais pobres”, explica o economista Marcelo Neri, da Fundação Getulio Vargas (FGV). Mas, tal como foi planejado, o Bolsa Celular é apenas um truque eleitoral. Segundo Neri, cerca de 70% das famílias beneficiadas pelo Bolsa Família já têm celular. O resultado econômico, portanto, será quase nulo.

O mesmo não se pode dizer de seu impacto nas eleições. De acordo com uma pesquisa realizada pelo economista Maurício Canêdo, também da FGV, 3 milhões de brasileiros votaram em Lula em 2006 apenas por causa do Bolsa Família. A fórmula tem dado tão certo que o governo pensa em expandi-la.

O projeto do Bolsa Cinema, tíquete de 50 reais mensais para os trabalhadores assistirem à telona, tramita em regime de urgência no Senado. O governo quer distribuir o tíquete já no ano que vem. Deve ser porque em 2010, além de eleições, haverá a estreia de Lula, o Filho do Brasil, filme laudatório patrocinado por empreiteiras amigas do Palácio do Planalto. O governo não quer nenhuma sala vazia.


10 comentários

  1. sábado, 14 de novembro de 2009 – 22:22 hs

    É nóis na fita, pagando a conta do governo em campanha descarada . Haja caixa 2, 3, 4 na tentativa de emplacar a Apagadilma mas essa nem com reza brava decola.

  2. ALO MAMAE
    domingo, 15 de novembro de 2009 – 6:26 hs

    Antes de ampliar o bolsa disso, bolsa daquilo deveriam se centrar em pagar os prejuízos causados pelo apagão. Teve gente que perdeu tudo aquilo que ainda estava pagando em suaves prestações.

  3. Reinoldo Hey
    domingo, 15 de novembro de 2009 – 10:15 hs

    Vou de Serra!

  4. SYLVIO SEBASTIANI
    domingo, 15 de novembro de 2009 – 13:08 hs

    O Lulaa da Silva que salvar a Dilma Roussef, dar um celular para todos que tem a Bolsa Familia, que recebem ajuda do Governo, dinheiro esse arrecadado do povo brasileiro, ele não dá o que é dele, dá o que é nosso e a finalidade real é ter comunicação direta com os Portadores de Bolsa Familia, para dizer que a Dilma é simpática, é meiga, agradável, até bonita e bem perparada. Com certeza não vai dizer que ela foi guerrilheira, assaltante de Banco, organizadora do roubo do cofre do ex-Governador de São Paulo, Adhemar de Barros, sequestradora de Embaixador, e principalmente sobre a vida familiar, Mas vai pedir para todos votarem na Dilma, a Dilminha.

  5. policial revoltado
    domingo, 15 de novembro de 2009 – 13:27 hs

    APAGADILMA NEM DANDO CELULAR…..QUEM VAI PAGAR A CONTA DO CELULAR?….OLHA O GOLPE NO POVAO.

  6. Curitibano
    domingo, 15 de novembro de 2009 – 14:15 hs

    É um absurdo, agora o povo perde o objetivo para trabalhar, porque já tem Bolsa familia (para comer) agora vem o Bolsa celuar( para falar de graça) falta só o Bolsa roupas, produtos de belesa etc…. porque então vou trabalhar??????? se ganho tudo do governo.Será que o senho Lula(Dilma) vai poder me responder?

  7. dercy
    segunda-feira, 16 de novembro de 2009 – 9:01 hs

    Já passou fome curitibano?

  8. LÉO
    segunda-feira, 16 de novembro de 2009 – 15:23 hs

    ZELADOR QUE PEDIU PARA SER DEMITIDO

    Interessante e verídico!!!

    O zelador de 1 prédio em Natal/RN , pediu à administração do condomínio onde trabalhava que o demitissem.

    Contou o motivo; tem dois cunhados desempregados, lá mesmo em Natal, e que, por conta da Bolsa Escola, Cartão Cidadão, Cartão Alimentação, Vale Gás, Transporte Gratuito, Vale-Refeição (acreditem – Vale-refeição) e demais benefícios do nosso governo, dadas a título de esmola, vivem melhor que ele.

    Aí paramos e fomos fazer umas continhas:
    1. Bolsa escola – R$ 175 para cada filho que freqüente as aulas (2 filhos) …… = R$ 350,00 (em dinheiro)
    2. Cartão cidadão (cujo intuito é restituir a cidadania) ……… ………………….. = R$ 350,00 (em dinheiro)
    3. Vale gás (um por mês) ………………………………………………………………… = R$ 70,00
    4. Transporte (calculamos 4 passagens diárias, que é uma boa média) R$8,00/dia x 20 dias . = R$ 160,00
    5. Vale refeição (um por dia) R$ 3,50/dia x 30 dias x 4 pessoas (ele a Esposa e os dois filhos) = R$ 420,00

    Total em dinheiro ……………………………………………………………………………………………………. = R$ 700,00
    Total em serviços ………………………………………………………………………. = R$ 650,00
    Total mensal ………….. ………………………………………………………………. = R$ 1.350,00
    Meu Deus!!!! Quanto VC ganha por mês TRABALHANDO????

    Obs.1 : O salário do zelador acrescido de horas extras e tudo mais girava em torno de R $ 830,00/mês.
    Obs.2: Tudo isso é o estabelecido pela *LEI No 10.836, de 09 DE JANEIRO DE 2004*.

    Duvida (?????) , então consulte:
    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2004/Lei/L10.836.htm

    Como o zelador tem três filhos em idade escolar, para ele é vantajoso ficar desempregado e ter esses benefícios. Seu ‘salário desemprego’ irá girar em torno de R $ 1.525,00, quase o dobro do que ganha trabalhando.

    O GOVERNO É TÃO BURRO QUE NÃO SABE NEM FAZER CONTAS……….

  9. Olhos Abertos
    terça-feira, 17 de novembro de 2009 – 0:50 hs

    Em breves palavras ditas por uma pernanbucana pobre… Bom é ter filho o governo cuida da gente.

    Infelizmente palavras sábias de quem nem completou o ensino fundamental.

    Em vez de ensinar a pecar.. não .. dão o peixe..

  10. Alam
    domingo, 29 de novembro de 2009 – 11:57 hs

    Quantas bobagens, até a velha fráse “ensine a pescar em vez de dar o peixe” nesse caso eu diria “ninguém faz nada passando fome extrema nem péscar”.

    Antes desse atual governo nosso país era alvo de criticas internacionais pois haviam familias inteiras passando fome no vale do jequitinhonha e isso passava em noticiarios de lá, uma vergonha para nosso país que não possuia um programa social sequer que funcionasse, no governo FHC enquanto ele distribuia apoio e auxilio aos seus amigos banqueiros com dinheiro público a grita não era tão grande, agora quando é para o povo miserável e necessitado é essa palhaçada, parece que alguns tem inveja dos parcos recursos recebidos por essas pessoas que nunca tiveram nada.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*