Requião ou da arte de se livrar do mico | Fábio Campana

Requião ou da arte
de se livrar do mico

Requião-san

Voz embargada. Leve tremor no lábio inferior. Quase choro. O ator transborda emoção na voz e nas expressões da face. A barriga dilatada para o perfil de herói dá um toque operístico ao número. Lembra um Pavarotti vestido de toureiro. Mas ele segura a cena. Requião esmerou-se, hoje, na escolinha e alcançou, talvez, o máximo de sua desfaçatez.

Close. O importante é passar a idéia de que ali está um governante justo, magnânimo, sensível, que despreza a apelação primária contida no vídeo que atribui aos outros a responsabilidade que é sua, a da Segurança Pública.

Requião assopra. Diz que a responsabilidade não é apenas do prefeito Beto Richa, mas de todos, como se ela não fosse antes de tudo sua, apenas sua. Uma responsabilidade que não pode ser transferida nem para Richa, nem para qualquer outro prefeito, mas que se tornou pesada demais para Requião carregar e ele sabe disso.

A insegurança que os paranaenses sentem é a maior prova da incompetência do governo Requião. Um desastre que se conta em vítimas, homicídios, chacinas, criminalidade galopante e uma sensação crescente de anomia.

O ator só não foi capaz de verter uma lágrima. De resto, foi quase perfeito.


10 comentários

  1. Wilson
    terça-feira, 27 de outubro de 2009 – 11:51 hs

    Ele e o irmão Eduardo fizeram teatro amador e pelo jeito continuam amadores em seus pobres espetáculos, aos quais todas as terças feiras continuamos sendo obrigados a financiar!

  2. Celestino Macedo
    terça-feira, 27 de outubro de 2009 – 11:58 hs

    Requião é um cínico.

  3. Jose Carlos
    terça-feira, 27 de outubro de 2009 – 12:12 hs

    Às vésperas do fim de ciclo, do fim de tinta na caneta, os políticos começam a envergar sua fantasia de cordeiro, escondendo os dentes, as garras e o rabo peludo… vale-tudo para enganar a plebe rude e ignorante, massa eleitoral que se resume em números e porcentuais nas pesquisas e, por fim, viram gado a caminho do matadouro nos apertar das teclas e do plim-plim das urnas eletrônicas, confirmando o engôdo, que garante o vale-miséria dos próximos anos até a nova eleição… então, os crocodilos choram, as hienas ganem, os lobos miam e os ratos rugem… o olhar doce e meigo, palavras suaves, os dedos no ar, juntos em par, como um bispo que abençoa, dizendo que vai desatar nós, com o auxílio de da Mãe Desatadora… é o vale-tudo da política… e mais uma vez a Screen Gems apresenta, mais uma sessão de bom humor e gargalhadas…

  4. ´Tina
    terça-feira, 27 de outubro de 2009 – 12:19 hs

    Esse homem tinha que morar no Canguiri,mas nâo na residencia oficial,mas no hospital Adauto Botelho!

  5. Judithe
    terça-feira, 27 de outubro de 2009 – 13:06 hs

    Muito bom texto. É só olhar a cena com um pouco mais de cuidado que o Rei fica nú.

  6. Emerson H Cardoso
    terça-feira, 27 de outubro de 2009 – 14:18 hs

    FALTOU POR A CULPA NO LERNER TAMBÉM,DAI FICARIA DIGNO DE OSCAR…

  7. CLOVIS PENA -
    terça-feira, 27 de outubro de 2009 – 15:50 hs

    Quais as prioridades para um bom desempenho da segurança?

    Qual o orçamento é necessário para implementá-las ?

    Fala Beto ! Fala Osmar ! E, se possível, fala Pessuti !!!

  8. Reinoldo Hey
    terça-feira, 27 de outubro de 2009 – 18:00 hs

    Belo texto, apesar de extremamente tendencioso e inegavelmente parcial.

  9. BISTEKA
    terça-feira, 27 de outubro de 2009 – 18:45 hs

    Como fala em RESPONSABILIDADE!
    Irresponsável sabe o que é isto???

  10. BISTEKA
    terça-feira, 27 de outubro de 2009 – 18:47 hs

    Desulpem-me…
    Esta posição é a que REIQUIÃO escolheu pra ser enterrado?
    Não esqueçam de tirar-lhe as unhas, pois, é bem capaz de chegar ao Japão…
    Coitados dos Japoneses!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*