Polícia prende cinco assassinos da chacina do Uberaba | Fábio Campana

Polícia prende cinco assassinos da chacina
do Uberaba

A Secretaria da Segurança Pública informa que foram presos cinco homens que participaram do crime que matou nove pessoas e feriu outras duas, na noite de sábado passado, no bairro Uberaba, em Curitiba. Quatro confessaram a participação nos crimes. Entre eles está Wagner Jayson Pascoal, de 23 anos, apontado como líder da quadrilha e mentor da chacina.

Em depoimento, os quatro alegaram que o crime foi uma vingança contra a comunidade da Vila Icaraí pelo assassinato de um adolescente no local. Junto com a quadrilha a polícia apreendeu uma pistola Jericó 9mm de fabricação israelense usada no crime.

Neste momento, o secretário Luiz Fernando Delazari dá entrevista coletiva sobre o crime.


5 comentários

  1. KAREKA
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 12:02 hs

    Espero que sejam estes realmente os responsáveis….e que não sejam laranjas….
    E se forem estes os responsáveis? Teraõ vida boa no sistema prisional, ou vão fazer estes bandidos trabalharem…..
    Cadeia não é parque de diversão…..presos tem que trabalhar…..
    E também, já passou da hora de colocar o EXÉRCITO nas ruas, pois estamos em guerra…e já faz tempo….

  2. Policial
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 12:06 hs

    Belo trabalho realizado pela Polícia Civil do Paraná por intermédio da Delegacia de Homicídios.

  3. sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 12:38 hs

    Campana, são oito mortos, quatro assassinos confessos e dois outros suspeitos até agora.

    Parabéns para a PM e PC pelas prisões, principalmente para quem colocou o “pé no barro”. Eles não precisam de um pseudo-maestro para que façam o próprio trabalho.

    Só achei estranho o baixinho do Kaiser afirmar que os assassinos eram apenas “moleques sem dinheiro sequer para comprar crédito de celular enquanto estavam foragidos”. Para ter armas de fogo israelense, carros e tanta munição, os moleques têm dinheiro o que significa que são bem patrocinados. Será que a “inteligência” do anão está correta em afirmar que estes criminosos não fazem parte de facção alguma? O baixinho deveria ter mais cuidado com tais declarações que no fim das contas, defendem as facções criminosas. Por que será que o SECSEG tem sempre esta postura e se recusa a admitir a presença delas no Paraná? Alguém aqui pode usar a “inteligência” para descobrir?
    Temos facções declaradas em Curitiba, que matam toda semana. Vide “Vila do Sapo” e “Vila Torres” (ninho da chacina). Além disso, temos a invasão declarada do PCC por aqui, regada a muuuuuuitos milhões de reais para muuuuuuuuitas pessoas.
    Acorda Zépequeno-branquelo, pois não admitir isso vai custar caro para o Estado futuramente.

  4. sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 12:39 hs

    Ich liebe ÜberABA!

  5. Motoqueiro Infernal!
    sexta-feira, 9 de outubro de 2009 – 16:43 hs

    Tô me lembrando do assassino do Morro do Boi… qual eram eles… mesmo… minha memória tá ficando ruim…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*