Cid Campêlo fala sobre o futuro de Maurício Requião | Fábio Campana

Cid Campêlo fala sobre
o futuro de Maurício Requião

entrevista080309

O Tribunal de Contas seria um arrimo seguro para o irmão caçula do governador Roberto Requião, que muito se preocupa com as dificuldades que o irmão Maurício deve enfrentar sem as benesses da administração pública. Mas não será na função de conselheiro do TC que Maurício ficará seguro, segundo as previsões do advogado José Cid Campêlo, que move ações para impedir a consecução dos atos de nepotismo pretendidos por Requião.

Ouça o que disse Campêlo para a jornalista Denise Mello, da rádio Banda B.

Ou clique aqui para baixar o arquivo em formato mp3.


14 comentários

  1. Geraldo
    quarta-feira, 11 de novembro de 2009 – 12:06 hs

    Parabéns Cid Campelo.

  2. j.k.lott
    quarta-feira, 11 de novembro de 2009 – 12:36 hs

    Que baile…

  3. CHURRASQUEIRO
    quarta-feira, 11 de novembro de 2009 – 12:43 hs

    O DOUTOR CID CAMPELO TEM QUE “DETONAR” O TAL DO EDUARDO, QUE É IRMÃO DO ATUAL GOVERNADOR, E QUE ESTÁ GASTANDO O NOSSO DINHEIRO E DO PORTO DE PARANAGUÁ, EM BANQUETES “AOS POLÍTICOS” E NOS ESTUDIOS DA TVE COM “ENTREVISTAS”, EM BRASÍLIA, SEM QUALQUER CONOTAÇÃO COM O NOSSO ESTADO; ELE TEM QUE VOLTAR A “ASSAR” CHURRASCO NO FILÉ DO VISCONDE, DE ONDE NUNCA DEVERIA TER SAÍDO.

  4. Margarida
    quarta-feira, 11 de novembro de 2009 – 13:09 hs

    Esse é o Cara….Parabéns

  5. Anônimo
    quarta-feira, 11 de novembro de 2009 – 13:20 hs

    Esta questão de “sentar’ e “levantar” do TC vai além de simples parecer jurídico, ou de algo inconstitucional. Tem um viés político muito forte em função do trabalho do Sr Maurício à frente da SEED. Lá nos anos 2003 ele montou uma equipe que na época atendia as demandas, e quando isto não acontecia ele impunha respeito, cobrava, exigia. Mas neste segundo tempo as coisas mudaram, muitas pessoas competentes que estiveram com ele na primeira gestão foram para outros departamentos ou voltaram para seus locais originais, como a UFPr. É o caso, por exemplo do Glauco do portal, do Jeferson, etc.
    E para piorar, no terceiro tempo, que começou com a saída do Sr Maurício para o TC, os ocupantes não conseguiram dar prosseguimento à linha de trabalho do professor. Não é possível perceber solidez, consistência, no que a professora Ivelize está fazendo. E esta falta de projeto também afetou os “olhares” sobre o Sr Maurício. Hoje a equipe que está à frente da SEED depõe contra os trabalhos iniciados pelo professor. Isto inibe qualquer parecer de juiz que fosse favorável ao Sr Maurício. O raciocínio é básico para o juiz: pra que eu homologar para o TC alguém que não tem a atenção nem de seus ex colegas de trabalho? Colegas que deixaram pela metade um monte de ideias do professor. A secretária treme de medo dos deputados da oposição, o DG se sente o intocável sem perceber que está mais atrapalhando do que ajudando. Na Sude mesma coisa, e assim vai descendo até o último aspone.

    Enquanto isto os deputados da situação tem que se revezar na defesa dos agregados.

    É uma situação óbvia, não há mais sintonia entre o Sr Maurício e seus substitutos. Assim, qualquer juiz não precisa de muito esforço para encontrar respaldo popular para o afastamento do Sr Mauricio do TC.

  6. ´Tina
    quarta-feira, 11 de novembro de 2009 – 13:32 hs

    Sou admiradora incindicional do Dr. Campello!

  7. Jango
    quarta-feira, 11 de novembro de 2009 – 16:08 hs

    Parabéns, Dr. Cid Campelo !
    Temos todos que apoiar esta luta em defesa da moralidade, da impessoalidade e da legalidade públicas e dos princípios do trabalho e do mérito que ensinamos aos nossos filhos.
    Esse pretendido apossamento usurpatório da vaga vitalícia, promovido pelo mais escabroso mutirão dos poderes públicos (com as exceções de praxe, honrosas) no atendimento de uma vontade personalíssima do governador em favor seu e de seu nepote, não pode vingar.
    Até para o bem dele, que num gesto de grandeza deveria renunciar ao cargo, pois, será tal nepote o símbolo paramentado do debacle moral e político das instituições públicas estaduais até o final de seus dias.

  8. bebechorão
    quarta-feira, 11 de novembro de 2009 – 16:52 hs

    Eu quero ver os dois irmãos sem a proteção maldita do outro irmão, vão parar onde?

  9. V.Lemainski-Cascavel
    quarta-feira, 11 de novembro de 2009 – 17:17 hs

    Algumas coisas eu não entendo e peço que alguém me esclareça:
    Se o nepotismo impedia nomeação, por que foi nomeado?
    Se a nomeação foi irregular,o que o impediu de assumir, por que lhe pagam salários?

  10. Paulo
    quarta-feira, 11 de novembro de 2009 – 18:11 hs

    Esse sujeito Maurício Requião humilhou tanta gente quando era secretário e agora muita coisa vem à tona. Cercado de um bando de pilantras, enquanto secretário, como o Professor de História (DG), Dagmar, Jampierre, e aquele mal criado do Chefe de Gabinete. Mas enfim…aliás, era rodeado de bandidos que colocou como diretores do Paraná Esporte, dentre maníacos a drogados. Lembram do Lester, diretor de esporte, da Alexandra Gil, diretora de lazer. E ainda deixou lá o 171 do Cláudio Ribeiro e a fantasma da assessoria jurídica. Mas ninguém se impressiona mais…Tudo é passado! Passado? E como ficou a história das TVs laranja? Mas não se enganem. Esse sujeito ainda dita as regras. Principalmente as regras da alimentação dos Jogos. Caríssima por sinal. Acompanhando os gastos públicos do governo (qualquer um pode olhar lá no site) vejam o que o Paraná Esporte gastou em alimentação…MEIO MILHÃO DE REAIS! Há quem diga que o ex secretário colocou lá uma laranja de diretora, Alexandra Schineider, amázia do Jampierre seu ex assessor para dominarem o mercado da alimentação dos jogos. E não é que tá dando certo…Abra os olhos Marcos Aurélio. Vamos investigar a fundo essa história. Aí se explica porque nunca conseguimos ganhar uma licitação para servir alimentos na SEED e no Paraná Esporte.

  11. BISTEKA
    quarta-feira, 11 de novembro de 2009 – 19:34 hs

    Parabéns Dr. Cid Campelo…
    Depois desta, por favor, encontre, e a bem da verdade, existem muitos fatores que autorizaria, entrar com o empeachmant do INSANO!
    SERIA A GLÓRIA!

  12. Tchê
    quarta-feira, 11 de novembro de 2009 – 20:04 hs

    Parabéns Cid Campelo, chega desta vergonha o povo tá cansado desta estória do Maurício ser encosto do dinheiro público .

  13. + Tvs laranjas -hôhôhôôôôô!!!!
    quarta-feira, 11 de novembro de 2009 – 20:30 hs

    Faz muito sentido o que o Sr Paulo falou. E mais, os poucos competentes buscaram outros rumos.
    Tá mais que na hora de convocar o Sr Ricardo Bezerra, por exemplo, para estar na Assembleia pra dizer porque o investimento em educação em 2009 foi pífio, muito abaixo dos 25%. Muito mesmo!
    E sabe como eles vão conseguir atingir os 25% na virada do ano? Não,desta vez não vai ser torrando os 150 milhões em ônibus. Até porque não têm isto em caixa. Acertou quem disse que é comprando mais tvs!!!!!! O Papai Noel vai dar um saco de tvs para eles!!! A compra tá engatilhada, com os mesmos de sempre.
    E pasmem! Nossos alunos continuam tendo que usar seus aparelhos celulares para apresentar aulas nas tvs. Nossos professores continuam tendo “L.E.R” de tanto fazerem slides!
    Pauta para argüir o DG não falta.
    Só tem uma pessoa que pode amenizar os problemas desta gente incompetente: Luiz Romanelli. Que com certeza continuará lider do Pessuti. Isto é questão de sobrevivência: ou se afina com o Romanelli ou vai dar aula de “histórias’.

  14. marinho
    quinta-feira, 12 de novembro de 2009 – 14:49 hs

    Engraçado este Dr.Cid,fala tanto em moral,mas ter casa de jogo clandestina,ser socio do antigo bingo do portao,deixar quase 30 funcionãrios a ver navios,inclusive eu não e imoral.Com a palavra o go.Lerner que infiltrou este senhor no governo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*